Gestos de leitura de Cartuns: a campanha e o horário eleitoral como espetáculo (Gestos de lectura de viñetas: la campaña y el horario electoral como espectáculo)

Autores

  • Magda Regina Lourenço Cyrre Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos/Brasil)

DOI:

https://doi.org/10.22481/el.v14i2.1317

Palavras-chave:

Cartum, Discurso, Eleições, Paráfrase

Resumo

O propósito da pesquisa é investigar, através da análise de cartuns, como a campanha e o horário eleitoral são inscritos e investidos de efeitos de sentido. O desenvolvimento da pesquisa envolveu a caracterização do objeto de análise, o embate com o corpus e a fundamentação teórica – articulando noções como posição-sujeito, interdiscurso, memória e paráfrase discursiva. As análises apontaram para um processo de paráfrase discursiva, que promove tanto a repetição como o deslizamento de efeitos de sentido. Permitiu concluir que os constituintes dos cartuns se complementam, intensificando críticas à forma-sujeito eleitoral pela inscrição de efeitos outros de sentido que deslizam.
PALAVRAS-CHAVE: Cartum. Discurso. Eleições. Paráfrase.

RESUMEN
El propósito de la investigación es determinar, por medio del análisis de viñetas cómo la campaña y el horario electoral son inscritos e investidos de efectos de sentido. El desarrollo de la investigación implicó la caracterización del objeto de análisis, la definición del corpus y la fundamentación teórica, con la articulación de nociones como las de posición-sujeto, interdiscurso, memoria y paráfrasis discursiva. Los análisis apuntaron a un proceso de paráfrasis discursiva que promueve tanto la repetición como el deslizamiento de efectos de sentido. permitió concluir que los elementos constituyentes de las viñetas se complementan, intensificando críticas a la forma-sujeto electoral mediante la inscripción de efectos otros de sentido que deslizan.
PALABRAS CLAVE: Viñeta. Discurso. Elecciones. Paráfrasis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Magda Regina Lourenço Cyrre, Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos/Brasil)

Magda Regina Lourenço Cyrre é Professora Adjunta da Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos. Doutora em Letras pela UFRGS, linha de pesquisa Análises Textuais, Discursiva e Enunciativas.

Referências

ARENDT, Hannah. A condição humana. Tradução de Roberto Raposo. São Paulo: EDUSP, 1991.
______. A dignidade da política: ensaios e conferências. Tradução de Helena Martins et al. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1993.
BRASIL. Campanha de regularização da situação eleitoral. [2013]. Disponível em: <http://www.tse.jus.br/noticias-tse/2012/Outubro/serie-dereportagens-201cvoto-limpo201d-vai-ao-ar-a-partir-desta-terca-2-no-jornal-dajustica-2013-2a-edicao>. Acesso em: 5 abr. 2013.
______. Constituição [1988]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988: Promulgada em 05 de outubro de 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>. Acesso em: 01 out. 2012.
______. Código Eleitoral – Lei nº 4.737, de 15 de julho de 1965. [1965]. In: BRASIL. Tribunal Superior Eleitoral [TSE]. Disponível em: <http://www.tse.jus.br/legislacao/codigo-eleitoral/codigo-eleitoral-1/codigoeleitoral-lei-nb0-4.737-de-15-de-julho-de-1965>. Acesso em: 21 jul. 2014.
______. Lei dos Partidos Político – Lei nº 9.096, de 19 de setembro de 1995. In: BRASIL. Tribunal Superior Eleitoral [TSE]. [1997]. Disponível em: <http://www.tse.jus.br/legislacao/codigo-eleitoral/lei-dos-partidospoliticos/rei-dos-partidos-politicos-lei-nb0-9.096-de-19-de-setembro-de-1995>.
Acesso em: 21 jul. 2014.
______. Lei das Eleições – Lei nº 9.504, de 30 de setembro de 1997. In: BRASIL. Tribunal Superior Eleitoral [TSE]. [1997]. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9504.htm>. Acesso em: 21 jul.
2014.
______. Resoluções e normas que disciplinam as eleições de 2012. In: BRASIL. Tribunal Superior Eleitoral [TSE]. [2012] Disponível em: <http://www.tse.jus.br/legislacao/codigo-eleitoral/codigo-eleitoral>. Acesso em 01 mar. 2013.
CORTEN, André. Discurso e representação do político. In. INDURSKY, Freda; FERREIRA, Maria Cristina Leandro. (Orgs.) Os múltiplos territórios da Análise do Discurso. Porto Alegre: Sagra Luzzatto, 1999. p.37 - 52.
ERNST-PEREIRA, Aracy; QUEVEDO, Marchiori Quadrado de. UMA mesma diferente imagem: que objeto é esse?. In: Entretextos, Londrina, v.13, nº 02, jul./dez., 2013. p. 266 – 287.
FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. Tradução de Luiz Felipe Baeta Neves. 7ª Edição. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007.
PÊCHEUX, Michel. Análise automática do discurso (AAD-69). In: GADET, Françoise.; HAK, Tony. (Orgs.) Por uma análise automática do discurso: uma introdução à obra de Michel Pêcheux. Tradução de Bethania S. Mariani... [et al.]. Campinas, SP: UNICAMP, 1993. p. 61 - 151.
______. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Tradução de Eni Puccinelli Orlandi et al.; Campinas, SP: UNICAMP, 1988.
______. O discurso: estrutura ou acontecimento. Tradução de Eni Puccinelli Orlandi. 4ª Edição. Campinas, SP: Pontes, 2006.
RANCIÈRE, Jacques. O desentendimento: política e filosofia. Tradução de Ângela Leite Lopes. São Paulo: Editora 34, 1996.

Downloads

Publicado

2016-12-30

Como Citar

CYRRE, M. R. L. Gestos de leitura de Cartuns: a campanha e o horário eleitoral como espetáculo (Gestos de lectura de viñetas: la campaña y el horario electoral como espectáculo). Estudos da Língua(gem), [S. l.], v. 14, n. 2, p. 109-122, 2016. DOI: 10.22481/el.v14i2.1317. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/1317. Acesso em: 17 set. 2021.