VISITA DOMICILIAR A UM PORTADOR DE TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA VIA INTEGRAÇÃO ENSINO-SERVIÇO-COMUNIDADE NA ATENÇÃO PRIMÁRIA A SAÚDE: ESTUDO DE CASO

  • Raí Novaes Nogueira
  • Aniele Pereira Lima
  • Kátia Novaes dos Santos
  • Vinicius Santiago Alves
  • Stela Almeida Aragão
  • Thainan Alves Silva
  • Zenilda Nogueira Sales

Resumo

Comumente o profissional de saúde da assistência básica depara-se, em diversos tipos de atendimentos, com condições patológicas que envolvem uma dimensão subjetiva dos problemas da saúde mental. E no âmbito da atenção a população infanto-juvenil, os transtornos do neurodesenvolvimento, dentre os quais, o Transtorno do Espectro Autista (TEA), se destaca entre os quadros mais comuns. Neste estudo, procurou-se relatar a experiência de um graduando do curso de medicina da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, numa situação de visita domiciliar a um menor com o TEA e portador de obesidade importante. Espera-se que esta experiência aqui relatada, sensibilize e difunda conhecimentos sobre as dificuldades enfrentadas por pais de indivíduos portadores de TEA, bem como, as dificuldades da atenção básica para se estabelecer intervenções concretas em detrimento, ainda, do parco apoio matricial de profissionais de saúde mental junto ás equipes da Atenção Básica.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-06-30
Como Citar
NOVAES NOGUEIRA, Raí et al. VISITA DOMICILIAR A UM PORTADOR DE TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA VIA INTEGRAÇÃO ENSINO-SERVIÇO-COMUNIDADE NA ATENÇÃO PRIMÁRIA A SAÚDE: ESTUDO DE CASO. Revista Saúde.com, [S.l.], v. 14, n. 2, jun. 2018. ISSN 1809-0761. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/rsc/article/view/4120>. Acesso em: 14 ago. 2018.
Seção
Relato de experiência