Francis Bacon: “pintar sensações” (Francis Bacon: “to paint sensations”)

Autores

  • Sonia Borges Universidade Veiga de Almeida (UVA/Brasil)

DOI:

https://doi.org/10.22481/el.v11i1.1221

Palavras-chave:

Sensação, Memória, Criação artística

Resumo

O texto aborda, pela via da psicanálise, o que consideramos como o “método” de Francis Bacon: “pintar sensações”. Para isto, tomo, como referências principais, a Carta 52 (1896), da correspondência de Freud com Fliess, e Em busca do tempo perdido, romance de Marcel Proust ([1922] 1995), observando a possibilidade de considerar o que Proust nomeia como “memória involuntária” e o seu papel no processo criativo como uma ilustração esclarecedora do que Freud nos traz na Carta sobre a estratificação e o funcionamento do psiquismo. Estas ideias nos parecem bastante profícuas para a apreensão dos processos de subjetivação próprios à atividade artística, oferecendo, portanto, subsídios para pensar o processo criativo em Francis Bacon.
PALAVRAS-CHAVE: Sensação. Memória. Criação artística.

ABSTRACT
This text covers, by psychoanalysis way, what we consider the “method” of Francis Bacon: “to paint sensations”. For that, we take as main references, the Letter 52 (1896), from Freud to Fliess correspondence, and In search of the lost time, a romance of Marcel Proust ([1922] 1995), observing the possibility to consider what Proust names as “involuntary memory” and its role at the creative process as an enlightening illustration of what Freud brings us, at the mentioned Letter about the memory in the stratification and the psychic operation. These ideas seem to us fruitful for an apprehension of the subjective processes proper to artistic activity, offering, then, subside to think the creative process at Francis Bacon.
KEYWORDS: Memory. Sensation. Creativity process.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sonia Borges, Universidade Veiga de Almeida (UVA/Brasil)

Sonia Borges é doutora em Psicologia da Educação (PUC-São Paulo), professora do Programa de Pós-Graduação, Mestrado e Doutorado, “Psicanálise, saúde e sociedade”, da Universidade Veiga de Almeida; psicanalista da Internacional dos Fóruns do Campo Lacaniano; docente de Formações Clínicas do Campo Lacaniano/Rio de Janeiro.

Referências

AULAIGNER, P. A violência da interpretação. Rio de Janeiro: Editora Imago, 1975.
BRAUNSTEIN, N. Gozo. São Paulo: Editora Escuta, 2007.
DELEUZE, G. Francis Bacon: Lógica da sensação. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2007.
LACAN, J. Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1986. Edição original: 1959-1960.
LACAN, J. Televisão. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1993. Edição original 1974.
MASSON, J. M. Carta 52 (Freud, 06/12/1896). In: MASSON, Jeffrey Moussaieff. A correspondência Completa de Sigmund Freud para Wilhelm Fliess. Rio de Janeiro: Imago Editora, 1986. Edição original: 1887-1904.
MAUBERT, F. Conversas com Francis Bacon – O cheiro do sangue humano não desgruda de mim. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2010.
PROUST, M. Em busca do tempo perdido. Rio de janeiro, 2001.
PROUST, M. O tempo recuperado. Rio de Janeiro: Globo, 2001.
SOLER, C. A psicanálise e o corpo no ensino de Jacques Lacan. Cadernos de Stylus, Internacional dos Fóruns do Campo Lacaniano, Escola de Psicanálise dos Fóruns do Campo Lacaniano, Rio de Janeiro, 2010.
SYLVESTER, D. Entrevistas com Francis Bacon. São Paulo: Cosac Naif, 2007.
ILUSTRAÇÕES
Figura 1 - Francis Bacon: Estudo sobre o corpo humano, 1973. Real Colégio de Arte, Londres.
Figura 2 – Francis Bacon: Crucifixão, 1962. Guggenheim Museum. (Tela retirada do tríptico do mesmo nome).
Figura 3 - Diego Velásquez: Papa Inocêncio X, 1650. Galeria Pamphili, Roma.
Figura 4 - Francis Bacon: Segunda versão da pintura de 1946, 1971. Museum of Modern Art, New York.
Figura 5 - Esquema desenhado por Freud na “Carta 52”, 1896.

Downloads

Publicado

2013-06-30

Como Citar

BORGES, S. Francis Bacon: “pintar sensações” (Francis Bacon: “to paint sensations”). Estudos da Língua(gem), [S. l.], v. 11, n. 1, p. 199-213, 2013. DOI: 10.22481/el.v11i1.1221. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/1221. Acesso em: 1 dez. 2021.