CIDADES PARA E DAS CRIANÇAS: UMA CONVERSA NO TALLER ABIERTO EM PONTEVEDRA, ESPANHA

Resumo

Em que as experiências nas cidades chamadas por Francesco Tonucci de “cidades das
crianças” podem contribuir para nossas vidas como moradoras de centros urbanos? Os pontos de vista
de meninas e de meninos são considerados quando são feitas mudanças de qualquer ordem nas cidades?
Essas e outras perguntas orientaram uma conversa-entrevista realizada na Associación Taller Abierto,
situado na cidade de Pontevedra, Espanha, em julho de 2019. A partir de um roteiro semiestruturado o
diálogo ocorreu de forma livre em que todas as envolvidas transcorreram sobre o tema instigando a
pensar cidades com crianças. O objetivo foi conhecer uma destas cidades aproximando-se de suas
práticas e cotidiano, bem como, daquelas e daqueles que contribuem para a materialização de propostas
em que a centralidade das crianças é compreendida como tônica da cidade.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Possui Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas. Professora da
Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, atuando nos cursos de Licenciatura em
Ciências Sociais e de Pedagogia e junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação.
Atualmente dedica-se a investigar representações e criações da infância em luta por moradia
em ocupações na cidade de São Paulo. Coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisas
“Crianças, práticas urbanas, gênero e imagens” (CNPq/FE/USP). 

Publicado
2020-07-01
Como Citar
GOBBI, Marcia Aparecida. CIDADES PARA E DAS CRIANÇAS: UMA CONVERSA NO TALLER ABIERTO EM PONTEVEDRA, ESPANHA. Práxis Educacional, [S.l.], v. 16, n. 40, p. 612-628, jul. 2020. ISSN 2178-2679. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/6898>. Acesso em: 10 ago. 2020. doi: https://doi.org/10.22481/praxisedu.v16i40.6898.