Agriculture in the Uruburetama mountain range, Ceara

Authors

DOI:

https://doi.org/10.22481/rg.v4i1.6122

Keywords:

Sistemas ambientais; Paisagem; Uruburetama.

Abstract

O uso e a ocupação das regiões úmidas no Estado do Ceará, intensificou a dinâmica geomorfológica nas Serras úmidas de Uruburetama ao longo dos 973,43 km². Para compreender a organização dos sistemas ambientais aplicou-se a compartimentação geomorfológica e Geossistemica de Bertrand (1968), classificando em unidades inferiores de paisagens em Geofáceis de (Topo, Vertente e Vale) nos quadrantes I e II, com área de 12,43 km². Assim, observou-se nos dados da produção agrícola do milho uma concentração de acidez favorável com pH 6,0 nas áreas de Quadrante I mais concentra em relação ao Quadrante II, propondo-se um zoneamento da paisagem com base nos critérios agrícolas.

Downloads

Download data is not yet available.

Metrics

Metrics Loading ...

Author Biographies

José Nelson do Nascimento Neto, Universidade Estadual Vale do Acaraú-UVA- Ceará-Brasil

Master in Geography. Vale do Acaraú State University / UVA, Ceará, Brazil. josenelsonnascimento@gmail.com

José Falcão Sobrinho, Universidade Estadual Vale do Acaraú-UVA-Ceará-Brasil

Prof. Associate of the Academic Master's Course in Geography at UVA

Post-doctor in Geography from the Federal University of Ceará (UFC

Cleire Lima da Costa Falcão, Universidade Estadual do Ceará - UECE

Profa. Associate of the Geography Course at the State University of Ceará / UECE. cleirefalcao@gmail.com

Post-Doctorate - Federal University of Ceará, UFC, Brasi

References

AB`SABER, A. N. Sertões e Sertanejos: Uma Geografia Humana Sofrida. Revista de Estudos Avançados, USP, 1999.
BRASIL. DECRETO Nº 4.297, DE 10 DE JULHO DE 2002. Disponível em < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/2002/d4297.htm> Acessado em 12 de Novembro de 2017.
BACCARO, C. A. D. Estudo dos Processos Geomorfológicos de Escoamento Pluvial em Área de Cerrado – Uberlândia – MG. Tese de Doutorado. São Paulo, 1990.
BARBOSA, W. R. Evolução Pedogenética em Duas Vertentes do Maciço de Baturité – CE. Dissertação de Mestrado UFC, Fortaleza, 2008.
BERTONI, J. e LOMBARDINI NETO, F. Conservação do Solo. 4° Edi. Editora Ícone, São Paulo, 1999.
BERTRAND, G. Paisagem e Geografia Física Global: Esboço Metodológico em 1968. R. RA´EGA. n 08, p, 141-154. Ed. UFPR. Curitiba-PR, 2004.
CENTEC. Instituto Centro de Ensino Tecnológico. Produtor de milho. 2 ed. Edições Demócrito Rocha; Ministério da Ciência e Tecnologia. Fortaleza, 2004, p 56.
CHRISTOFOLLETI, A. Modelagem dos Sistemas Ambientais. São Paulo, Ed. Blucher, São Paulo, 1999.
COSTA FALCÃO, C. L. Avaliação Preliminar dos Efeitos da Erosão e de Sistemas de Manejo na Produtividade de um Argissolo na Serra da Meruoca. Dissertação de Mestrado – UFC, Fortaleza, 2002.
COSTA FALCÃO, C. L. Eroção hídrica do solo e a estimativa da produção de sedimentos, em uma área de maciço residual úmido no semiárido cearense. In: Anais do XVIII Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada e I Congresso Nacional de Geografia Física 2017. Campinas-SP.
ELIAS, D. e PEQUENO, R. Restruturação econômica e nova economia política da Urbanização no Ceará. Revista Mercator, v 12, n,28, mai/ago, 2013
EMBRAPA. Manual de Análises Químicas de Solos, Plantas e Fertilizantes. 1° Ed. Ed. EMBRAPA Informática Agropecuária, Brasília, 1999.
FALCAO SOBRINHO, J. O relevo, elemento e âncora, na dinâmica da paisagem do vale, verde e cinza, do Acaraú, no Estado do Ceará, FFLCH/USP, São Paulo, 2006.
FALCAO SOBRINHO, J. Relevo e Paisagem: proposta metodológica. Edições UVA, Sobral, 2007.
FALCAO SOBRINHO, J. A compartimenção geomorfológica do Vale do Acaraú: distribuição das águas e pequeno agricultor. Mercator, Fortaleza, v. 5, n. 10, p. 91 a 110, nov. 2008.
FALCÃO SOBRINHO, J; COSTA FALCÃO, C. L. Geografia Física: a natureza na pesquisa e no ensino. Rio de Janeiro. TMAISOITO, 2008.
IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2017. Disponível em <https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ce/panorama> Acessado em 10 de outubro de 2017.
IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Itapajé: Produção Agrícola Municipal - Lavoura Temporária. Rio de Janeiro, 2004 a 2014.
IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Uruburetama: Produção Agrícola Municipal - Lavoura Temporária. Rio de Janeiro, 2004 a 2014.
IPLANCE, Atlas do Ceará: Coloridos Escala de 1:1.500.000. Fortaleza, 1989.
LIMA, E. C. Análise e Manejo Geoambiental das Nascentes do Alto Rio Acaraú: Serra das Nascentes – CE. Dissertação de Mestrado apresentado ao Programa de Pós-Graduação em Geografia da UECE, Fortaleza, 2004.
SILVA, M. V. C. Análise Geoambiental: Subsídios ao Planejamento Agrícola da Serra de Uruburetama – Ce. Dissertação de Mestrado apresentado ao Programa de Pós-Graduação em Geografia da UECE, Fortaleza, 2007.
SCHIMIDT, J.; HEWIT, A. Fuzzy land elemento classification from DTMs based on geometry and terrain position. Geoderma. N, 121. 2004. p, 243-256.
SCHNEIDER, P. GIASSON, E. e KLAMT, E. Classificação da Aptidão Agrícola das Terras: Um Sistema Alternativo. Ed. Agrolivros, Guaíba-RS, 2007. 70p.
TRICART, J. Ecodinâmica. IBGE: Diretoria Técnica, SUPREN, Rio de Janeiro, 1977.
TROPPMAIR, H. O Geossistema: Embasamento Teórico e Metodológico. Tese de Doutorado Apresentado ao Programa de Pós-Graduação em Geografia da UNESP, Rio Claro, 1995.
PIRES, F. R. e SOUZA, C. M. Práticas Mecânicas de Conservação do Solo e da Água. 2° Ed. Ed, Nobel. Viçosa, 2006.

Published

2020-04-30

How to Cite

NETO, J. N. do N.; SOBRINHO, J. F.; FALCÃO, C. L. da C. Agriculture in the Uruburetama mountain range, Ceara. Geopauta, [S. l.], v. 4, n. 1, p. 49-68, 2020. DOI: 10.22481/rg.v4i1.6122. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/geo/article/view/6122. Acesso em: 19 jan. 2021.

Issue

Section

Continuous demand articles