A IMPRENSA SERTANEJA COMO FONTE DE PESQUISA: APONTAMENTOS ACERCA DO JORNAL O COMBATE

Resumo

Os estudos sobre a história da imprensa no Brasil têm tido consideráveis avanços nos últimos anos. De fato, pesquisadores dessa área têm dado grande contribuição ao analisarem o papel dos periódicos no processo de formação do Estado e da Nação brasileiros, seja no Oitocentos, quando as linhas de definição acerca da identidade nacional foram esboçadas e consolidadas, seja no século XX, a partir das novas demandas impostas pela implantação da República (1889) e a abolição da escravidão um ano antes (1888). Todavia, a despeito desses importantes estudos, a análise acerca da imprensa existente nas áreas interioranas e, mais especificamente, nos sertões da Bahia, ainda se constitui um campo em aberto para novas investigações. O artigo discute a importância da imprensa periódica como fonte documental e apresenta algumas possibilidades de pesquisa a partir do Jornal O Combate, um dos mais importantes e duradouros que circulou em Vitória da Conquista entre os anos de 1929, quando foi criado, e 1964.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-03-29
Como Citar
DE SOUSA, Maria Aparecida Silva; DE ALMEIDA, José Rubens Mascarenhas. A IMPRENSA SERTANEJA COMO FONTE DE PESQUISA: APONTAMENTOS ACERCA DO JORNAL O COMBATE. Revista Binacional Brasil-Argentina: Diálogo entre as ciências, [S.l.], v. 8, n. 2, p. 199-213, mar. 2020. ISSN 2316-1205. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/rbba/article/view/6322>. Acesso em: 02 jun. 2020. doi: https://doi.org/10.22481/rbba.v8i2.6322.