LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA EM LACTENTE: RELATO DE CASO CLÍNICO

  • Jéssika Santos Andrade
  • Samia da Costa Ribeiro Teixeira
  • Saulo Sacramento Meira

Resumo

O objetivo desse estudo foi relatar o caso clínico de uma lactente de 2 meses e 15 dias de vida, e a terapia instituída com sucesso. Lactente do sexo feminino, 2 meses e 15 dias, branca, natural de Florestal, distrito de Jequié - BA, chegou ao serviço acompanhada da sua progenitora. Esta se queixou que há cerca de 30 dias a criança apresentou início de lesão em região cervical posterior, com crescimento progressivo e piora com elevação da temperatura. Citou que recebeu o primeiro atendimento em sua localidade, fazendo uso de gentamicina creme, não apresentando melhoras. A anfotericina B lipossomal, apesar de não ser a primeira escolha para o tratamento, foi utilizada neste caso por se tratar de uma criança com organismo vulnerável a efeitos medicamentosos adversos, sendo este fármaco uma opção preventiva a possíveis danos a médio e longo prazos. Por se tratar de uma criança muito jovem, optou-se pelo tratamento da LTA com a anfotericina B lipossomal devido aos potenciais efeitos adversos.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-06-30
Como Citar
SANTOS ANDRADE, Jéssika; DA COSTA RIBEIRO TEIXEIRA, Samia; SACRAMENTO MEIRA, Saulo. LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA EM LACTENTE: RELATO DE CASO CLÍNICO. Saúde.com, [S.l.], v. 14, n. 2, jun. 2018. ISSN 1809-0761. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/rsc/article/view/4124>. Acesso em: 16 out. 2018.
Seção
Estudo de caso