Os Payayá de Jacobina: resistências e negociações nos sertões da Bahia (séculos XVI-XVII)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/politeia.v19i2.7464

Palavras-chave:

Índios. Payayá. Jacobina. Sertões.

Resumo

Este artigo busca retratar parte da trajetória histórica dos Payayá, povo indígena originário do Sertão das Jacobinas, no interior da Bahia, região entendida enquanto espaço construído historicamente a partir da mobilidade, do contato e das trocas entre os diversos grupos indígenas e colonizadores. A partir da segunda metade do século XVI até meados do XVII, durante o processo de conquista e colonização, o grupo indígena Payayá ganha relevo na documentação, ora como inimigo, ora como aliado do projeto colonizador. Este e diversos outros povos indígenas precederam a chegada e o avanço dos colonizadores em busca de mão de obra, riquezas e terras na região. Tendo por base documentos administrativos, relatos de missionários e crônicas, pretende-se colocar em relevo os principais aspectos identitários deste grupo indígena e seu acentuado protagonismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabricio Lyrio Santos, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)

Professor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e do Mestrado em História Regional e Local da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Doutor em História pela Universidade Federal da Bahia (UFBa). E-mail: fabriciolyrio@gmail.com

Solon Natalício Araújo dos Santos

Professor da Secretaria de Educação do Estado da Bahia (SEC-BA) e da Secretaria Municipal de Educação de Mulungu do Morro - BA.  Mestre em História pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). E-mail: s_natalicio@yahoo.com.br

Downloads

Publicado

2021-01-19

Como Citar

Santos, F. L. ., & Santos, S. N. A. dos. (2021). Os Payayá de Jacobina: resistências e negociações nos sertões da Bahia (séculos XVI-XVII). Politeia: História E Sociedade, 19(2), 160-174. https://doi.org/10.22481/politeia.v19i2.7464