Ler Pêcheux hoje: no Limiar das Dúvidas e (In)certezas (Lire Pêcheux aujourd’hui: entre Doutes et (In)certitudes).

Autores

  • Maria José R. F. Coracini Universidade Estadual de Campinas (Unicamp/Brasil)

DOI:

https://doi.org/10.22481/el.v1i1.976

Palavras-chave:

Análise de Discurso, Língua, Ideologia, Positivismo, Ciências Humanas

Resumo

Este artigo discute o texto Observações para uma Teoria Geral das Ideologias, escrito por Michel Pêcheux, sob o pseudônimo Thomas Herbert, em 1967. O intuito é apontar alguns elementos formulados nesse texto que constituem o fundamento da Análise do Discurso que o autor institui, a partir de 1969. Essa disciplina se inscreve no contexto da crítica antipositivista que caracterizou as ciências humanas no século XX, impulsionada pelos trabalhos da trilogia Marx/Freud/Saussure. Ao mobilizar os conceitos de ideologia e inconsciente para repensar a língua saussureana, Pêcheux formula um novo objeto, o discurso, e coloca questões relevantes tanto para a Lingüística como para as Ciências Sociais.
PALAVRAS-CHAVE: Análise de Discurso. Língua. Ideologia. Positivismo. Ciências Humanas.

RESUMEN
Este artículo discute el texto “Observaciones para una teoría general de las ideologías”, escrito por Michel Pêcheux, bajo el sinónimo de Thomas Herbert, en 1967. El objetivo es señalar algunos elementos formulados en ese texto que constituyen el fundamento del análisis del discurso que el autor instituye a partir de 1969. Esa disciplina se inscribe en el contexto de la crítica antipositivista que caracterizó las ciencias humanas en el siglo XX, impulsada por la trilogía Marx/Freud/Saussure. Al mobilizar los conceptos de ideología e inconsciente para repensar la lengua saussureana, Pêcheux formula un nuevo objeto, el discurso, y plantea cuestiones relevantes tanto para la Lingüística como para las Ciencias Sociales.
PALABRAS-CLAVE: Análisis del Discurso. Lengua. Ideología. Positivismo. Ciencias Humanas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria José R. F. Coracini, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp/Brasil)

Maria José R. F. Coracini é doutora em Lingüística Aplicada pela PUC/SP. Realizou Pós-doutorado na Université de Montreal, Canadá (2006). É livre-docente pela Unicamp. Professora da graduação e do Programa de Pós-graduação em Lingüística Aplicada do Instituto dos Estudos da Linguagem da Unicamp. Autora de mais de 50 artigos publicados em periódicos nacionais e internacionais. Autora de mais de 30 capítulos de livros, entre os quais: A Escamoteação da Heterogeneidade; O Discurso da Lingüística Aplicada e a Questão da identidade: entre a modernidade e a pós-modernidade; A Análise do Discurso na Lingüística Aplicada; A celebração do outro; O discurso da cultura e a questão da identidade em livros didáticos de francês língua estrangeira. Organizadora de vários livros, entre os quais Discurso e Identidade: (des)construindo subjetividades; Discurso e Sociedade - Práticas em Análise do Discurso; Interpretação, autoria e Legitimação do Livro Didático. Autora do livro Um Fazer Persuasivo: O Discurso Subjetivo da Ciência.

 

Referências

ABRAHAM, N; TOROK, M. A casca e o núcleo. Tradução de Maria José R. F. Coracini. São Paulo: Escuta, 1995. Edição original: 1968. 439 p.
ALTHUSSER, L. Aparelhos ideológicos do Estado. Tradução de Walter José Evangelista e Maria Laura Viveiros de Castro. Rio de Janeiro: Graal, 1983. 128 p. Edição original: 1970.
AUTHIER-REVUZ, J. Palavras incertas – as não coincidências do dizer. Tradução de Cláudia R. C. Pfeiffer et. al. Campinas: Editora da Unicamp, 1998. 200 p. Edição original: 1992.
CORACINI, M. J. Les adverbes de relativité déjà-encore, já-ainda. 158 p. Dissertação (Mestrado em Letras Modernas: língua francesa) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, São Paulo, 1981.
FOUCAULT, M. L’Ordre du discours. Paris: Gallimard, 1971. 81 p.
FOUCAULT, M. Nietzsche, Marx e Freud. Tradução de Jorge Lima Barreto. São Paulo: Princípio, 1997. 81 p. Edição original: 1967.
GREGOLIN, M. do R. Foucault e Pêcheux na análise do discurso – diálogos & duelos. São Carlos: Claraluz, 2004. 220 p.
HARRIS, Z. S. Analyse du Discours. Langages, Paris, n. 13, p. 8-44, 1969. Edição original: 1952.
PÊCHEUX, M.; FUCHS, C. A propósito de uma análise automática do discurso: atualização e perspectivas. In: GADET, F.; HAK, T. (Org.). Por uma análise automática do discurso: uma introdução à obra de Michel Pêcheux. Tradução de Bethânia Mariani et al. Campinas: Editora da Unicamp, 1997. p. 163-252. Edição original: 1975.
PÊCHEUX, M. Remontons de Foucault à Spinoza. In: MALDIDIER, D. L’Inquiétude du discours. Paris: Editions des Cendres, 1990. p. 245-293. Edição original: 1977.
PÊCHEUX, M. Il n’y a de cause que de ce qui cloche. In: MALDIDIER, D. L’Inquiétude du discours. Paris: Editions des Cendres, 1990. Edição original: 1978. p. 261-272.
PÊCHEUX, M. Discurso: estrutura ou acontecimento? Tradução de Eni P. Pulcinelli Orlandi. Campinas: Pontes, 1990. 68 p. Edição original: 1983.

Downloads

Publicado

2005-06-01

Como Citar

CORACINI, M. J. R. F. Ler Pêcheux hoje: no Limiar das Dúvidas e (In)certezas (Lire Pêcheux aujourd’hui: entre Doutes et (In)certitudes). Estudos da Língua(gem), [S. l.], v. 1, n. 1, p. 31-40, 2005. DOI: 10.22481/el.v1i1.976. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/976. Acesso em: 1 mar. 2024.