“Cement and tears”: objectifications and subjectivities of memory and work in civil construction in Vitória da Conquista - BA

Authors

DOI:

https://doi.org/10.22481/rg.v4i3.6006

Keywords:

Work. Memory. Civil Construction.

Abstract

This article analyzes the objectivations and subjectivities of memory and work in civil construction in Vitória da Conquista-BA. To this end, it highlights the objective and subjective conditions that determine the constitution and use of the workforce, and which, at times, reaffirm, at times force ruptures in the contradictory capital-labor relationship. Thus, it is anchored in the teachings of Marx (1985-2010), Harvey (1982-2000), Pollak (1989), Hobsbawm (2008), Mészaros (2002-2005), among others that focus on work and memory. The data analysis and narratives allowed us to glimpse the changes that occurred in the work process in the housing civil construction and to know the permanences and ruptures.

Downloads

Download data is not yet available.

Metrics

Metrics Loading ...

Author Biography

Miriam Cléa Coelho Almeida, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia- UESB- Brasil

Adjunct Professor of the Department of Geography at UESB, Post Doctor at UfS, Permanent Professor at PPGEO-UESB

References

ALMEIDA, M. C.C. Memória, trabalho e território: o processo de trabalho na construção civil na cidade de Vitória da Conquista – BA. 202f. Tese (Doutorado em Memória Linguagem e Sociedade), Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Vitória da Conquista, BA, 2017.

ANTUNES, R. O caráter polissêmico e multifacetado do trabalho. Revista Trabalho, Educação e Saúde, v. 1, n. 2, p.53-6, 2003.

BRAVERMAN, H. Trabalho e capital monopolista. A degradação do trabalho no século XX. 3. ed. Rio de Janeiro, LTC, 1987. Tradução: Nathanael C. Caixeiro.

FRIGOTTO, G; CIAVATTA, M.; RAMOS, M. A educação de trabalhadores no Brasil contemporâneo: um direito que não se completa. In: Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador, v. 6, n. 2, p. 65-76, dez. 2014. Disponível em: http://www.portalseer.ufba.br/index.php/revistagerminal/article/viewFile/13088/9294. Acesso em: 25/11/2015.

GAUDEMAR, J. P. de. Mobilidade do trabalho e acumulação do capital. Lisboa: Estampa, 1977.

HARVEY, D. O trabalho, o capital e o conflito de classes em torno do ambiente construído nas sociedades capitalistas avançadas. In: Revista Espaço e Debates. São Paulo: Cortez, n. 6, jun./set., 1982. Tradução: Flávio Villaça.

HARVEY, D. Condição pós-moderna. 9. ed. São Paulo: Loyola, 2000.

HOBSBAWM, E. J. Mundos do trabalho. Novos estudos sobre história operária. 5. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2008. Tradução: Waldea Barcellos e Sandra Bedran.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo demográfico do Brasil – Bahia, 2010.

KUENZER, A. Z. Pedagogia da fábrica. As relações de produção e a educação do trabalhador. 4. ed. São Paulo: Cortez, 1995.

KUENZER, A. Z. As relações entre conhecimento tácito e conhecimento científico a partir da base microeletrônica: primeiras aproximações. Educar. Curitiba –PR: Editora UFPR, Especial, p. 43-69, 2003.

LUKÁCS, G. História e consciência de classe. Estudos sobre a dialética marxista. São Paulo: Martins Fontes, 2003. Tradução: Rodnei Nascimento. Revisão da tradução: Karina Jannini.

MARTINS, J. de S. Capitalismo e tradicionalismo. São Paulo: Biblioteca Pioneira de Ciências Sociais, 1975.

MARX, K. O capital: crítica da economia política. V. I, 2. ed., São Paulo: Nova Cultural, 1985, (V. I) (Coleção os Economistas).

MARX, K. Manuscritos econômicos e filosóficos. São Paulo: Boitempo, 2010. Tradução: Jesus Ranieri.

POLLAK, M. Memória, esquecimento, silêncio. In: Estudos Históricos. Rio de Janeiro, vol. 2, n. 3, 1989, p. 3-15.

Published

2020-10-07

How to Cite

ALMEIDA, M. C. C. . “Cement and tears”: objectifications and subjectivities of memory and work in civil construction in Vitória da Conquista - BA . Geopauta, [S. l.], v. 4, n. 3, p. 227-254, 2020. DOI: 10.22481/rg.v4i3.6006. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/geo/article/view/6006. Acesso em: 28 nov. 2021.