FALANDO EM AMAMENTAÇÃO: AÇÕES DE EXTENSÃO DURANTE O PRÉ-NATAL E PUERPÉRIO

  • Alexia Diovana Fernandes da Rocha
  • Sheila Tamanini de Almeida
  • Marcia Angelica Peter Maahs
  • Monalise Costa Batista Berbert

Resumo

EA amamentação é benéfica para o bebê, para a mãe, para a família e para a sociedade. Por conta dos inúmeros benefícios, os órgãos de saúde recomendam aleitamento materno exclusivo até seis meses e complementado até dois anos de vida. No Brasil, as taxas de amamentação ainda se encontram abaixo do recomendado e a falta de conhecimento a respeito de suas vantagens é um dos principais fatores responsáveis pelo desmame. O projeto de extensão “Falando em Amamentação” foi criado com propósito de apoiar e promover o aleitamento materno por meio de orientações no pré-natal e puerpério e ações no ambiente universitário. O objetivo deste artigo é, portanto, relatar as experiências vividas pelos alunos durante as ações realizadas pelo projeto. O projeto realiza orientações semanalmente pela manhã no ambulatório e alojamento conjunto de um hospital em Porto Alegre. No ambulatório, as acadêmicas orientam grupos de gestantes e, no alojamento conjunto, as orientações ocorrem individualmente à beira do leito e são voltadas às dúvidas e às dificuldades do binômio mãe-bebê durante a amamentação. Os resultados são observados por meio do interesse nas informações recebidas, compartilhamento de dúvidas e dificuldades e receptividade para auxílio no manejo da amamentação quando necessário. O projeto considera bem-sucedida sua atuação na promoção e incentivo ao aleitamento materno, visto que a população atendida se mostra satisfeita com a assistência recebida, os serviços estão abertos para as atividades e as alunas participantes têm a oportunidade de aprofundar o conhecimento, colocando em prática habilidades e competências de sua formação curricular.

Publicado
2020-07-27
Como Citar
DA ROCHA, Alexia Diovana Fernandes et al. FALANDO EM AMAMENTAÇÃO: AÇÕES DE EXTENSÃO DURANTE O PRÉ-NATAL E PUERPÉRIO. Revista Extensão & Cidadania, [S.l.], v. 8, n. 13, p. 124-132, jul. 2020. ISSN 2319-0566. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/recuesb/article/view/7100>. Acesso em: 05 ago. 2020. doi: https://doi.org/10.22481/recuesb.v8i13.7100.