A controladoria como um mecanismo interno de governança corporativa: empresas hospitalares

Autores

  • Vanessa da Costa Machado de Oliveira
  • Caroline de Oliveira Orth
  • Arthur Frederico Lerner

Palavras-chave:

Contabilidade. Controladoria. Governança corporativa. Empresas hospitalares.

Resumo

O objetivo deste estudo é identificar e descrever os principais mecanismos internos de governança corporativa empregados pela controladoria em empresas hospitalares do Rio Grande do Sul. Para tanto, procura-se responder à seguinte questão: quais os principais mecanismos internos de governança corporativa executados pela controladoria em empresas hospitalares?  O método utilizado foi a observação participante e o instrumento de coleta de dados, o roteiro de entrevistas em profundidade. A análise e a interpretação qualitativa dos dados mostram que os principais mecanismos internos de governança corporativa em empresas hospitalares, que contam com a área de controladoria, são os sistemas de informações e os registros contábeis, principal ferramenta usada para aferir se as expectativas da alta administração estão se realizando ou não. Conforme os resultados da pesquisa, não obstante a necessidade de reestruturar e alinhar as atividades, as informações da controladoria contribuem para o controle e perpetuidade das organizações. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanessa da Costa Machado de Oliveira

Especialista em Controladoria pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Analista contábil do Hospital Moinhos de Vento.

Caroline de Oliveira Orth

Doutoranda em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professora do Departamento de Ciências Contábeis e Atuariais (DCCA) e do Núcleo de Estudos em Contabilidade (NECON) da UFRGS. Pesquisadora do Grupo de Estudos em Contabilidade Societária da UFRGS. 

Arthur Frederico Lerner

Mestre em Controladoria e Contabilidade pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Pesquisador do Grupo de Estudos em Contabilidade Societária da UFRGS. 

Referências

ANDRADE, Adriana; ROSSETTI, José Paschoal. Governança corporativa: fundamentos, desenvolvimento e tendências. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

ARAUJO, Juliana Gonçalves de. Percepção dos investidores do impacto da governança corporativa para tomada de decisão. V Seminário UFPE de Ciências Contábeis, 2011.

ASSAF, Alexandre Neto. Finanças corporativas e valor. São Paulo: Atlas, 2010.

BARBOSA, Antônio Pires. Governança corporativa em hospitais sem fins lucrativos: um estudo do perfil de liderança corporativa em onze hospitais brasileiros. Tese de Doutorado em Administração de Empresas. Fundação Getúlio Vargas. São Paulo, 2003.

CALVE, Aloísio. et al. Um estudo de governança corporativa nos hospitais filantrópicos do Espírito Santo. Revista Universo Contábil, v. 9, n. 4, p. 128-143, 2013. Disponível em: <https://gorila.furb.br/ojs/index.php/universocontabil/article/view/3403/2544>. Acesso em: 23 out. 2019.

GADELHA, Carlos Augusto Grabois. O complexo industrial da saúde e a necessidade de um enfoque dinâmico na economia da saúde.Ciência & saúde coletiva, v. 8, p. 521-535, 2003. Disponível em: <https://www.scielosp.org/scielo.php?pid=S1413-81232003000200015&script=sci_arttext>. Acesso em: 23 out. 2019.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GOVERNANÇA CORPORATIVA - IBGC. Código das melhores práticas de governança corporativa. 5.ed. São Paulo: IBGC, 2015.

KANITZ, Stephen Charles. Controladoria: teoria e estudos de casos. São Paulo: Pioneira, 1977.

LEMOS, Vanda Márcia Ferri; ROCHA, MarciusHollanda Pereira da. A gestão das organizações hospitalares e suas complexidades. In: CONGRESSO NACIONAL DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO, 7., 2011, Rio de Janeiro. Anais eletrônicos... Rio de Janeiro: UFF, 2011.Disponível em: <http://files.aluno-adm.webnode.com/200000052-cbfe9ccf65/Gest%C3%A3o%20hospitalar%20.pdf>. Acesso em: 23 out. 2019.

MARTINS, Mayra, MARTINS, Vidigal Fernandes. Governança corporativa em uma fundação de serviços hospitalares: um estudo de caso no Brasil. Revista de Administração de Roraima-RARR, v. 3, n.2, p. 70-89, 2013. Disponível em: <https://revista.ufrr.br/adminrr/article/view/1243/1175>. Acesso em: 23 out. 2019.

MONKEN, Sonia, et al. Uma Análise da Eficiência Sobre os Ativos em Hospitais Filantrópicos e Sua Relação com a Governança Corporativa. International Journal of Health Management Review, v. 1, n. 1, p. 1-12, 2016.Disponívelem: <http://ijhmreview.org/ijhmreview/article/download/83/27>. Acesso em: 23 out. 2019.

MOYSES FILHO, Jamil. Planejamento e gestão estratégica em organizações de saúde. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2015.

MÜLLER, José; SILVA, Itacir Alves. A controladoria como método de gestão em uma empresa do ramo hospitalar. In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DA FSG, 10., 2016, Caxias do Sul. Anais eletrônicos...Caxias do Sul: FSG, 2016.Disponível em: <http://ojs.fsg.br/index.php/anaiscontabeis/article/view/2426/1943>. Acesso em: 23 out. 2019.

NASCIMENTO, Auster Moreira; BIANCHI, Márcia; TERRA, Paulo Renato Soares.A controladoria como um mecanismo interno de governança corporativa: evidências de uma survey comparativa entre empresas de capital brasileiro e norte-americano. ABCustos, v.2, n. 2, 2007.Disponível em: <https://abet.ufjf.emnuvens.com.br/abcustos/article/download/21/454>. Acesso em: 23 out. 2019.

NASCIMENTO, Auster Moreira; REGINATO, Luciane. Controladoria: instrumento de apoio ao processo decisório. São Paulo: Atlas, 2010.

NASCIMENTO, Auster Moreira; REGINATO, Luciane. Controladoria: um enfoque na eficácia organizacional. São Paulo: Atlas, 2013.

OLIVEIRA, Luís Martins de; PEREZ JUNIOR, Jose Hernandez; SILVA, Carlos Alberto dos Santos. Controladoria estratégica. São Paulo: Atlas, 2014.

PADOVEZE, Clóvis Luís. Controladoria estratégica e operacional: conceitos, estrutura, aplicação. 2 ed. São Paulo: Cengage, 2009.

PRADO, Eduardo Vieira do. et al. Os desafios na implementação da controladoria estratégica nas organizações. Caderno Profissional de Administração da UNIMEP, v. 3, n. 2, p. 14-37, 2013.Disponível em: <http://www.cadtecmpa.com.br/ojs/index.php/httpwwwcadtecmpacombrojsindexphp/article/viewFile/26/44>. Acesso em: 23 out. 2019.

REVISTA EXAME MELHORES E MAIORES 2005. As 500 maiores empresas do Brasil. São Paulo: Abril, Julho/2005.

REVISTA VALOR 1000. As 1000 maiores empresas: Edição 2004. São Paulo: Valor Econômico, 2004.

ROESCH, Sylvia Maria Azevedo. Projetos de estágio e de pesquisa em administração: guia para estágios, trabalhos de conclusão, dissertações e estudos de caso. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2013.

SCHMIDT, Paulo; SANTOS, José Luiz dos; MARTINS, Marco Antônio dos Santos. Manual de controladoria. Editora Atlas SA, 2014.

SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA. Balanço das finanças públicas 2016. Prefeitura Municipal de Porto Alegre, 2017. Disponível em:<http://lproweb.procempa.com.br/pmpa/prefpoa/smf/usu_doc/balanco_das_financas_publicas_2016.pdf>. Acesso em: 23 out. 2019.

TORELLY, Andreatta Fernando. O que vai diferenciar as organizações será a gestão eficiente e o modelo de governança. Porto Alegre: Instituto de Administração Hospitalar e Ciências das Saúde, 2016.

VEIGA, Lidiane Ribeiro da. A controladoria como um mecanismo interno de governança corporativa: um estudo envolvendo empresas de países relacionados aos modelos de governança corporativa anglo-saxão, alemão e latino-europeu. Dissertação (Mestrado em Cportaliências Contábeis) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), Rio Grande do Sul, 2006.

Downloads

Publicado

2021-02-08

Como Citar

da Costa Machado de Oliveira, V. ., de Oliveira Orth, C. ., & Frederico Lerner , A. . (2021). A controladoria como um mecanismo interno de governança corporativa: empresas hospitalares. Cadernos De Ciências Sociais Aplicadas, 18(31), 115-130. Recuperado de https://periodicos2.uesb.br/index.php/ccsa/article/view/7882

Edição

Seção

Artigos