CURRÍCULO E ENSINO EM EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NA MODALIDADE FLEXÍVEL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/praxisedu.v16i42.7352

Palavras-chave:

Currículo, Educação de adultos, Contexto, Prática de ensino

Resumo

A Educação de Jovens e Adultos no Chile (EPJA) é uma modalidade do sistema educativo, que oferece oportunidade a quem não terminou seus estudos básicos ou médios, que representa cerca de um terço da população. Esta modalidade tem duas opções: regular e flexível. A primeira é organizada com horários definidos e participação presencial em cursos regulares em escolas e a segunda tem horários flexíveis e é promovida por outras instituições. A EPJA, historicamente, não tem uma presença relevante no sistema educativo e seus docentes enfrentam um contexto complexo e de pouca visibilidade. Pela natureza desta modalidade e sua especificidade, se optou neste estudo por uma metodologia qualitativa. Se escolheu um estudo de caso: uma instituição universitária da região de Valparaiso que mantém um programa no âmbito da modalidade flexível. Foi aplicado um questionário para os professores, destacando categorias, se incorporou também informação quantitativa que descreve os antecedentes do programa. O objetivo do estudo foi conhecer a opinião dos docentes a respeito da aplicação e contextualização do currículo de adultos nesta modalidade. A reflexão se realizou em torno do conceito de currículo e a proposta é repensar sua aplicação a luz dos resultados referidos e os questionamentos dos docentes a respeito da construção de um currículo, da prática docente e do contexto. Como conclusões, verificou-se que o currículo não determina a prática do docente, mas sim a condiciona. Surge a necessidade dos docentes participarem da sua construção e incorporar em sua práxis a necessidade da contextualização como variável fundamental para estabelecer uma prática educativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Violeta Acuña Collado, Universidad de Playa Ancha – Chile

Doutora em Pessoa, Apprendimento e Sviluppo, Università Cattólica del Sacro Cuore, Milano, Itália. Faculdade Acadêmica de Educação da Universidade de Playa Ancha, Chile. Coordenadora do Programa Disciplinar de Educação de Adultos. Diretora da Revista de Processos de Formação e Educação de Jovens e Adultos.

Vivian Astudilo Cárcamo, Universidad de Playa Ancha – Chile

Mestre em Educação de Jovens e Adultos e Processos de Formação Universidad de Playa Ancha, Professora da Escola Superior de Educação. Coordenadora do Programa de Estudos de Nivelamento, Modalidade Flexível, Universidad de Playa Ancha.

Referências

ANGELES SAGASTIZABAL, M. DE LOS (ED.). Aprender y enseñar en contextos complejos: multiculturalidad, diversidad y fragmentación. 1. ed ed. Buenos Aires: Ed. Novedades Educativas, 2009.

CARAZO, P. C. M. El método de estudio de caso: estrategia metodológica de la investigación científica. Pensamiento & Gestión, n. 20, p. 165–193, 2006.

CHILE. Decreto Nº 211, de 30 de agosto de 2009. Modifica decreto N° 131, de 2003, que modificó y fijó el texto refundido del decreto N° 683, de 2000, en la forma que señala, y fija nuevo texto refundido. Santiago de Chile, 30 ago. 2009.

CHILE. Decreto nº 257, de 19 de agosto de 2009. Establece Objetivos Fundamentales y Contenidos Mínimos Obligatorios para la Educación de Adultos y fija normas Generales para su aplicación y deroga decreto supremo nº 239. Santiago de Chile: Ministerio de Educación, 2009.

CHILE. Ley nº 20.370, de 17 de agosto de 2009. Ley General de Educación, Santiago de Chile: Ministerio de Educación, 2009.

MINISTERIO DE EDUCACIÓN. El desarrollo y el estado de la cuestión sobre el aprendizaje y la educación de adultos (AEA). Santiago de Chile: Mineduc, abr. 2008.

MINISTERIO DE EDUCACIÓN. La Coordinadora de la Unidad de Currículum y Evaluación explicó cómo se trabajan las nuevas bases curriculares de tercero y cuarto medio. [S. l.], 25 ago. 2016. Disponível em: https://www.mineduc.cl/la-coordinadora-la-unidad-curriculum-evaluacion-explico-se-trabajan-las-nuevas-bases-curriculares-tercero-cuarto-medio/. Acesso em: 25 maio 2020.

PINAR, W.; GARCÍA GARDUÑO, J. M.; MORA, E. Teoría del currículum. Madrid: Narcea, 2014.

REQUEJO OSORIO, A. La currícula de educación de personas adultas en el estado de las autonomías. In: MARTÍNEZ, M. J. C. (Ed.). Didáctica y educación de personas adultas : una propuesta para el desarrollo curricular. [s.l.] Aljibe, 1997.

SACRISTÁN, J. G. La Función Abierta De La Obra Y Su Contenido. Sinéctica, Revista Electrónica de Educación, n. 34, p. 11–43, 2010.

USHER, R.; BRYANT, I. La educación de adultos como teoría, práctica e investigación: el tríangulo cautivo. Madrid: Fundación Paideia Ediciones Morata, 1992.

Publicado

2020-10-01

Como Citar

Collado, V. A., & Cárcamo, V. A. . (2020). CURRÍCULO E ENSINO EM EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NA MODALIDADE FLEXÍVEL. Práxis Educacional, 16(42), 282-297. https://doi.org/10.22481/praxisedu.v16i42.7352