THE USE OF PRACTICAL CLASSES IN SCIENCE TEACHING: CHALLENGES AND POSSIBILITIES

Resumo

Atividades práticas são metodologias e recursos que podem contribuir de forma atraente e significativa para a eficácia no processo de ensino e aprendizagem em Ciências. O objetivo desta pesquisa foi avaliar como os professores e alunos da Rede Estadual de Ensino da cidade de Umuarama, Paraná, concebem e desenvolvem as atividades práticas nas aulas de Ciências, elencando quais os motivos que dificultam a utilização destas metodologias. Para isso, foi realizado um levantamento buscando saber quais as estratégias, recursos e espaços são utilizados nas aulas práticas e também quais os desafios para desenvolvê-las. Foi empregado a pesquisa qualitativa por meio de entrevistas semiestruturadas com os professores e pedagogos de cinco escolas. Os alunos do 9º ano do Ensino Fundamental responderam um questionário com questões fechadas e abertas. Os resultados das entrevistas com os alunos mostraram pouca utilização das metodologias práticas, apesar de demostrarem interesse pela metodologia e afirmarem que também melhoram a aprendizagem. Em contrapartida, a maioria dos professores entrevistados afirmou fazer uso desse tipo de aula, apesar de apontarem inúmeros fatores que dificultam o uso desta prática. Eles citaram que a falta de laboratorista e de material, assim como de manutenção em equipamentos laboratoriais são motivos que atrapalham tal execução. Ainda, foram citadas que razões como: excesso de alunos, indisciplina e a própria formação acadêmica e continuada deficitária, dificultam e causam insegurança na execução das aulas práticas. Os professores apontaram que as aulas práticas são recursos importantes como complemento para as aulas teóricas e que seria necessária sua execução com maior frequência. Concluiu-se que as metodologias práticas são desejadas pelos alunos e pelos professores, porém existem fatores que limitam a execução das mesmas, apesar de serem facilitadoras no processo de ensino-aprendizagem.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Mestre em Educação em Ciências e Educação Matemática pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE); docente da Secretaria do Estado da Educação (SEED) - PR- Brasil; Grupo de Pesquisa Formação de Professores de Ciências e Matemática (FOPECIM).

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora em Ciências de Alimentos pela Universidade Estadual de Londrina (UEL); docente do Instituto Federal do Paraná campus Umuarama (IFPR) - PR- Brasil; Grupo de Pesquisa Desenvolvimento de novos produtos e novas tecnologias.

##submission.authorWithAffiliation##

Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo (USP); docente Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), Brasil; Programa de Pós-Graduação - PPGECEM; Grupo de Pesquisa: FOPECIM.

Referências

ANDRADE, Marcelo Leandro Feitosa; MASSABNI, Vânia Galindo. O desenvolvimento de atividades práticas na escola: um desafio para os professores de ciências. Ciência & Educação, Bauru, v. 17, n.4, p. 835-854, 2011.
ARAÚJO, Mauro Sérgio Teixeira de; ABIB, Maria Lúcia Vital dos Santos. Atividades experimentais no ensino de física: diferentes enfoques, diferentes finalidades. Revista Brasileira de Ensino de Física. v. 25, n. 2. p. 176-194, 2003.
BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Tradução Luís Antero Reto; Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2016.
BARROS, Pedro Renato Pereira.; HOSOUME, Yassuko. Um olhar sobre as atividades experimentais nos livros didáticos de Física. In: Encontro de Pesquisa em Ensino de Física, 2008, Curitiba. Resumos. Curitiba, 2008. Disponível em: . Acesso em: 8/06/ 2018.
BEREZUK, Paulo Augusto; INADA, Paulo. Avaliação dos laboratórios de ciências e biologia das escolas públicas e particulares de Maringá, Estado do Paraná. Scientiarum. Human and Social Sciences. Maringá. v. 32, n. 1, p. 207-215, 2010.
BIZZO, Nélio. Ciências: fácil ou difícil? São Paulo: Editora Biruta, 2009.
DOURADO, Luis. Trabalho Prático (T.P.), Trabalho Laboratorial (T.L.), Trabalho de Campo (T.C.) e Trabalho Experimental (T.E.) no ensino das ciências - contributo para uma clarificação de termos. IN: VERÍSSIMO, A; PEDROSA, A; RIBEIRO, R. (Org). Ensino experimental das ciências. Porto: Departamento de Ensino Secundário, Ministério da Educação de Portugal, 2001, p. 13-18. Disponível em: http://www.dge.mec.pt/sites/default/files/Secundario/Documentos/Programas/CE_Programa/publicacoes_repensar.pdf. Acesso em: 20 de jun 2018
GALIAZZI, Maria do Carmo. Seria tempo de repensar as atividades experimentais no ensino de Ciências? Educação, Porto Alegre, n. 40, PUCRS, 2000. p. 87-111. Disponível em: http://ambientedetestes2.tempsite.ws/ciencia-para-educacao/publicacao/galiazzi-m-c-seria-tempo-de-repensar-as-atividades-experimentais-no-ensino-de-ciencias-educacao-porto-alegre-porto-alegre-n-40-p-87-112-2000/> Acesso em 5de jun 2018.
GALIAZZI, Maria do Carmo; GONCALVES, Fabio Peres. A natureza pedagógica da experimentação: uma pesquisa na licenciatura em química. Química Nova, São Paulo, v. 27, n. 2, p.326-331, 2004. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-40422004000200027>. Acesso em 15 ago 2018.
GIANI, Kellen. A experimentação no ensino de ciências: possibilidades e limites na busca de uma aprendizagem significativa. 2010. 190 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Pós Graduação em Ensino de Ciências, Universidade de Brasília, Brasília. Disponível em: . Acesso em: 29 jun. 2017
KRASILCHIK, Mirian. Prática de Ensino de Biologia. São Paulo: USP, 2012.
LIMA, Daniela Bonzanini; GARCIA, Rosane Nunes. Uma investigação sobre a importância das aulas práticas de Biologia no Ensino Médio. Cadernos do Aplicação, Porto Alegre, v. 24, n. 1, p. 201-224, jan./jun. 2011.
LIMA, Jane Helen Gomes de Lima; SIQUEIRA, Ana Paula Pruner de; COSTA, Samuel Utilização de aulas práticas no ensino de ciências: um desafio para os professores. Revista Técnico-científico do IFSC, Florianópolis, v. 2, n. 2, p. 486-495, 2013. Disponível em: . Acesso em: 17 jul. 2018.
MORAES, Roque. Construtivismo e ensino de ciências: Reflexões epistemológicas e metodológicas. 3. ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2008.
OLIVEIRA, Jane Raquel Silva de. Contribuições e abordagens das atividades experimentais no ensino de ciências: reunindo elementos para a prática docente. Acta Scientiae, Porto Alegre, v. 12, n. 1, p. 139–153, 2010.
PENTEADO, Rosa Maria Rogensk; KOVALICZN, Rosilda Aparecida. Importância de materiais de laboratório para ensinar ciências. In: Os Desafios da Escola Pública Paranaense na Perspectiva do Professor PDE, 2008. Cadernos PDE – 1ed. Curitiba: SEED-PR, v. 1, p. 1-17, 2008. Disponível em: . Acesso em: 10 jul. 2018.
PRAIA, João; CACHAPUZ, Antônio; GIL-PÉREZ, Daniel. A hipótese e a experiência científica em educação em ciência: contributos para uma reorientação epistemológica. Ciência & Educação, Bauru, v. 8, n. 2, p. 253-262, 2002. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ciedu/ v8n2/09.pdf. Acesso em: 15 jul. 2018.
RAMOS, Luciana Bandeira da Costa; ROSA, Paulo Ricardo da Silva; O ensino de ciências: fatores intrínsecos e extrínsecos que limitam a realização de atividades experimentais pelo professor dos anos iniciais do ensino fundamental. Investigações em ensino de Ciências. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 13, n. 3, p. 299-331, 2008. Disponível em: < https://www.if.ufrgs.br/cref/ojs/index.php/ienci/article/view/444>. Acesso em: 12 mai. 2018.
ROSITO, Berenice Alvares; O ensino de Ciências e a experimentação. In: MORAES, R. Construtivismo e Ensino de Ciências: Reflexões Epistemológicas e Metodológicas. 2 ed. Porto Alegre: Editora EDIPUCRS, 2003. p.195-208.
SANTOS, Saulo Cézar Seiffert; TERÁN, Augusto Fachin. Condições de ensino em Zoologia no nível fundamental: o caso das escolas municipais de Manaus-AM. Revista Amazônica de Ensino de Ciências, Manaus, v. 6, p. 1-18, 2013.
SASSERON, Lucia Helena. Alfabetização científica, ensino por investigação e argumentação: relações entre ciências da natureza e escola. Revista Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 17, n. esp., p. 49-67, 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/epec/v17nspe/1983-2117-epec-17-0s-00049.pdf. Acesso 20 jan. 2019.
SILVEIRA, Fernando Lang; PEDUZZI, Luiz. Orlando Quadro. Três episódios de descoberta científica: da caricatura empirista a uma outra história. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, Florianópolis, v. 23, n. 1, p. 26-52, 2006.
TORRES JUNIOR, Cícero Vieira. V. Implantação dos laboratórios básicos padrão MEC/FNDE na rede pública do Estado do Paraná pelo Programa Brasil Profissionalizado. Dissertação (Mestrado em Gestão e Avaliação em Educação Pública). Universidade Federal de Juiz de Fora – MG, 2014. 90 f. Disponível em: https://repositorio.ufjf.br/jspui/bitstream/ufjf/4006/1/cicerovieiratorresjunior.pdf. Acesso em: 10 ago. 2018.
Publicado
2020-04-01
Como Citar
BERTUSSO, Fernando Rodrigo; TERHAAG, Marcela Moreira; MALACARNE, Vilmar. THE USE OF PRACTICAL CLASSES IN SCIENCE TEACHING: CHALLENGES AND POSSIBILITIES. Práxis Educacional, [S.l.], v. 16, n. 39, p. 318-336, abr. 2020. ISSN 2178-2679. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/6380>. Acesso em: 06 jun. 2020. doi: https://doi.org/10.22481/praxisedu.v16i39.6380.