Na arena política: trabalhadores, partidos políticos e eleições em Alagoinhas-Bahia (1948-1964)

Autores

  • Moisés Leal Morais Instituto Federal de Ciência e Tecnologia Baiano (IFBaiano)

DOI:

https://doi.org/10.22481/politeia.v18i1.5154

Palavras-chave:

Alagoinhas. Democracia representativa. Partidos políticos. Trabalhadores

Resumo

Este artigo analisa como os trabalhadores de Alagoinhas-Ba se relacionaram com os dispositivos típicos da democracia representativa – partidos políticos e eleições – vigente no Brasil entre 1945 e 1964. O foco inicial da análise recai sobre o legislativo municipal de Alagoinhas, entre 1948 e 1964, período em que esteve em atividade sem a coação política dos regimes autoritários que intercalou – o Estado Novo e a Ditadura Militar. Tal análise permitiu identificar uma série de transformações sociais que se processavam na cidade, bem como as conexões entre as disputas por espaços de poder local e as tensões políticas que se desenvolveram no Brasil durante o período, tensões essas que ameaçaram a estabilidade do regime político em curso até a consumação, em 1964, do golpe de Estado que impôs uma ditadura no país.

Biografia do Autor

Moisés Leal Morais, Instituto Federal de Ciência e Tecnologia Baiano (IFBaiano)

Professor do Instituto Federal de Ciência e Teconologia Baiano (IFBaiano) Mestre em História Regional e Local pela Universidade do Estado da Bahia (Uneb)..

Downloads

Publicado

2019-06-01

Como Citar

Morais, M. L. (2019). Na arena política: trabalhadores, partidos políticos e eleições em Alagoinhas-Bahia (1948-1964). Politeia: História E Sociedade, 18(1), 11-20. https://doi.org/10.22481/politeia.v18i1.5154