Trabalho e trabalhadores no Brasil durante a gripe espanhola de 1918

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/politeia.v19i2.7432

Palavras-chave:

Epidemia. Gripe espanhola. Trabalho. Trabalhadores.

Resumo

Partindo de uma breve apresentação sobre as origens das epidemias em nossa história, o artigo mostra como a gripe espanhola atingiu o Brasil entre os meses de setembro e dezembro de 1918. Analisa as ações do governo e industriais no combate e controle da doença, que, de modo geral, foram de negligência, descaso e abandono dos cuidados para com os operários. Estes, por sua vez, com ações coletivas e organizadas, buscaram minorar aquela situação, visto que foram os que mais sofreram com a enfermidade e suas conseqüências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonio José Marques, Centro de Documentação e Memória Sindical da CUT

Coordenador Técnico do Centro de Documentação e Memória Sindical da Central Única dos Trabalhadores (CUT). Mestre em História Social pela Universidade de São Paulo (USP). Master em Arquivística pela Universidade Carlos III (Madri). E-mail: ajmarques@uol.com.br

Downloads

Publicado

2021-01-19

Como Citar

Marques, A. J. (2021). Trabalho e trabalhadores no Brasil durante a gripe espanhola de 1918. Politeia: História E Sociedade, 19(2), 241-262. https://doi.org/10.22481/politeia.v19i2.7432