FATORES DE RISCO PREDOMINANTES NA POPULAÇÃO COM SÍNDROME CORONARIANA AGUDA

  • Amanda Francielle Santos
  • Rafaela Ribeiro Machado
  • Míriam Geisa V. Menezes

Resumo

A Síndrome Coronária Aguda tem sido responsável por um grande número de morte no mundo e no Brasil ela tem uma alta prevalência, sendo necessário que seus fatores de risco na população sejam avaliados. Objetiva-se com essa pesquisa descrever através da literatura os fatores de risco mais prevalentes em indivíduos com síndrome coronariana aguda. Trata-se de uma pesquisa descritiva bibliográfica integrativa de abordagem qualitativa, realizada a partir de artigos nacionais publicados entre 2013 a 2017, oriundos das bases de dados eletrônicas BIREME, LILACS e SciELO que abordassem o tema pesquisado. A análise dos estudos mostra que os fatores de risco não modificáveis mais prevalentes foram idade, sexo masculino e história familiar. Já os fatores de risco modificáveis foram hipertensão arterial, diabetes, dislipidemia, sedentarismo, obesidade e tabagismo. Conclui-se com esse estudo que a maior parte da população estudada com síndrome coronariana aguda sofre com maior influência de fatores de risco modificáveis. Os fatores de risco modificáveis mais freqüentes nos estudos foram a hipertensão arterial, seguida de tabagismo. É necessário que os profissionais da saúde avaliem os fatores de risco mais prevalentes na população a ser assistida, visando realizar uma assistência direcionada e consequentemente mais eficaz.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-05-11
Como Citar
FRANCIELLE SANTOS, Amanda; RIBEIRO MACHADO, Rafaela; GEISA V. MENEZES, Míriam. FATORES DE RISCO PREDOMINANTES NA POPULAÇÃO COM SÍNDROME CORONARIANA AGUDA. Saúde.com, [S.l.], v. 14, n. 2, maio 2018. ISSN 1809-0761. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/rsc/article/view/4029>. Acesso em: 16 out. 2018.
Seção
Artigos de revisão