Um olhar Sociofuncionalista no estudo da estratificação/variação das orações completivas e parentéticas (A Sociofunctionalist look at the study of stratification/variation of completive and parenthetical clauses)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/el.v19i4.10218

Palavras-chave:

Estratificação/Variação; Modalidade; Subjuntivo. Indicativo; Gramaticalização.

Resumo

Neste trabalho, temos o objetivo de investigar a variação do subjuntivo em orações parentéticas iniciadas pelo que e em orações completivas introduzidas pelo complementizador que, ancorado na abordagem Sociofuncionalista. A amostra foi extraída de 24 informantes do Corpus Popular de Vitória da Conquista (Corpus PPVC). No estudo quantitativo, referente aos fatores linguísticos, o grupo de fatores tipo de oração indicou maiores índices do subjuntivo em orações completivas.  Também, o subjuntivo foi favorecido através do valor semântico do verbo da oração matriz e pela estrutura da assertividade da oração. Concernente aos fatores extralinguísticos, os dados revelam que a variante padrão concentra-se no sexo feminino e naqueles informantes que foram inseridos no ensino sistematizado/formal.  Em termos gerais, o resultado desta pesquisa, do ponto de vista sociolinguístico, sinaliza uma variação estável e, do ponto de vista funcionalista, indica um processo de Gramaticalização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vânia Raquel Santos Amorim, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB/Brasil)

Vania Raquel Santos Amorim é doutoranda (2019) pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) - Programa de Pós-Graduação em Linguística (PPGLin) e Mestre em Linguística (2015) pela mesma instituição (PPGLin). É membro do Grupo de Pesquisa em Sociofuncionalismo e em Linguística Histórica (CNPQ). Bolsista CAPES. É pesquisadora na área da Linguística, com ênfase na Linguística Funcional Centrada no Uso (LFCU).

Valéria Viana Sousa, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB/Brasil)

Valéria Viana Sousa é doutora em Letras (2008) (Língua Portuguesa e Linguística) pela Universidade Federal da Paraíba - (UFPB). É professora titular do Departamento de Estudos Linguísticos e Literários - DELL – UESB e docente do Programa de Pós-Graduação em Linguística (PPGLin)/ Mestrado Profissional em Letras (ProfLetras/CAPES). Líder do Grupo de Pesquisa em Sociofuncionalismo e em Linguística Histórica - CNPQ. É pesquisadora na área de Linguística, com ênfase na Sociolinguística, Funcionalismo, Sociofuncionalismo, Gramaticalização e na Linguística Funcional Centrada no Uso (LFCU). Coordena o projeto de pesquisa “Estudos de Fenômenos Linguísticos na Perspectiva Funcionalista a partir da descrição e análise de corpus da comunidade de fala de Vitória da Conquista”.

 

Referências

ALMEIDA, Napoleão Mendes de. Gramática metódica da língua portuguesa. 46. ed. São Paulo: Saraiva, 2009.

ALVES NETA, Ana. O uso de formas do indicativo por formas do subjuntivo no português brasileiro. Estudos linguísticos XXXV, p.258-267, 2006.

ALVES, Rosana Ferreira. A expressão de Modalidades típicas do subjuntivo em duas sincronias do português: século XVI e contemporaneidade. Tese de Doutorado, UNICAMP, São Paulo, 2009.

BECHARA, Evanildo. Moderna gramática portuguesa. 37. ed. Rio de Janeiro: Lucerna, 2004.

BIANCHET, S.M.G.B. Indicativo e/ou subjuntivo em orações completivas objetivas diretas do português: um volta ao latim. Dissertação de mestrado, UFMG, Belo Horizonte, 1996.

CAMACHO, Roberto Gomes. Sociolinguística. In: MUSSALIM, Fernanda; BENTES, Anna Christina. Introdução à Linguística: domínios e fronteiras. São Paulo: Cortez, 2001.

CÂMARA JR., Joaquim Mattoso. História da linguística; tradução de Maria do Amparo Barbosa de Azevedo. 3.ed. Petrópolis: Vozes, 1979.

CARVALHO, Hebe Macedo de. A alternância indicativo/subjuntivo nas orações substantivas em função dos tempos verbais presente e imperfeito na língua falada do Cariri. Tese de Doutorado, Fortaleza, 2007.

CUNHA, Angélica Furtado da; COSTA, Marcos Antonio; CEZARIO, Maria Maura. Pressupostos teóricos fundamentais. In: CUNHA, Maria Furtado da; OLIVEIRA, Mariangela Rios de e MARTELOTTA, Eduardo Mário (Orgs.). Linguística funcional: teoria e prática. Rio de janeiro: DP&A, 2003.

CUNHA, Celso; CINTRA, Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. 3. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.

GALEMBECK, Paulo de Tarso. O emprego do subjuntivo e de formas alternativas na fala culta. In: PRETI, Dino. Estudos de língua falada: variações e confrontos. Humanistas FFLCH: USP, 1999.

GIVÓN, Talmy. Syntax a functional: typological introduction. Amsterdam/Philadelphia: John Benjamins, 1990.

GIVÓN, Talmy. Syntax: an introduction. v.1. Amsterdam: John Benjamins, 2001.

GIVÓN, Talmy. Compreendendo a gramática. Natal: EDUFRN, 2011.

HOPPER, Paul J. On some principles of grammaticization. In: TRAUGOTT, Elizabeth Closs; HEINE, Bernd (eds.). Approaches to Grammaticalization: Focus on Theoretical and Methodological Issues. v. 1. Amsterdam/Philadelphia: John Benjamins, 1991, p. 17-35.

KURY, Adriano da Gama. Pequena gramática: para a explicação da nova nomenclatura gramatical. 9. ed. rev. Rio de Janeiro: Agir, 1964.

LABOV, William. Padrões Sociolinguísticos. Tradução de Marcos Bagno, Mª Marta Pereira Scherre e Caroline R. Cardoso. São Paulo: Parábola Editorial, 2008 [1972].

LIMA, Joana Angélica Santos. O presente do subjuntivo na fala de Salvador: um estudo variacionista. Dissertação (Mestrado). UFMG, Belo Horizonte, 2012.

MARTELOTTA, Mário Eduardo. Mudança Linguística: uma abordagem baseada no uso. São Paulo: Cortez, 2011.

MEIRA, Vivian. O uso do subjuntivo em orações relativas e completivas no português afro-brasileiro. Dissertação (Mestrado em linguística). UFBA, Salvador, 2006.

MIRA MATEUS, Maria Helena et al. Gramática da Língua Portuguesa. 6. ed. Lisboa: Editora Caminho, SA, 2003.

MOLLICA, Maria Cecilia. Fundamentação teórica: conceituação e delimitação. In: MOLLICA, Maria Cecília; BRAGA, Maria Luiza. Introdução à sociolinguística: o tratamento da variação. 3.ed. São Paulo: Contexto, 2007.

NARO, Anthony Julius. O dinamismo das línguas. In: MOLLICA, Maria Cecília; BRAGA, Maria Luiza. Introdução à sociolinguística: o tratamento da variação. 3.ed. São Paulo: Contexto, 2007.

NEVES, Maria Helena de Moura Neves. A gramática funcional. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

PERINI, Mário A. Gramática descritiva do português. 3. ed. São Paulo Ática, 1998.

PIMPÃO, Tatiana Schwochow. Uso variável do presente do presente no modo subjuntivo: uma análise de amostras de fala e escrita das cidades de Florianópolis e Lages nos séculos XIX e XX. Tese (doutorado). UFSC, Florianópolis, 2012.

SANKOFF, David; TAGLIAMONTE, Sali; SMITH, Eric. Goldvarb X: a variable rule application for Macintosh and Windows.2005. Disponível em: http://individual.utoronto.ca/tagliamonte/goldvarb.html. Acesso em: 01 dez. 2020.

SAID ALI, M. Gramática Histórica da Língua Portuguêsa. 8.ed. rev. e atual. por Mário Eduardo Viaro. São Paulo: Companhia Melhoramentos, 2001.

TAVARES, Maria Alice. A gramaticalização de e, aí, daí, e então: estratificação/variação e mudança no domínio funcional da sequenciação retroativo-propulsora de informações - um estudo funcionalista. Tese (doutorado)- UFSC, Florianópolis, 2003.

VIEIRA, Marta Mara Munguba. Alternância no uso dos modos indicativo e subjuntivo em orações subordinadas substantivas: uma comparação entre o português do Brasil e o francês do Canadá. Dissertação (Mestrado). UFRN, Natal, 2007.

WEINREICH, Uriel; LABOV, Willian; Herzog, Marvin I. Fundamentos empíricos para uma teoria da mudança linguística. Tradução de Marcos Bagno e Carlos Alberto Faraco. São Paulo: Parábola Editorial, 2006 [1968].

Downloads

Publicado

2021-12-30

Como Citar

AMORIM, V. R. S. .; SOUSA, V. V. Um olhar Sociofuncionalista no estudo da estratificação/variação das orações completivas e parentéticas (A Sociofunctionalist look at the study of stratification/variation of completive and parenthetical clauses). Estudos da Língua(gem), [S. l.], v. 19, n. 4, p. 309-332, 2021. DOI: 10.22481/el.v19i4.10218. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/10218. Acesso em: 21 maio. 2022.