O white bear e a sua relação com a teoria absoluta: o caráter punitivo da pena

  • Ruteh Ribeiro Oliveira de Lima Universidade Estadual de Feira de Santana
  • Caroline de Almeida Santos Universidade Estadual de Feira de Santana

Resumo

O presente artigo tem por escopo analisar de maneira sucinta e crítica a Teoria Absoluta da aplicação da pena e a relação que esta possui com o White Bear – episódio da série ficcional Black Mirror. Juntamente com tais acepções, pretende-se mostrar como o desejo de punição e vingança encontram-se, ainda, presentes na sociedade brasileira hodierna e como tais, em determinadas comunidades, persistem, mostrando uma descrença na justiça estatal. Destarte, a realidade prisional no país reafirma tal desejo, o de punição pelo sofrimento que a comunidade, de maneira geral, defende quando se trata de infratores da norma penal, ou, melhor dizendo, daqueles indivíduos etiquetados como criminosos. A conclusão alcançada por este estudo é de que há uma necessidade de discutir qual o real objetivo da aplicação da pena, bem como ela é aplicada pelo Estado, assim como apresentado em White Bear, e qual a relação entre esta, a sociedade e o sentido de justiça.

Publicado
2019-01-29
Como Citar
LIMA, Ruteh Ribeiro Oliveira de; SANTOS, Caroline de Almeida. O white bear e a sua relação com a teoria absoluta: o caráter punitivo da pena. Revista Científica do Curso de Direito, [S.l.], n. 2, p. 97 - 111, jan. 2019. ISSN 2594-9195. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/rccd/article/view/4716>. Acesso em: 20 jun. 2019. doi: https://doi.org/10.22481/rccd.v0i2.4716.
Seção
Artigos