CULTURA POLÍTICA E INSTITUIÇÕES NO BRASIL REGENCIAL: A PRIMEIRA LEGISLATURA DA ASSEMBLEIA PROVINCIAL DE PERNAMBUCO (1835-1836)

Resumo

Em seus primeiros anos, o governo regencial do Brasil Império tomou uma série de medidas políticas e administrativas de caráter descentralizador, buscando amenizar a centralização que caracterizou o período anterior do Primeiro Reinado. Um dos símbolos destas mudanças foi a instituição das Assembleias Provinciais, criada pela reforma constitucional do Ato Adicional de 1834. O objetivo era conceder maior autonomia às províncias no âmbito de sua administração. Este trabalho tem por finalidade principal analisar a implantação na província de Pernambuco de sua Assembleia, desde a forma de escolha dos primeiros deputados até o funcionamento de sua primeira legislatura. Com as ferramentas da história política e dos estudos de cultura política, busca-se entender a maneira como esta nova instituição se incorporou às políticas locais, as ligações dos seus deputados com as diferentes facções que lutavam pelo poder na província e seu papel nas mudanças que aconteciam na Regência.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-03-29
Como Citar
CAVALCANTI JUNIOR, Manoel Nunes. CULTURA POLÍTICA E INSTITUIÇÕES NO BRASIL REGENCIAL: A PRIMEIRA LEGISLATURA DA ASSEMBLEIA PROVINCIAL DE PERNAMBUCO (1835-1836). Revista Binacional Brasil-Argentina: Diálogo entre as ciências, [S.l.], v. 8, n. 2, p. 174-198, mar. 2020. ISSN 2316-1205. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/rbba/article/view/6226>. Acesso em: 02 jun. 2020. doi: https://doi.org/10.22481/rbba.v8i2.6226.