Da estrutura ao real (Of the structure the real)

Autores

  • Gloria Sadala Universidade Veiga de Almeida (UVA/Brasil)
  • Maria Helena Martinho Universidade Veiga de Almeida (UVA/Brasil)

DOI:

https://doi.org/10.22481/el.v11i1.1220

Palavras-chave:

Psicanálise, Linguagem, Real

Resumo

Este texto pretende abordar a noção de estrutura no campo da psicanálise, considerando algumas formulações freudianas e lacanianas. Demonstra que a estrutura encontra-se nas enunciações de Freud e é retomada por Lacan desde o início de seu ensino para evitar a impregnação imaginária que dominou a psicanálise numa determinada época. Ressalta duas divergências que marcam uma ruptura radical entre Lacan e o movimento estruturalista: a concepção de sujeito e o registro do real.
PALAVRAS-CHAVE: Psicanálise. Linguagem. Real.

ABSTRACT
This paper intends to approach the notion of structure in the psychoanalytic field, considering some freudian and lacanian formulations. It demonstrates that the structure can be found in Freud ?s enunciation and are taken by Lacan since the begining of his teaching to avoid imaginary impregnation that dominated psychoanalysis at a particular time. It emphasizes two differences that mark a radical break between Lacan and estruturalist movement: conception of subject and register of the real.
KEYWORDS: Psychoanalysis. Language. Real.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gloria Sadala, Universidade Veiga de Almeida (UVA/Brasil)

Gloria Sadala é psicanalista. Doutora, mestre e especialista pela UFRJ, coordenadora e professora do Doutorado em Psicanálise Saúde e Sociedade (UVA). Professora do Mestrado em Psicanálise, Saúde e Sociedade (UVA). Coordenadora do Curso de Pós-Graduação em Teoria Psicanalítica e Prática Clinico-Institucional (UVA). Professora e supervisora do Curso de Especialização em Psicologia Clínica da PUC - Rio. Supervisora do Curso de Graduação do Curso de Psicologia (UVA). Membro do Colegiado de FCCL- RJ.

Maria Helena Martinho, Universidade Veiga de Almeida (UVA/Brasil)

Maria Helena Martinho é doutora e mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Psicanálise do IP/UERJ. Professora do Curso de Doutorado e Mestrado em Psicanálise, Saúde e Sociedade da UVA. Professora e Supervisora Clínica do Curso de Especialização em Psicanálise da UVA. Professora e Supervisora Clínica do Curso de Especialização em Psicologia Clínica da PUC – Rio. Coordenadora e Supervisora Clínica do SPA/UVA. Psicanalista Membro da Escola de Psicanálise dos Fóruns do Campo Lacaniano – Brasil. Psicanalista Membro do Colegiado de Formações Clínicas do Campo Lacaniano – Rio de Janeiro.

Referências

BIRMAN, J. Entre o inconsciente e a pulsão. In: Estrutura em Psicanálise. Rio de Janeiro: Dumará Distribuidora de Publicações Ltda, 1991.
COELHO, E. P. (Org.). Estruturalismo antologia de textos teóricos. Portugália: Editora Martins Fontes, 1976.
DOSSE, F. História do Estruturalismo, São Paulo: Edusc, 2007. Edição original: 1992.
FREUD, S. Obras Completas. Buenos Aires: Amorrortu, 2004.
FREUD, S. Las neuropsicoses de defesa, v. III, 1894.
FREUD, S. A propósito de un caso de neurosis obsesiva, v. X, 1909.
FREUD, S. Sobre la iniciación del tratamiento, v. XII, 1913.
FREUD, S. Nuevas conferencias de introducción al psicoanálisis. 31a conferencia. La descomposición de la personalidad psíquica, v. XXII, 1933 [1932]).
LACAN, J. Os complexos familiares. Rio de Janeiro: J. Zahar, 1987. Edição original: 1938.
LACAN, J. Função e campo da fala e da linguagem em psicanálise. In: ______. Escritos, Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1998. Edição original: 1953.
LACAN, J. Discurso de Roma. In: ______. Outros Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2003. Edição original: 1953.
LACAN, J. A instância da letra no inconsciente ou a razão desde Freud In: ______. Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1998. Edição original: 1957.
LACAN, J. Observação sobre o relatório de Daniel Lagache: psicanálise e estrutura da personalidade. ______. Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1998. Edição original: 1960.
LACAN, J. Subversão do sujeito e dialética do desejo no inconsciente freudiano. In: ______. Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1998. Edição original: 1960.
LACAN, J. Pequeno discurso no ORTF. In: ______. Outros Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2003. Edição original: 1966.
LACAN, J. O Seminário, livro 20: mais, ainda. Rio de Janeiro: J. Zahar, 1985. Edição original: 1972-1973.
LACAN, J. Televisão. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1993. Edição original: 1973.
MARTINHO, M. H. Perversão: um fazer gozar. Tese (Doutorado) – Instituto de Psicologia da UERJ, Rio de Janeiro, 2011.
SADALA, G. No avesso da comunicação: para uma ética do dizer. – Tese (Doutorado) ECO/UFRJ, Rio de Janeiro, 2001.
SAUSSURE, F. Curso de lingüística geral. São Paulo: Cultrix, 2006. Edição original: 1916.
Strauss, L. Les structures élémentaires de la parenté. Paris-Haia: Mouton & Co, 1949.

Downloads

Publicado

2013-06-30

Como Citar

SADALA, G.; MARTINHO, M. H. Da estrutura ao real (Of the structure the real). Estudos da Língua(gem), [S. l.], v. 11, n. 1, p. 187-197, 2013. DOI: 10.22481/el.v11i1.1220. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/1220. Acesso em: 1 dez. 2021.