Enunciação e produção de subjetividade: contribuições de É. Benveniste e M. Bakhtin (La énonciation et production de subjectivité: les contributions de É. Benveniste et M. Bakhtin)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/el.v11i2.5494

Palavras-chave:

análise do discurso, subjetividade, enunciação, gêneros do discurso

Resumo

Neste texto, discutimos os rearranjos provocados no campo dos estudos da linguagem, quando a subjetividade passa a constituir-se como tema de investigação do linguista. Para isso, retomamos aspectos importantes das obras de Émile Benveniste e Mikhail Bakhtin como contribuições para problematizar a subjetividade como produção social. Ao final, explicitamos as discussões propostas em análise de paródias em anúncios publicitários, destacando os efeitos da espetacularização do contemporâneo.
PALAVRAS-CHAVE: análise do discurso; subjetividade; enunciação; gêneros do discurso.

RÉSUMÉ
Dans cet article, nous parlons sur des réarrangements induits dans le domaine de la linguistique, où la subjectivité vient d'être constitué comme un objet d'étude par le linguiste. Pour cela, les travaux de Émile Benveniste et de Mikhail Bakhtine ont été repris pour permettre à problématiser la subjectivité comme production sociale. A la fin, les réflexions sont confrontés à l'analyse des parodies dans les publicités, mettant en évidence les effets de la spectaularisation de la vie contemporaine.
MOTS-CLES: analyse du discours ; subjectivité; énonciation; genres de discours.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruno Deusdará, Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ/Brasil)

Bruno Deusdará é doutor em Psicologia Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2011), onde também realizou Mestrado em Letras, com área de concentração em Linguística (2006). Atualmente é Professor Adjunto do Departamento de Estudos da Linguagem (Instituto de Letras) e do Programa de pós-graduação em Letras, da Uerj. É líder do grpesqCNPq PraLinS – Práticas de Linguagem e Subjetividade. Com Vera Santanna, organizou o livro “Trajetórias em Enunciação e Discurso: conceitos e práticas”, publicado pela Editora Claraluz, em 2007. Tem experiência na área de Linguística Aplicada, com ênfase em Análise de Discurso, atuando principalmente nos seguintes temas: trabalho, educação, subjetividade.

Referências

BAKHTIN, M. Marxismo e Filosofia da Linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na Ciência da Linguagem. Trad. de Michel Lahud e Yara F. Vieira. São Paulo: HUCITEC, 2004.
BAKHTIN, M. Estética da Criação Verbal. Trad. De Maria Ermantina Galvão. São Paulo: Martins Fontes, 2000.
BENVENISTE, É. O aparelho formal da enunciação. In: _____. Problemas de Linguística Geral II. Trad. de Marco Antônio Escobar. Campinas: Pontes, 2006. p. 81-90.
BENVENISTE, É. Da subjetividade na linguagem. In: _____. Problemas de Linguística Geral I. Trad. de Maria da Glória Novak e Maria Luisa Neri. Campinas: Pontes, 2005. p. 284-293.
CHARAUDEAU, P; MAINGUENEAU, D. Dicionário de Análise do Discurso. Coord. da trad. Fabiana Komesu. São Paulo: Contexto, 2004.
COIMBRA, C.; LEITÃO, B. S. Das essências às multiplicidades: especialismo psi e produções de subjetividades. In: MOURÃO, J. C. (Org). Clínica e Política 2: subjetividade, direitos humanos e invenção de práticas clínicas. Rio de Janeiro: Abaquar; Grupo Tortura Nunca Mais, 2009. p. 147-155.
GUATTARI, F. Caosmose: um novo paradigma estético. Trad. de Ana Lúcia de Oliveira e Lúcia Cláudia Leitão. São Paulo: 34, 2006.
GUATTARI, F.; ROLNIK, S. Micropolítica: cartografias do desejo. Petrópolis: Vozes, 2005.
MAINGUENEAU, D. Texto, gênero de discurso e aforização. In: BRAIT, B.; SOUZA-E-SILVA, M. C. Texto ou discurso? São Paulo: Contexto, 2012. p. 109-128.
SOUZA-E-SILVA, M. C. Citação e destacabilidade. In: Cenas da Enunciação. Org. Sírio Possenti e M. Cecília Pérez de Souza-e-Silva. Curitiba: Criar, 2006. p. 72-90.
PASSOS, E.; BARROS, R. B. de. A construção do plano da clínica e o conceito de transdiciplinaridade. In: MOURÃO, J. C. (Org). Clínica e Política 2: subjetividade, direitos humanos e invenção de práticas clínicas. Rio de Janeiro: Abaquar; Grupo Tortura Nunca Mais, 2009. p. 103-119.
PASSOS, E. A relação entre cognição e artifício no contemporâneo: os limites do humano. In: KASTRUP, V.; TEDESCO, S.; PASSOS, E. Políticas da cognição. Porto Alegre: Sulina, 2008. p. 212-226.

Downloads

Publicado

2013-12-30

Como Citar

DEUSDARÁ, B. Enunciação e produção de subjetividade: contribuições de É. Benveniste e M. Bakhtin (La énonciation et production de subjectivité: les contributions de É. Benveniste et M. Bakhtin). Estudos da Língua(gem), [S. l.], v. 11, n. 2, p. 211-229, 2013. DOI: 10.22481/el.v11i2.5494. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/5494. Acesso em: 27 set. 2021.