Considerações sobre a ciência e a tecnologia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/rg.v6.e2022.e10345

Palavras-chave:

ciência, tecnologia, forças produtivas

Resumo

No presente artigo, procuramos discutir a ciência e a tecnologia como forças produtivas e instrumentos ideológicos controlados e determinados pelo capital para produção crescente de mais-valor. A leitura sobre o tema foi realizada à luz da compreensão da relação entre Ser Humano e Natureza, mediada pelo trabalho, e das especificidades que ela possui no capitalismo. Em nosso entendimento, a produção científica e a consequente materialização em tecnologias não se processam isoladamente das relações de produção existentes, estando diretamente ligadas a elas. Para tanto, sustentamos nossa análise no método do materialismo histórico-dialético a partir das categorias de totalidade, mediação e contradição, que nos permitem fazer a leitura da realidade concreta. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Victor de Souza Cardoso, Universidade Federal de Sergipe - UFS- BRASIL

Mestrrando em Geogria pela Universidade Federal de Sergipe,  Brasil

Alexandrina Luz Conceição, Universidade Federal de Sergipe - UFS- São Cristóvão- Sergipe - BRASIL

Doutora em Geografia Humana) pela Universidade de São Paulo/USP; Professora Emérita da Universidade Federal de Sergipe; Docente Permanente do Programa de Pós-Graduação em GeografiaNPGEO-UFS

Referências

BRAVERMAN, Harry. Labor and monopoly capital: the degradation of work in the twentieth century. New York; London: Monthly Review Press, 1974.

CHESNAIS, François. A mundialização do capital. São Paulo: Xamã, 1996.

EAGLETON, Terry. After Theory. New York: Basic Books, 2003.

GALVÁN, Cesare Giuseppe. Subsunção Real e História da Tecnologia. Revista Ensaio, São Paulo, n. 15/16, p. 267-279, 1986. Número Especial.

GARCIA, José Luís. Biotecnologia e biocapitalismo global. Analíse Social, Lisboa, vol. XLI, n. 181, p. 981-1009, 2006.

HOBSBAWM, Eric John. A era das revoluções: 1789-1848. 44. ed. Rio de Janeiro; São Paulo: Paz & Terra, 2020.

LENINE, Vladmir I. O imperialismo, fase superior do capitalismo (ensaio popular). In: ______. Obras escolhidas. São Paulo: Editora Alfa-Omega, 1979. t. 1.

LUKÁCS, Georg. Para a ontologia do ser social: obras de Georg Lukács volume 14. Maceió: Coletivo Veredas, 2018a.

LUKÁCS, Georg. Prolegômenos e para ontologia do ser social: obras de Georg Lukács volume 13. Maceió: Coletivo Veredas, 2018b.

LUKÁCS, György. Marx e o problema da decadência ideológica. In: VEDDA, Miguel; COSTA, Gilmaisa; ALCÂNTARA, Norma. Anuário Lukács 2015. São Paulo: Instituto Lukács, 2015. p. 97-150.

LUXEMBURGO, Rosa. Reforma ou revolução?, In: LOUREIRO, Isabel. Rosa Luxemburgo: textos escolhidos (1899-1914). 3. ed. São Paulo: Editora Unesp, 2018. p. 1-112. v. 1.

MARX, Karl. Grundrisse: manuscritos econômicos de 1857-1858: esboços da crítica da economia política. São Paulo: Boitempo; Rio de Janeiro: Ed. UFRJ, 2011.

MARX, Karl. O Capital: crítica da economia política: livro I: o processo de produção de capital. 2 ed. São Paulo: Boitempo, 2017a.

MARX, Karl. Posfácio da segunda edição. In: ______. O Capital: crítica da economia política: livro I: o processo de produção de capital. 2. ed. São Paulo: Boitempo, 2017b. p. 83-91.

MARX, Karl. Prefácio. In: ______. Contribuição à Crítica da Economia Política. São Paulo: Expressão Popular, 2008. p. 45-50.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. São Paulo: Expressão Popular, 2009.

MÉSZÁROS, István. O poder da ideologia. São Paulo: Boitempo, 2014.

MÉSZÁROS, Itsván. Estrutura social e formas de consciência II: a dialética da estrutura e da história. São Paulo: Boitempo, 2011a.

MÉSZÁROS, Itsván. Para além do capital: rumo a uma teoria da transição. São Paulo: Boitempo, 2011b.

MÉSZÁROS, Itsván. Estrutura social e formas de consciência: a determinação social do método. São Paulo: Boitempo, 2009.

PINTO, Álvaro Vieira. O conceito de tecnologia. Rio de Janeiro: Contraponto, 2005. v. 1.

SANTOS, Theotonio dos. Revolução científico-técnica e acumulação de capital. Petrópolis: Editora Vozes, 1987.

SANTOS, Theotonio Dos. Revolução científico-técnica e capitalismo contemporâneo. Petrópolis: Vozes, 1983.

Publicado

2023-04-03

Como Citar

CARDOSO, V. de S.; CONCEIÇÃO, A. L. Considerações sobre a ciência e a tecnologia. Geopauta, [S. l.], v. 6, p. e10345, 2023. DOI: 10.22481/rg.v6.e2022.e10345. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/geo/article/view/10345. Acesso em: 12 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos