O CAMINHO DA APRENDÊNCIA E AS CONTRIBUIÇÕES DAS NEUROCIÊNCIAS

Autores

  • Marilene Robatto de Ramalho Sampaio Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb)

Resumo

Este artigo alicerça-se numa metáfora usada como isóforo. Explicita o processo de aprendizagem de cada época enfatizando as teorias correspondentes, bem como as contribuições das neurociências. Faz correlações, por isomorfismo, entre as teorias da aprendizagem e os questionamentos do ilustre visitante da Idade Média. Numa breve incursão migra do como ensina a Escola, focado nas teorias que privilegiam o ENSINO, à metacognição quando se aprende o que é APRENDER. Parte da abordagem empiricista, quando a escola tradicional e transmissiva teve o seu primado na memorização e na intervenção do professor bem preparado e estabelece um nexo entre educação e plasticidade cerebral nas teorias éico-construtivistas, em especial na histórico-cultural de Vygotski (1996). Evidencia o agora, instante em que o funcionamento do cérebro começa a ser explicitado e a ideia de que cérebro, mente e contexto, num só construto influencia na aprendizagem do sujeito.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marilene Robatto de Ramalho Sampaio, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb)

Mestre em Ciências Sociais pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT), Portugal. Professora da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), Departamento de Filosofia.

 

Downloads

Publicado

2018-04-06

Como Citar

Sampaio, M. R. de R. (2018). O CAMINHO DA APRENDÊNCIA E AS CONTRIBUIÇÕES DAS NEUROCIÊNCIAS. fólio - Revista De Letras, 3(2). Recuperado de https://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/article/view/3492