Estudos da Língua(gem) https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem <section style="text-align: justify;"><strong>Estudos da Língua(gem), ISSN <a href="https://portal.issn.org/resource/ISSN/1982-0534" target="_blank">1982-0534</a>,</strong>&nbsp;editado&nbsp;pelo&nbsp;Grupo de Pesquisa em Estudos da Língua(gem) (GPEL/CNPq) e Grupo de Pesquisa em Análise de Discurso (GPADis/CNPq), ligados à Área de Linguística do Departamento de Estudos Linguísticos e Literários, da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia,&nbsp;é um periódico publicado pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística (PPGLin/Uesb).&nbsp;O&nbsp;periódico&nbsp;manteve a versão impressa ISSN 1808-1355 no período de&nbsp;2005 a 2015. A partir do ano de 2016, &nbsp;mantém somente a <em>versão eletrônica</em>.&nbsp;Obteve o Qualis-CAPES B1 no quadriênio 2013-2016.&nbsp;O periódico tem como objetivo&nbsp;promover e divulgar textos acadêmicos (artigos, ensaios, resenhas),&nbsp; originais e inéditos, de interesse das áreas (teóricas e aplicadas) da ciência Linguística e relações de interface e de entremeio.&nbsp;<strong>Recebe artigos em fluxo contínuo. </strong></section> Edições UESB pt-BR Estudos da Língua(gem) 1808-1355 <p><a href="http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/" rel="license"><img style="border-width: 0;" src="https://i.creativecommons.org/l/by/4.0/88x31.png" alt="Licença Creative Commons"></a><br>Este trabalho está licenciado com uma Licença <a href="http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/" rel="license">Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional</a>.<br>Autores que publicam no periódico <strong>Estudos da Língua(gem)</strong>&nbsp;concordam com os seguintes termos: <br>Estudos da Língua(gem) mantém os direitos autorais das contribuições publicadas e disponibiliza seu conteúdo gratuitamente por meio do portal. Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online em repositórios institucionais ou na sua página pessoal, com reconhecimento de autoria e créditos de publicação inicial nesta revista, indicando endereço online.</p> Apresentação https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/7930 <p>.</p> Sírio Possenti Copyright (c) 2020 Estudos da Língua(gem) https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-11-30 2020-11-30 18 3 1 2 10.22481/el.v18i3.7930 Ethos atribuído por enunciadores (Ethos assigned by enunciators) https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/7931 <p>O objetivo principal do artigo é chamar atenção para um tipo de dado: atribuições de ethos. Conta a história de uma pequena pesquisa, expõe alguns desdobramentos da noção de ethos e esboça uma análise bastante sumária de um conjunto de dados, que tem mais a pretensão de abrir um campo do que propriamente de propor uma compreensão que soe como acabada.<br><br></p> <p><br><br><br><br><br></p> Sírio Possenti Copyright (c) 2020 Estudos da Língua(gem) https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-11-30 2020-11-30 18 3 3 14 10.22481/el.v18i3.7931 Comment ne pas etre "pigeonholed"; l'ethos entrepreneurial (Como não ser um pombo engaiolado; o ethos empresarial) https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/7942 <p>Dans une perspective d'analyse du discours, cet article aborde un ethos collectif particulièrement important dans le monde contemporain: l'ethos "entrepreneurial" qui est censé animer les acteurs les plus prestigieux et les plus dynamiques de l'économie, en particulier ceux qui travaillent dans le monde des "start-up". L'exposé s'articule autour de l'étude de trois textes (un journal quotidien, une publicité pour une école, un magazine pour cadres) qui participent de la représentation médiatique de cet ethos et dont le public cible appartient au monde du business. L'analyse prend pour fil directeur le terme anglais "pigeonholed", qui caractérise l'anti-ethos que doit à tout prix rejeter le bon entrepreneur. Elle s'appuie, pour cela, sur le discours prescriptif des professionnels du conseil en management, qui façonnent le discours partagé par l'ensemble des acteurs de ce monde. L'étude débouche sur une réflexion sur les affinités entre discours religieux et discours économique en matière d'incorporation d'ethos.</p> <p>Numa perspectiva de análise do discurso, este artigo aborda um ethos coletivo que é particularmente importante no mundo contemporâneo: o ethos "empresarial" que supostamente anima os atores mais prestigiados e dinâmicos da economia, especialmente aqueles que trabalham no mundo das start-ups. A apresentação é baseada no estudo de três textos (um jornal diário, um anúncio para uma escola, uma revista para executivos) que fazem parte da representação mediática deste ethos, e cujo público-alvo pertence ao mundo empresarial. A análise é baseada no termo inglês "pigeonholed", que caracteriza o anti-ethos que o bom empresário deve rejeitar a todo o custo. Baseia-se no discurso prescritivo dos profissionais de consultoria de gestão, que moldam o discurso partilhado por todos os atores deste mundo. O estudo conduz a uma reflexão sobre as afinidades entre o discurso religioso e o discurso econômico no que diz respeito à incorporação do ethos.</p> Dominique Maingueneau Copyright (c) 2020 Estudos da Língua(gem) https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-11-30 2020-11-30 18 3 15 32 10.22481/el.v18i3.7942 Mídium e mundos éticos: notas sobre a construção do Observatório da Literatura Digital Brasileira (Medium and ethical worlds: notes on the construction of the Observatório da Literatura Digital Brasileira) https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/7943 <p>Neste artigo, articulamos o que Régis Debray define como <em>mídium</em> a uma noção proposta por Dominique Maingueneau em seus estudos do ethos discursivo: <em>mundos éticos</em>. Trata-se de detalhar o que se pode entender por valores, crenças e imaginários, termos tão necessários quanto opacos quando aparecem para descrever efeitos de sentido que operam na ordem do sensível. A hipótese é que as questões técnicas estão no centro dessa operação e que, se consideramos as inscrições dos discursos em materialidades tangíveis, podemos explicar melhor a distribuição dos dizeres numa dada organização social e os funcionamentos institucionais que a autorizam. Para tanto, o conceito de <em>hipergênero</em> será mobilizado para apresentar um caso em estudo: o projeto de criação do Observatório da Literatura Digital Brasileira é o dado disparador da reflexão sobre “literatura digital”, uma rubrica em construção.</p> Luciana Salazar Salgado Copyright (c) 2020 Estudos da Língua(gem) https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-11-30 2020-11-30 18 3 33 53 10.22481/el.v18i3.7943 Precisamos falar sobre simulacro (We need to talk about simulacrum) https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/7944 <p>O presente artigo tem como objetivo contribuir, a partir da análise do discurso, para a educação para a paz e para a educação para os Direitos Humanos. Parte-se da exposição do conceito de simulacro, proposto por Dominique Maingueneau, e analisa-se um dado de polêmica política que circulou no Facebook em 2018, seguindo a metodologia proposta por este autor para compreensão do simulacro. Em seguida, é proposta uma atividade a ser desenvolvida em sala de aula, a partir do 8º ano do Ensino Fundamental, para que se trabalhem competências sócio emocionais ligadas ao diálogo e à gestão de polêmicas, a partir da análise dos simulacros.</p> Ana Raquel Motta Copyright (c) 2021 Estudos da Língua(gem) https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-11-30 2020-11-30 18 3 55 71 10.22481/el.v18i3.7944 Memes de pessoas idosas no contexto da pandemia de Covid-19: estereótipos e simulacros (Memes of elderly people in the context of the Covid-19 pandemic: stereotypes and simulacra) https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/7946 <div> <p class="Default">Neste trabalho, considerando a relevância de se refletir sobre representações de grupos minoritários, analisamos um conjunto de memes que retratam pessoas idosas no contexto da pandemia de Convid-19. Para tanto, adotamos o aparato teórico-metodológico da Análise do Discurso e, também, algumas teses de Psicologia Social sobre a questão dos estereótipos. A análise revela que os memes se valem de um estereótipo negativo das pessoas idosas, isto é, o do “velho teimoso”, que pode ser considerado como simulacro do discurso dos próprios idosos em defesa de sua autonomia, evidenciando, desse modo, o vínculo que há entre alguns estereótipos e certas formações discursivas, no interior das quais emergem na qualidade de simulacros.</p> </div> Anna Flora Brunelli Copyright (c) 2020 Estudos da Língua(gem) https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-11-30 2020-11-30 18 3 73 89 10.22481/el.v18i3.7946 Memes e o recorte cômico da pandemia de COVID-19 (Memes and the comic clipping of the COVID-19 pandemic) https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/7947 <p>Este artigo analisa aspectos da enunciação de memes que circularam no período inicial da pandemia de COVID-19 no Brasil. Valendo-se do conceito de “cenas de enunciação”, analisa a cenografia dos textos como a cena de relevância, aspecto importante das enunciações típicas da Internet. Além disso, analisa os textos oferecendo uma interpretação do modo como eles recortam comicamente o momento histórico da pandemia. É, portanto, ao mesmo tempo, um trabalho que promove aplicação teórica e que pretende contribuir com a compreensão do período específico a que os textos selecionados fazem referência. Seleciona para isso, memes diversos, mas intensifica as análises naqueles que ficaram conhecidos como “Dráuzio sincero”. &nbsp;</p> Márcio Antônio Gatti Copyright (c) 2020 Estudos da Língua(gem) https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-11-30 2020-11-30 18 3 91 105 10.22481/el.v18i3.7947 O que é um autor-editor? Provocações acerca das publicações independentes no Rio Grande do Norte (What is an author-editor? Provocations about independent publications in Rio Grande do Norte) https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/7948 <p>Neste artigo, apresento algumas considerações sobre a constituição de sujeitos autores-editores de publicações independentes no Rio Grande do Norte, região do Nordeste brasileiro. A partir de relatos de seis sujeitos sobre seus ofícios, busco compreender que elementos dariam unidade a suas práticas, dos quais destaco o reconhecimento.</p> Cellina Rodrigues Muniz Copyright (c) 2020 Estudos da Língua(gem) https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-11-30 2020-11-30 18 3 107 121 10.22481/el.v18i3.7948 A construção da paratopia em crônicas de Manuel Bandeira (The construction of paratopia in Manuel Bandeira’s chronicles) https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/7949 <p>Nosso objetivo neste artigo é refletir sobre o conceito de paratopia e, a partir dele, analisar crônicas de Manuel Bandeira (MB). Trata-se de uma pesquisa mais ampla que investiga a produção em prosa do autor tomando por fundamentação teórica as reflexões da Análise do Discurso francesa sobre o discurso literário, em especial o quadro teórico proposto por Maingueneau (2006). O analista concebe a paratopia como um espaço paradoxal e adverte que só existe paratopia se integrada a um processo criador. Em nossa análise, abordamos aspectos ligados à construção de uma identidade criadora que pertence e não pertence à sociedade, as modalidades de paratopia elaboradas pela forma de o escritor MB inserir-se no espaço literário de sua época (o posicionamento modernista), a identificação do autor com os marginais e excluídos, com “personagens” paratópicas e também, o que seria o motor paratópico de sua obra (a doença e a fuga para Pasárgada).</p> Jauranice Rodrigues Cavalcanti Copyright (c) 2020 Estudos da Língua(gem) https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-11-30 2020-11-30 18 3 123 140 10.22481/el.v18i3.7949 A noção de competência (inter)discursiva como articulador teórico entre fenômenos de ordem ideológica (interdiscurso) e cognitiva (pré-discurso) (The notion of (inter)discursive competence as the theoretical articulator between concepts of an ...) https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/7950 <p>Neste artigo, pretendo demonstrar a produtividade de se articular em uma teoria do discurso dois conceitos de naturezas distintas – um de natureza ideológica, outro de natureza cognitiva. Mais especificamente, pretendo demostrar a viabilidade de articular os conceitos de <em>interdiscurso</em> (MAINGUENEAU, 2008) e <em>pré-discurso</em> (PAVEAU, 2013), assumindo a noção de competência (inter)discursiva (MAINGUENEAU, 2008) como o grande articulador teórico que permite associar, de maneira congruente, esses dois conceitos. Uma das contribuições do artigo será demonstrar a produtividade de se construírem pontes entre uma teorização sobre o discurso fundamentada na relação entre língua e história e uma teorização sobre o discurso que incorpora, na explicação de seu funcionamento, uma dimensão cognitiva.</p> Fernanda Mussalim Copyright (c) 2020 Estudos da Língua(gem) https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-11-30 2020-11-30 18 3 141 151 10.22481/el.v18i3.7950 Do lugar de pastora ao lugar de ministra: percurso de um enunciado atribuído a Damares Alves (From the shepherd’s place to the minister’s place: the course of an enunciation attributed to Damares Alves) https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/7951 <p>Analisamos o funcionamento discursivo do enunciado “Eu vi Jesus num pé de goiaba”, proferido por Damares Alves, Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Para tanto, mostramos a circulação deste enunciado na Internet. As discussões teórico-metodológicas situam-se nos trabalhos de Maingueneau, Pêcheux e Paveau. Os resultados indicam que as análises discursivas ajudam a explicar aspectos sócio-históricos, relacionados, por exemplo, ao funcionamento da memória discursiva, mas também é preciso estar atento ao funcionamento dos fatores linguístico-enunciativos, por exemplo, a forma como o enunciado é retomado, pois a relação entre esses fatores contribui para o estudo da ética discursiva.</p> Edvania Gomes da Silva Alessandra Sousa Silva Copyright (c) 2020 Estudos da Língua(gem) https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-11-30 2020-11-30 18 3 153 171 10.22481/el.v18i3.7951 Entre cognição e discurso: estereótipos de gênero, mulher e política (In between cognition and discourse: gender stereotypes, woman and politics) https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/7952 <p>O presente artigo propõe analisar uma expressão que vem se destacando no cenário político nacional, especialmente: “ELA É (UM) [Np masculino] DE SAIA(S)”, como em “Bolsonaro de saias”, em referência à deputada federal Joice Hasselmann. A análise assenta-se na articulação entre discurso e cognição a partir da categoria dos pré-discursos (PAVEAU, 2013a), concebida como quadros partilhados de crenças, saberes e práticas que informam os discursos, tanto para produção quanto para interpretação. Articulada a uma reflexão em torno dos estereótipos de gênero como enquadres primários (primary frames) (RIDGEWAY, 2009), a análise aponta para uma construção da representação do feminino na política brasileira fortemente atrelada ao universo masculino, reforçando, ao fim e ao cabo, a dualidade entre público e privado, segundo a qual à mulher caberia este último espaço.</p> Ana Carolina Vilela-Ardenghi Copyright (c) 2020 Estudos da Língua(gem) https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-11-30 2020-11-30 18 3 173 188 10.22481/el.v18i3.7952