VIOLÊNCIA DOMÉSTICA EM MULHERES VIVENCIANDO O CLIMATÉRIO: REVISÃO INTEGRATIVA

  • Vilara Maria Mesquita Mendes Pires
  • Ive Peixoto Gonçalves
  • Luanna Rodrigues de Jesus
  • Juliana Costa Machado
  • Roberta Laíse Gomes Leite Morais
  • Vanda Palmarella Rodrigues

Resumo

O estudo teve como objetivo analisar as implicações da violência doméstica contra a mulher em fase de climatério destacadas nas publicações científicas no período de 2006 a 2016. Revisão integrativa, realizada a partir de buscas nas bases de dados: BVS, LILACS e MEDLINE e no portal de periódicos SCIELO, utilizando-se os descritores: violência contra a mulher e climatério. Após processo de buscas e seleção, foram analisados quatro artigos. Os resultados destacaram as repercussões da violência para a saúde da mulher ao longo do tempo, a valorização do modelo biologicista e fragmentado da saúde, o despreparo dos profissionais de saúde no cuidado às mulheres em situação de violência e a falta de estratégias de prevenção pelos serviços da rede de atenção à mulher em situação de violência. Destacamos a necessidade de assegurar os direitos sociais das mulheres com estratégias de prevenção no enfrentamento à violência, de forma eficaz, sensível e humana.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-03-18
Como Citar
MARIA MESQUITA MENDES PIRES, Vilara et al. VIOLÊNCIA DOMÉSTICA EM MULHERES VIVENCIANDO O CLIMATÉRIO: REVISÃO INTEGRATIVA. Saúde.com, [S.l.], v. 15, n. 1, mar. 2019. ISSN 1809-0761. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/rsc/article/view/4864>. Acesso em: 17 ago. 2019. doi: https://doi.org/10.22481/rsc.v15i1.4864.
Seção
Artigos de revisão