A mulher idosa nos contos infantis: Os estereótipos da velhice e a violência simbólica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/rg.v5i1.6192

Palavras-chave:

Feminização da Velhice , Mulheres idosas, Imagem, Violência Simbólica

Resumo

Este ensaio examina os sentidos de velhice nas imagens da mulher idosa presentes em quatro contos infantis escritos pelos autores Jacob Ludwing Carl Grimm e Wilhelm Carl Grimm oferecendo uma reflexão acerca da noção sobre a velhice, diante da realidade demográfica do Brasil. Para tanto, analisamos a violência simbólica associada aos estigmas e rótulos relacionados à velhice e discorremos sobre o processo de envelhecimento populacional, notadamente, a feminização da velhice no espaço urbano e o papel social desempenhado pelas idosas. Dessa maneira, recorremos em nossa fundamentação teórica, às contribuições de autores que tratam da velhice, do poder e violência simbólicos, bem como aos aportes da Análise do Discurso de linha francesa

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Nádia Sampaio , Instituto Federal da Bahia- IFBA- Brasil/Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - Brasil

Mestre em Geografia pela Universidade Federal de Sergipe-UFS e doutoranda do Curso de Memória: Linguagem e Sociedade, da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB. Docente do Instituto Federal da Bahia- IFBA

Luana de Araújo dos Reis, Faculdade Independente do Nordeste - Fainor- Brasil

Doutora em Enfermagem pela Univerisdade Federal da Bahia – UFBA. Docente da Faculadade Independente do Nordeste - FAINOR

Luciana Araújo dos Reis , Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia- UESB- Brasil

Doutora em Ciências da Saúde. Professora Titular da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia e vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Memória: Linguagem e Sociedade, PPGMLS-UESB

Referências

BEAUVOIR, Simone. A velhice. Tradução Maria Helena Franco Martins. 2. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2018.

BOURDIEU, Pierre. A dominação masculina. Tradução Maria Helena Künher. 11ª edição. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Tradução de Fernando Tomaz. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1989.

BRANDÃO, Helena H. Nagamine. Introdução à análise do discurso. 3ª ed. ver. Campinas, SP: Editora Unicamp, 2012.

BRASIL, IBGE. Estatísticas sociais, 2018. Disponível em https://agenciadenoticias.ibge.gov.br. Acesso em 27 de outubro de 2020.

BRASIL, IBGE. Pesquisa nacional por amostra de domicílios continua- PNAD continua, 2017. Disponível em https://www.ibge.gov.br/estatisticas/multidominio/condicoes-de-vida-desigualdade-e-pobreza/17270-pnad-continua.html?=&t=o-que-e. Acesso em 27 de outubro de 2020.

CARLOS, Ana Fani Alessandri. O espaço urbano: novos escritos sobre a cidade. São Paulo: LABUR Edições, 2007.

CAVENAGHI, Suzana; ALVES, José Estáquio Diniz. Mulheres chefes de família no Brasil: avanços e desafios. Rio de Janeiro: ENS-CPES, 2018. 120 p.; 21 cm (Estudos sobre Seguro, nº 32).

CORREA, Mariele Rodrigues. Envelhecer na cidade. Revista Espaço Acadêmico. V.16 n. 184, setembro, 2016.

CUNHA, Tânia Rocha Andrade. O preço do silêncio: mulheres ricas também sofrem violência. Vitória da Conquista: Edições UESB, 2007.

D’ALENCAR, Raimunda Silva. Idosas no contexto da vida cotidiana: como percebem o corpo. In: D’ALENCAR, Raimunda Silva. A representação social na construção da velhice (org.) Ilhéus, BA: Editus, 2017.

DEBRET, Guita Grin. Velhice e tecnologias do rejuvenescimento. In: GOLDENBERG, Mirian (org.) Corpo, envelhecimento e felicidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

DEBRT, Guita Grin. A reinvenção da velhice: socialização e processos de reprivatização do envelhecimento. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo: FAPESP, 2004.

GOLDENBERG, Mirian (org.). O corpo como capital: estudos sobre gênero, sexualidade e moda na cultura brasileira. 3ª ed. Rio de Janeiro: Estação das Letras e Cores, 2015.

GRIMMSTORES. Contos de Grimm Disponível em https://www.grimmstories.com/pt/grimm_contos/index. Acesso em 01 de junho de 2020.

HADDAD, Eneida Gonçalves de Macedo. A ideologia da velhice. 2ª edição. São Paulo: Cortez, 2016.

INDURSKY, Freda; Mittmann, Solange; FERREIRA, Maria Cristina Leandro (orgs). Memória e história na/da análise do discurso. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2011.

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA – IPEA. Atlas da violência. Brasília: IPEA, 2020. Disponível em https://forumseguranca.org.br/wp-content/uploads/2020/08/atlas-da-violencia-2020.pdf. Acesso em 02 de outubro de 2020.

JEFFREY, Peter. Remar contra a corrente: aspectos éticos do envelhecimento e de seu cuidado. Tradução de Bárbara Theoto Lambert. São Paulo: Edições Loyola, 2001.

MILL, John Stuart. A sujeição das mulheres. Revista Gênero. V.6, n.2, n 1, p. 181-202, 1-2 sem. 2006, 181, Niterói.

NERI, Anita Liberalesso. Idosos no Brasil: vivências, desafios e expectativas na terceira idade. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, Edições SESCSP, 2007.

NERI, Anita Liberalesso. Atitudes e crenças sobre velhice: análise de conteúdo de textos do jornal O Estado de São Paulo publicados entre 1995 e 2002. In O. R. M. von Simson, A. L. Neri, & M. Cachioni (Orgs.). As múltiplas faces da velhice no Brasil. Campinas, SP: Átomo Alínea, 2003.

ORLANDI, Eni Puccinelli. Análise de discurso: princípios e procedimentos. 12ª edição. Campinas, SP: Pontes Editores, 2015.

ORLANDI, Eni. Puccinelli. Discurso em análise: sentido, sujeito, ideologia. 3ª edição. Campinas, SP. Pontes Editores, 2017.

PÊCHEUX, Michel. Língua, linguagem, discursos. In: CARLOS, Piovezani; SARGENTINI, Vanice. Legados de Michel Pêcheux: inéditos em análise do discurso. São Paulo: Contexto, 2018.

PÊCHEUX, Michel. O discurso: estrutura ou acontecimento. Tradução Eni P. Orlandi. Campinas: Pontes Editores, 2015.

PÊCHEUX, Michel. Papel da memória. In: ACHARD, Pierre, DAVALLON; Jean; DURAND. Jean-Louis; PÊCHEUX, Michel; ORLANDI, Eni P. O papel da memória. Campinas: Pontes Editores, 1999.

SAFFIOTI, Heleieth Bongiovani. Gênero, patriarcado e violência. 11ª edição. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2012.

SAFFIOTI, Heleieth Bongiovani. Violência doméstica ou a lógica do galinheiro. In: KUPSTAS, Márcia (org.) Violência em debate. São Paulo: Moderna, 1997.

SIBILA, Paula. A moral da pele lisa e a censura midiática da velhice: o corpo velho como uma imagem com falha. In: GOLDENBERG, Mirian (org.) Corpo, envelhecimento e felicidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

SILVERSTONE, Roger. Por que estudar a mídia? Tradução: Milton Camargo Mota. 2ª ed. São Paulo: Edições Loyola, 2005.

WOLF, Naomi. O mito da beleza: como as imagens de beleza são usadas contra as mulheres. Tradução Waldéa Bracelos. 13ª ed. Rio de Janeiro: Rosa dos tempos, 2020.

Publicado

2021-03-31

Como Citar

SAMPAIO , N. .; REIS, L. de A. dos .; REIS , L. A. dos . A mulher idosa nos contos infantis: Os estereótipos da velhice e a violência simbólica . Geopauta, [S. l.], v. 5, n. 1, p. e6192, 2021. DOI: 10.22481/rg.v5i1.6192. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/geo/article/view/6192. Acesso em: 21 jul. 2024.