PERFIL CLÍNICO DAS MULHERES IDOSAS EM PÓS-OPERATÓRIO INTERNADAS EM CENTRO DE TERAPIA INTENSIVA

  • Marina Serrano Vilalba
  • Fernanda Penido Matozinhos
  • Izabella Mendes de Souza Rocha
  • Thales Philipe Rodrigues da Silva

Resumo

Objetivou-se identificar o perfil clínico das mulheres idosas provenientes do bloco cirúrgico, internadas no Centro de Terapia Intensiva de um Hospital Público de Belo Horizonte. Trata-se de uma pesquisa transversal. As coletas de dados foram realizadas por meio de prontuários eletrônicos das pacientes. A amostra consta de 53 mulheres idosas. A idade média foi de aproximadamente 78 anos (±11,0). O tempo médio de internação foi de 6 dias (±7,8). As principais causas da admissão hospitalar foram: fraturas pertrocantérica (32,1%), doenças cardiovasculares (24,5%), neurológicas (17,0%) e infecciosas (9,4%). Nove mulheres idosas (20,9%) possuíam lesão por pressão. Das 53 mulheres idosas, 39 (73,6%) receberam alta para outros setores, 12 (22,6%) evoluíram para óbito e 2 (3,7%) foram transferidas para outras Instituições. Nos últimos anos, avanços foram realizados sobre a saúde das mulheres idosas. Esse grupo populacional necessita de linhas de cuidados específicas nas políticas de saúde e exige do sistema de saúde e dos profissionais cuidados cada vez mais diferenciados.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-09-12
Como Citar
SERRANO VILALBA, Marina et al. PERFIL CLÍNICO DAS MULHERES IDOSAS EM PÓS-OPERATÓRIO INTERNADAS EM CENTRO DE TERAPIA INTENSIVA. Revista Saúde.com, [S.l.], v. 14, n. 3, set. 2018. ISSN 1809-0761. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/rsc/article/view/4215>. Acesso em: 23 set. 2018. doi: https://doi.org/10.22481/rsc.v14i3.4215.
Seção
Relato de experiência