O estágio supervisionado em Geografia: o que nos provoca a Educação Intercultural?

  • Gustavo Pereira de Souza
  • Gleice Kely P. Oliveira
  • Eduardo Oliveira Miranda

Resumo

O artigo abarca o processo formativo dos graduandos em Licenciatura em Geografia da Universidade Federal da Bahia, com destaque para o componente curricular Estágio Supervisionado em Geografia II. Neste cenário, apresentamos as contribuições da Educação Intercultural (SANTIAGO, AKKARI, MARQUES, 2013) associadas aos postulados teóricos do professor Boaventura de Souza Santos (2002). A metodologia da pesquisa pautou-se pela narrativa autobiográfica para a qual a nossa história de vida (JOSSO, 2005) deve ser considerada no âmbito da formação da identidade profissional, sobretudo, a partir do estágio docente (PIMENTA; LIMA, 2008, p. 100). Para tal, evidenciamos que a Educação Intercultural nos permite trazer para a roda do diálogo questões que estão instauradas no “chão da escola” e que repercutem no espaço geográfico, mas que por questões da razão indolente (SANTOS, 2002) não são problematizadas nos cursos de formação de educadores em Geografia.

Publicado
2018-03-30
Como Citar
SOUZA, Gustavo Pereira de; OLIVEIRA, Gleice Kely P.; MIRANDA, Eduardo Oliveira. O estágio supervisionado em Geografia: o que nos provoca a Educação Intercultural?. Revista de Iniciação à Docência, [S.l.], v. 2, n. 2, mar. 2018. ISSN 2525-4332. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/rid/article/view/3299>. Acesso em: 17 ago. 2018. doi: https://doi.org/10.22481/rid.v2i2.3299.