O estágio supervisionado em Geografia: o que nos provoca a Educação Intercultural?

  • Gustavo Pereira de Souza
  • Gleice Kely P. Oliveira
  • Eduardo Oliveira Miranda

Resumo

O artigo abarca o processo formativo dos graduandos em Licenciatura em Geografia da Universidade Federal da Bahia, com destaque para o componente curricular Estágio Supervisionado em Geografia II. Neste cenário, apresentamos as contribuições da Educação Intercultural (SANTIAGO, AKKARI, MARQUES, 2013) associadas aos postulados teóricos do professor Boaventura de Souza Santos (2002). A metodologia da pesquisa pautou-se pela narrativa autobiográfica para a qual a nossa história de vida (JOSSO, 2005) deve ser considerada no âmbito da formação da identidade profissional, sobretudo, a partir do estágio docente (PIMENTA; LIMA, 2008, p. 100). Para tal, evidenciamos que a Educação Intercultural nos permite trazer para a roda do diálogo questões que estão instauradas no “chão da escola” e que repercutem no espaço geográfico, mas que por questões da razão indolente (SANTOS, 2002) não são problematizadas nos cursos de formação de educadores em Geografia.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-03-30
Como Citar
SOUZA, Gustavo Pereira de; OLIVEIRA, Gleice Kely P.; MIRANDA, Eduardo Oliveira. O estágio supervisionado em Geografia: o que nos provoca a Educação Intercultural?. Revista de Iniciação à Docência, [S.l.], v. 2, n. 2, mar. 2018. ISSN 2525-4332. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/rid/article/view/3299>. Acesso em: 23 out. 2018. doi: https://doi.org/10.22481/rid.v2i2.3299.