DESENVOLVIMENTO DE UM JOGO ELETRÔNICO INFANTIL

APRENDENDO A UTILIZAR OS SERVIÇOS DE SAÚDE DE URGÊNCIA

  • Cibele De Lima Souza Silveira UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO
  • Raul Amaral De Araújo UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO
  • Rosalie Barreto Belian UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO
  • Luciane Soares De Lima

Resumo

Nesta pesquisa, construiu-se e validou-se uma proposta de jogo eletrônico educativo infantil, para apresentação do Sistema Único de Saúde e promoção do exercício da cidadania no acionamento dos serviços de urgência. Tratou-se de um estudo descritivo e qualitativo, constituído em duas etapas: 1) construção de um tabuleiro virtual e 2) validação da proposta realizada por professores comunitários, utilizando como estratégia metodológica para análise dos dados, o Discurso do Sujeito Coletivo, por meio do Qualiquantisoft. A trajetória para a construção do jogo se desenvolveu utilizando os construtos de cooperação e solidariedade com cenários de contextualização, situações-problemas e passatempos relacionados. No processo de validação foram apresentadas e discutidas cinco ideias centrais. Concluiu-se que o discurso do sujeito coletivo emitido pelos professores apontou para o potencial que o jogo possui para trabalhar a temática, desde que seja utilizado como estratégia de ensino que estimule o exercício do pensamento crítico reflexivo da criança.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora, enfermeira da Universidade Federal de Pernambuco

##submission.authorWithAffiliation##

Doutor, enfermeiro da Universidade Federal de Pernambuco

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora, professora da Universidade Federal de Pernambuco

Luciane Soares De Lima

Doutora, professora da Universidade Federal de Pernambuco

Publicado
2019-08-13
Como Citar
DE LIMA SOUZA SILVEIRA, Cibele et al. DESENVOLVIMENTO DE UM JOGO ELETRÔNICO INFANTIL. Saúde.com, [S.l.], v. 15, n. 2, ago. 2019. ISSN 1809-0761. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/rsc/article/view/4724>. Acesso em: 22 ago. 2019. doi: https://doi.org/10.22481/rsc.v15i2.4724.