ALTERAÇÕES MICROESTRUTURAIS NO ESMALTE RELACIONADAS AO CLAREAMENTO DENTAL

  • André Rodrigo Justino da Silva Universidade Federal de Campina Grande

Resumo

Diante dos efeitos adversos que o clareamento dental pode causar aos dentes realizou-se a presente revisão de literatura sobre as alterações a níveis microestruturais que o esmalte sofre decorrente do clareamento. Foi feita a busca nas bases de dados Scielo e Google acadêmico por artigos publicados somente nos últimos dez anos, a partir das palavras-chave hydrogen peroxide, dental bleaching, dental enamel, adverse effects e microscopy electron scanning. A partir dos quinze artigos selecionados observou-se que todos os autores mostram que existem alterações na estrutura do esmalte decorrente dos agentes clareadores, que diminuem a microdureza do tecido e aumentam a sua rugosidade, além de causar surgimento de erosões, poros, dentre outras perdas minerais. Além disso, o uso de algumas técnicas complementares no clareamento, como o condicionamento ácido prévio, o uso de ativação por LED e a aplicação de flúor neutro subseqüente aumentam os danos à estrutura dental, enquanto outros, como a presença de Cálcio na composição do gel clareador, não demonstram interferir na estrutura mineral do elemento. Por outro lado, o uso do composto de fosfopeptídeos de caseína/fosfato de cálcio amorfo aparenta ser promissor quando associado ao peróxido clareador, sendo necessários mais estudos sobre essa aplicabilidade. Desse modo conclui-se que, apesar de ser conservador, o clareamento dental desempenha potencial para promover perdas minerais na superfície do esmalte dental.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-07-06
Como Citar
SILVA, André Rodrigo Justino da. ALTERAÇÕES MICROESTRUTURAIS NO ESMALTE RELACIONADAS AO CLAREAMENTO DENTAL. Saúde.com, [S.l.], v. 16, n. 1, jul. 2020. ISSN 1809-0761. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/rsc/article/view/4728>. Acesso em: 09 ago. 2020. doi: https://doi.org/10.22481/rsc.v16i1.4728.
Seção
Artigos de revisão