AS PESQUISAS EM EDUCAÇÃO DE PESSOAS JOVENS E ADULTAS: O FENÔMENO JUVENILIZAÇÃO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/praxisedu.v16i42.7334

Palavras-chave:

Educação de Pessoas Jovens e Adultas, Estado do Conhecimento, Juvenilização

Resumo

O presente artigo objetiva apresentar um estudo caracterizado como estado do conhecimento, analisando as principais discussões e os resultados de pesquisas brasileiras sobre o fenômeno da juvenilização na Educação de Pessoas Jovens e Adultas (EJA). Metodologicamente utilizou-se a pesquisa do tipo bibliográfico no estudo, tal como proposto por Romanowski e Ens (2006), cujo levantamento foi realizado em três bases de dados de relevância para a área educacional, a saber: Catálogo de Teses e Dissertações da CAPES, Biblioteca Digital de Teses e Dissertações (BDTD) e no Grupo de Trabalho de Educação de Pessoas Jovens, Adultas e Idosas da ANPEd (nas reuniões nacionais). Os resultados foram analisados com base nas técnicas de análise de conteúdo estabelecidas por Bardin (1995). As pesquisas identificadas nessas bases de dados foram categorizadas em quatro categorias: Sujeitos; Escolarização e Inclusão, Políticas Públicas e Formação Docente. Com objetivos distintos, todas as pesquisas ressaltaram a importância de considerar os(as) jovens como protagonistas no processo de ensino e aprendizagem e, sobretudo, as discussões apontaram para a necessidade de ouvir os sujeitos jovens para melhor compreender o fenômeno juvenilização, assim como apontar para o fomento de políticas públicas específicas, com o intuito de promover, além da escolarização a inclusão efetiva desses(as) jovens estudantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriana Regina Sanceverino, Universidade Federal da Fronteira Sul – Brasil

Doutora em Educação/UNISINOS/Pós Doutora em Educação/UFSC. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional/PPGPE/UFFS; Líder do Grupo de Pesquisa em Educação de Pessoas Jovens, Adultas e Idosas – GEPEJAI/UFFS. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação de Jovens e Adultos – EPEJA/UFSC.

Emeline Dias Lódi, Universidade Federal da Fronteira Sul – Brasil

Mestra em Educação, Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) Brasil – Erechim – RS; Programa de Pós-Graduação Profissional em Educação; Grupo de Pesquisa em Educação de Pessoas Jovens, Adultas e Idosas – GEPEJAI/UFFS. Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação de Jovens e Adultos – EPEJA/UFSC.

Maria Hermínia Lage Fernandes Laffin, Universidade Federal de Santa Catarina – Brasil

Pós-doutora pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Doutora em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mestra em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGE/UFSC) e Coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação de Jovens e Adultos (EPEJA/UFSC) e da Pesquisa interinstitucional “Fundamentos e Autores Recorrentes do Campo da Educação de Jovens e Adultos no Brasil” (CNPq).

Referências

AFRO, Luana Leão. Juvenilização na Educação de Jovens e Adultos no ensino médio: um estudo de caso no município de Salvador Bahia. 2016. 179 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2016.

ALCANTARA, Marivane Silva de. Juvenilização da Educação de Jovens e Adultos em Abaetetuba: representações sociais e projeto de vida escolar. 2016. 155 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade do Estado do Pará, Belém, 2016.

ANDRADE, Sandra dos Santos. Juventudes e processos de escolarização: uma abordagem cultural. 2008. 256 f. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008.

ANJOS. Rosalina Vieira dos. Um estudo de caso sobre uma possibilidade para o ensino de matemática na EJA juvenilizada. 2014. 157 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática, Faculdade de Educação, Universidade Federal de Pelotas, 2014.

ARROYO, Miguel González. Educação de jovens-adultos: um campo de direitos e de responsabilidade pública. In: SOARES, Leôncio. GIOVANETTI, Maria Amélia; GOMES, Nilma Lino (Org.). Diálogos na educação de jovens e adultos. Belo Horizonte: Autêntica, 4. ed.; 2. Reimp. 2018, p. 19-50.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa. Edições 70, 1995.

BARRETO, Carla Alessandra. A política nacional de juventude: assistencialismo ou inovação? 2012. 253 f. Tese (Doutorado) – Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Araraquara (SP), 2012.

BARRIOS, Juliana Bicalho de Carvalho. O abandono do ensino médio regular pelos estudantes e a EJA juvenilizada: uma teia de relações. 2018. 151 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual de Londrina, Londrina (PR), 2018.

BARROS, Suzane Carvalho da Vitória; MOURÃO, Luciana. Panorama da participação feminina na educação superior, no mercado de trabalho e na sociedade. Psicologia & Sociedade, v. 30, 2018.

BRASIL. Parecer CNE/CEB nº 23/2008, de 8 de outubro de 2008. Institui Diretrizes Operacionais para a Educação de Jovens e Adultos – EJA. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=14331-pceb023-08&category_slug=outubro-2013-pdf&Itemid=30192>. Acesso em: 18 dez. 2019.

BRASIL. Lei 9394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, 23 de dezembro de 1996. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/Ccivil_03/leis/L9394.htm>. Acesso em: 28 nov. 2019.

BRUNEL, Carmen. Jovens cada vez mais jovens na Educação de Jovens e Adultos. Porto Alegre: Mediação, 2008.

CAMPOS, Claudinei José Gomes. Método de análise de conteúdo: ferramenta para a análise de dados qualitativos no campo da saúde. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 57, n. 5, p. 611-614, out. 2004.

CARRANO, Paulo. Educação de Jovens e Adultos e Juventude: o desafio de compreender os sentidos da presença dos jovens na escola da “segunda chance”. Revista de Educação de Jovens e Adultos, v. 1, p. 55-67, 2007.

CARVALHO, Carolina Coimbra de. Juvenilização na EJA: significados e implicações do processo de escolarização de jovens. 2017. 159 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2017.

CHAGAS, Marcos Antonio Macedo Das. Educação de Jovens e Adultos: a experiência do PEJ no município do Rio de Janeiro. 2003. 93 f. Dissertação (Mestrado) – Departamento de Educação, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2003.

CONCEIÇÃO, Letícia Carneiro da. A alternativa para o menino indesejável: vozes e sujeitos na biopolítica da juvenilização da EJA. Anais da 37ª ANPEd. Florianópolis, 2015.

CONCEIÇÃO, Letícia Carneiro da. “Me jogaram aqui porque fiz 15 anos”: biopolítica da juvenilização da educação de jovens e adultos em Belém-PA. 2014. 104 f. Dissertação (Mestrado) Programa de Pós-Graduação em Educação – Instituto de Ciências da Educação, Universidade Federal do Pará, Belém, 2014.

CONCEIÇÃO, Letícia Carneiro da; NAKAYAMA, Luiza. A EJA frente ao enigma das idades: decifrá-lo ou ser por ele devorado. Anais da 36ª ANPEd. Goiânia, 2013.

DUARTE, Marcelo Laranjeira. “Juvenilização na EJA”: reflexões sobre juventude (s) e escola no município de Angra dos Reis. 2015. 122 f. Dissertação (Mestrado)- Faculdade de Educação da Baixada Fluminense, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Duque de Caxias, 2015.

FERREIRA, Lorene Dutra Moreira. Juvenilização na EJA em Ouro Preto/MG: trajetórias e perspectivas dos estudantes mais jovens. 2015. 121 f. Dissertação (Mestrado)- Programa de Pós-Graduação em Educação, Instituto de Ciências Humanas e Sociais. Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana (MG), 2015.

FREITAS, Larissa Martins. Interfaces entre o ensino médio regular e a juvenilização na EJA: diálogos, entrelaçamentos, desafios e possibilidades sobre Quefazeres docentes. 2015.176 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria (RS), 2015.

FREITAS, Angelita Aparecida Azevedo. Professores iniciantes na educação de jovens e adultos: por que ingressam? O que os faz permanecer? 2014. 163 f. Dissertação (Mestrado)- Programa de Pós-Graduação em Educação, Instituto de Ciências Humanas e Sociais. Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana (MG), 2014.

GONÇALVES, Taísa Graciela Gomes Liduenha. Escolarização de alunos com deficiência na Educação de Jovens e Adultos: Uma análise dos indicadores educacionais brasileiros. 2012. 72 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual de Londrina, Londrina (PR), 2012.

LEMOS, Amanda Guerra de, “Despeja na EJA”: reflexões acerca da migração perversa de jovens para o PEJA no município do Rio de Janeiro. 2017. 113 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017.

LIMA, Luci Vieira Catellane. Pisando em campo minado: a escolarização de adolescentes na educação de jovens e adultos. 2015. 169 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós Graduação em Psicologia, Fundação Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, 2015.

LOPEZ, André Porto Ancona. Como descrever documentos de artigo: Elaboração de instrumentos de pesquisa. São Paulo: Arquivo do Estado e Imprensa Oficial do Estado. 2002, 64 p.

MACEDO, Núbia Sueli Silva. A formação docente e o fenômeno da juvenilização da Educação de Jovens e Adultos: desafios formativos. 2017. 137 f. Dissertação (Mestrado) -Programa de Pós-Graduação Profissional em Educação de Jovens e Adultos, Universidade do Estado da Bahia, Salvador, 2017.

MARINHO, Leila Mattos Haddad de Monteiro. Entre nós e encruzilhadas: as trajetórias dos jovens de 15 a 17 anos na EJA em Angra dos Reis. 2015. 160 f. Dissertação (Mestrado) -Faculdade de Educação, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2015.

MOROSINI, Marília Costa; FERNANDES, Cleoni Maria Barboza. Estado do Conhecimento: conceitos, finalidades e interlocuções. Educação Por Escrito, Porto Alegre, v. 5, n. 2, p. 154-164, 2014.

MOTA, Kleuver Luís Alves. Estudo sobre o uso das atuais tecnologias pelos sujeitos da EJA no trabalho e na formação escolar. 2018. 141 f. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2018.

NARDELI, Danilo Dias. Estética do oprimido na Educação de Jovens e Adultos. 2018. 110 f. Programa de Pós-Graduação Profissional em Ensino das Artes Cênicas - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018.

OLIVEIRA, Roberta Avoglio Alves. Discursos docentes atribuídos à educação de jovens e adultos a partir de tensionamentos provocados pela juvenilização da modalidade: analisando o contexto de uma escola municipal de Duque de Caxias (RJ). 2018. 111 f. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Educação da Baixada Fluminense, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Duque de Caxias, 2018.

OLIVEIRA, Maria Da Conceição Cédro Vilas Bôas de. Currículo e culturas juvenis: um estudo de caso sobre as representações sociais dos estudantes da Educação de Jovens e Adultos no município de Conceição da Feira-BA. 2016. 245 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação Profissional em Educação de Jovens e Adultos, Universidade do Estado da Bahia, Salvador, 2016.

PASSOS, Joana Célia dos. As desigualdades educacionais, a população negra e a Educação de Jovens e adultos. In: LAFFIN, Maria Hermínia Lage Fernandes. Educação de jovens e adultos e educação diversidade e o mundo do trabalho. Ijuí: Ed. UNIJUÍ, p103-162, 2012.

PETRÓ, Vanessa. Educação de Jovens e Adultos: como se constitui a influência das redes sociais no acesso e/ou na permanência dos jovens na escola? 2015. 211 f. Tese (Doutorado) –

Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre (RS), 2015.

REIS, Edna de Assis Ferreira. Desigualdade e educação: a ação da Educação de Jovens e Adultos (EJA) no município de Vila Velha. 2014. 150 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política, Universidade Vila Velha, Vila Velha (ES) 2014.

RIBEIRO, Eliziane Tainá Lunardi. Formação permanente de professores (as) da EJA: círculo de diálogos como práxis pedagógica humanizadora. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria (RS), 2014.

ROMANIO, Marcel Bittencourt. A Implementação da política de Educação de Jovens e Adultos (EJA) em uma escola municipal de Vitória/ES: apostas e tensionamentos. 2011. 93 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Psicologia Institucional, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2011.

ROMANOWSKI, Joana Paulin; ENS, Romilda Teodora. As pesquisas denominadas do tipo “Estado da Arte” na educação. Revista Diálogo Educacional, v. 6, n. 19, p. 37-50, 2006.

SANTOS, Cibelle Dirce dos. Educação de Jovens e Adultos no Brasil: da alfabetização à inclusão cultural. 94 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas, UNIVERSIDADE DE SANTO AMARO, São Paulo, 2018.

SILVA, Natalino Neves Da. Juventude, EJA e relações raciais: um estudo sobre os significados e sentidos atribuídos pelos jovens negros aos processos de escolarização da EJA. 2009. 127 f. Tese (Doutorado) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

SILVA, Olavo Larangeira Telles Da. Juventude, educação e trabalho: um estudo sobre a juvenilização CEJA de Brusque-SC. 2015. 108 f. Dissertação (Mestrado) Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí (SC), 2015.

SOARES, Magda Becker; MACIEL, Francisca. Alfabetização. Brasília: MEC/INEP/COMPED, 2000.

SOUZA, Helga Valéria de Lima. Jovens na modalidade EJA na escola pública: autodefinição de jovem e função das TDICEs. 2016. 146 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação, Universidade de Brasília, Brasília (DF) 2016.

TEIXEIRA, Eliana de Oliveira. Estudantes negros em Angra dos Reis: descortinando as desigualdades do Ensino Fundamental regular à Educação de Jovens e Adultos. 2014. 107 f. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Educação, Universidade Federal Fluminense, Niterói (RJ) 2014.

TOLEDO, Ana Luiza Bacchereti Sodero de. Educação de Jovens e Adultos (EJA): um estudo sobre a inclusão de adolescentes no Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos (CIEJA). 2017. 95 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Nove de Julho, São Paulo (SP), 2017.

XAVIER, Ângela. Da micropolítica às contradições e desafios em nível local: descortinando o PROEJA FIC em Passo Fundo/RS. 2013. 155 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo (RS), 2013.

Downloads

Publicado

2020-10-01

Como Citar

Sanceverino, A. R., Lódi, E. D., & Laffin, M. H. L. F. (2020). AS PESQUISAS EM EDUCAÇÃO DE PESSOAS JOVENS E ADULTAS: O FENÔMENO JUVENILIZAÇÃO. Práxis Educacional, 16(42), 21-47. https://doi.org/10.22481/praxisedu.v16i42.7334