Avaliação de linguagem na demência de Alzheimer (Language Evaluation in the Alzheimer Dementia)

Autores

  • Rosana do Carmo Novaes Pinto Universidade Estadual de Campinas (Unicamp/Brasil)
  • Hudson Marcel Bracher Beilke Universidade Estadual de Campinas (Unicamp/Brasil)

DOI:

https://doi.org/10.22481/el.v6i2.1068

Palavras-chave:

Patologias de linguagem, Avaliação de linguagem, Demência, Episódios dialógicos, Neurolingüística

Resumo

Este artigo objetiva discutir criticamente a avaliação de linguagem na Demência de Alzheimer (DA). Instrumentos de avaliação neuropsicológica geralmente apresentam alguns testes como sendo “de linguagem” e seus resultados buscam confirmar o diagnóstico ou avaliar a progressão da doença. Buscamos apontar, por meio de análises qualitativas, à luz da Neurolingüística Discursiva, que os episódios dialógicos que ocorrem durante a anamnese ou ao longo das sessões de testes podem levar a uma melhor compreensão de como a linguagem encontra-se (ou não) alterada nos casos em que há uma provável DA.
PALAVRAS-CHAVE: Patologias de linguagem. Avaliação de linguagem. Demência. Episódios dialógicos. Neurolingüística.

ABSTRACT
This paper aims to discuss language evaluation in the Alzheimer disease (AD). Neuropsychological assessment tests usually present some of them as being “language evaluation” and the results aim to confirm the diagnosis or to evaluate the disease progression. We intend to show, by means of qualitative approach, oriented by the Discursive Neurolinguistics, that the dialogical episodes that take place during the interviews and tests sessions could lead to a better comprehension of how language is altered (or not) in probable cases of AD.
KEYWORDS: Speech pathology. Language evaluation. Dementia. Dialogic episode. Neurolinguistics.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosana do Carmo Novaes Pinto, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp/Brasil)

Rosana do Carmo Novaes Pinto é Mestre e Doutora em Linguística pelo Instituto de Estudos da Linguagem (IEL)/UNICAMP. Pós-Doutorado em Neuropsicologia e Neurolinguística pela Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP, com estágio no Benton Laboratory of Neuropsychology da Universidade de Iowa, U.S.A. Docente do Departamento de Linguística do IEL/UNICAMP.

Hudson Marcel Bracher Beilke, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp/Brasil)

Hudson Marcel Bracher Beilke é Fonoaudiólogo, graduado pela Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP) Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Linguística do Instituto de Estudos da Linguagem (IEL/UNICAMP).

Referências

AZHEIMER, A. Uber einen eigenartige Erkranung der Hirnrinde. In: Allgemeine Zeitschrift fur Psychiatrie und Psychisch-Gerichtisch Medizin, vol. 64, 1907.
BEILKE, H. Considerações sobre a relação linguagem-memória, à luz da análise linguística dos enunciados de sujeitos com diagnóstico de Demência de Alzheimer. Língua, Literatura e Ensino, v. II, Anais...(edição eletrônica), Instituto de Estudos da Linguagem, da Universidade Estadual de Campinas, 2007.
______.; NOVAES-PINTO, R. On the relation language-memory: considerations based on the linguistic analysis of data of patients with the diagnosis of alzheimer ́s dementia. In: COMPOSIUM INTERNACIONAL DA INTERNATIONAL ASSOCIATION OF LOGOPEDICS AND PHONIATRICS, 2., 2007. São Paulo: Anais..., São Paulo: IALP, 2007. CD.
______.,CANINEU, P; NOVAES-PINTO, R. Re-significando o Papel da Fluência Verbal nas Avaliações da Doença de Alzheimer.In: CONGRESSO BRASILEIRO DO CÉREBRO, COMPORTAMENTO E EMOÇÕES,
4., 2008. Bento Gonçalves. Anais..., 2008. CD.
CANGUILHEM, G. O normal e o patológico. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.
CAPLAN, D. Neurolinguistics and linguistic aphasiology: an introduction. Cambridge: Cambridge University Press, 1987.
COUDRY, M. I. H. Diário de Narciso: discurso e afasia. Análise de interlocuções com afásicos. 1986. [s.p] Tese (Doutorado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1986.
COUDRY, M.I.H. Diário de Narciso: discurso e afasia. São Paulo: Martins Fontes, 1988 p.
COUDRY, M.I.H; POSSENTI, S. Avaliar discursos patológicos. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, n. 5, p. 99-109, 1983.
CYTOWIC, R.E. The neurological side of neuropsychology. Cambridge: MIT Press, 1996.
CHUI, H. Dementia: a review emphasizing clinicopathologic correlation and brain-behavior relationships. Archives of Neurology, Chicago, 46, p. 806–814, 1989.
CRUZ, F. M. Uma perspectiva enunciativa das relações entre linguagem e memória no campo da Neurolinguística. 2004. 204p. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Instituto de Estudos da
Linguagem da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2004.
DAMASCENO, B.P. Envelhecimento cerebral: o problema dos limites entre o normal e o patológico. Arquivos Neuropsiquiatria, São Paulo, n. 57, p. 78-83, 1999.
DSM-III. American Psychiatric Association Diagnostic and statistical manual of mental disorders. 3th ed. Washington, DC: American Psychiatric Association, 1980.
DSM-IV. American Psychiatric Association Diagnostic and statistical manual of mental disorders. 4th ed. Washington, DC: American Psychiatric Association, 1994.
FORIGO, D. A significação imagética no contexto das baterias de avaliação de afasias e diagnóstico de demências e declínios cognitivos. Relatório Parcial de Iniciação Científica, PIBIC/CNPq, 2008.
Foucault, M. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 1988
______. A arqueologia do saber. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1969.
______. O nascimento da clínica 5. ed. Tradução de Roberto Machado. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1963.
GOODGLASS, H.; KAPLAN, E. Evaluación de La Afasia y de Transtornos Relacionados. Madrid: Editorial Medica Panamericana, 1996.
HERRERA Jr., E., CARAMELLI, P., NITRINI, R. Estudo epidemiológico populacional de demência na cidade de Catanduva, Estado de São Paulo, Brasil. Revista de Psiquiatria Clínica, São Paulo, n. 25, p. 70-73, 1998.
ISAACS, B.; KENNIE, A.T. The set test as an aid to the detection of dementia in old people. The Britsh Journal of Psychiatry, London, n. 123, p. 467-470, 1973.
JACOB FILHO, W. Diagnóstico e tratamento. v. 2, São Paulo: Ed. Manole, 2006.
KAPLAN, E. F., GOODGLASS, H.; WEINTRABU, S. The Boston Naming Test 2nd ed. Philadelphia: Lea and Febiger, 1983.
MAINGUENEAU, D. Termos-Chave da Análise do Discurso. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 1998.
MANSUR, L. L. et. al. Teste de nomeação de Boston: desempenho de uma população de São Paulo. Pró-Fono Revista de Atualização Científica, Barueri, v. 18, n. 1, p. 13-20, jan-abr, 2006.
NITRINI, R. et. al. Diagnóstico de doença de Alzheimer no Brasil. Avaliação Cognitiva e Funcional. Recomendações do Departamento de Neurologia Cognitiva e do Envelhecimento da Academia Brasileira de Neurologia. Arquivo de Neuropsiquiatria, São Paulo, v. 63, n. 3-A, p. 713-719, 2005.
NOGUCHI, M. S. A linguagem na Doença de Alzheimer: considerações sobre um modelo de uncionamento linguístico-cognitivo. 1997. 102 p. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1997.
NOVAES-PINTO, R.C. A contribuição do estudo discursivo para uma análise crítica das categorias clínicas. 1999. 271 p. Tese (Doutorado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1999.
NOVAES-PINTO, R.C. Análise linguística de dados obtidos em avaliações metalinguísticas de sujeitos com suspeita de demências. Estudos Linguísticos, Araraquara, v. XXXVI, n2, p. 311-318, 2007.
PAPALÉO-NETTO, M. Gerontologia: a velhice e o envelhecimento em visão globalizada. São Paulo: Atheneu, 1996.
PERRONI, M.C. O que é dado em aquisição da linguagem?. In CASTRO, M. F. (Org.). O método e o dado no estudo da linguagem. Campinas: Editora da Unicamp, 1995, p. 55 – 86.
RODRIGUES, C.; TOMITCH, L.M. B. Linguagem e cérebro humano: contribuições multidisciplinares. São Paulo: Artmed, 2004.
ROTH, M.; at al. A standardized instrument for the diagnosis of mental disorder in the elderly with special reference to the early detection of dementia. The British Journal of Psychiatry, London, n. 149, p. 698-709, 1986.
SACKS, O. Um antropólogo em Marte: sete histórias paradoxais. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.
SANTAELLA, M. L.; NÖTH, W. A imagem: cognição, semiótica, mídia. São Paulo: Iluminuras, 1997.
SMOLKA, A.L. A memória em questão: uma perspectiva histórico- cultural. Educação & Sociedade, Campinas, v. XXI, n.71, p. 166-191, 2000.

Downloads

Publicado

2008-12-30

Como Citar

PINTO, R. do C. N.; BEILKE, H. M. B. Avaliação de linguagem na demência de Alzheimer (Language Evaluation in the Alzheimer Dementia). Estudos da Língua(gem), [S. l.], v. 6, n. 2, p. 97-126, 2008. DOI: 10.22481/el.v6i2.1068. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/1068. Acesso em: 17 set. 2021.