As concepções de justiça do Programa Mais Educação a partir da teoria tridimensional de Nancy Fraser

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/praxisedu.v18i49.10532

Palavras-chave:

Programa Mais Educação, justiça social, educação integral

Resumo

O Programa Mais Educação, criado pelo governo Lula em 2007 com o objetivo de fomentar a educação integral dos estudantes por meio do apoio às atividades socioeducativas e ampliação da jornada educativa diária, carregava consigo diferentes concepções de justiça social e escolar. Ao observar alguns de seus pressupostos, foi possível identificar concepções alinhadas com os princípios de justiça demandados pelas políticas de reconhecimento cultural, redistribuição econômica e representação política. Dessa forma, o intuito deste artigo foi analisar as concepções de justiça que envolveram direta ou indiretamente o Programa Mais Educação a partir da perspectiva da teoria tridimensional de Nancy Fraser por meio de um levantamento documental e revisão bibliográfica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Ana Maria Clementino, Universidade Federal de Minas Gerais - Brasil

Ana Maria Clementino. Doutora em Educação pela UFMG. Pesquisadora do Grupo de Estudos sobre Política Educacional e Trabalho Docente (Gestrado/UFMG). Contribuição de autoria: Investigação e Escrita – Primeira Redação - http://lattes.cnpq.br/6163058546425740

 

Dalila Andrade Oliveira, Universidade Federal de Minas Gerais - Brasil

Dalila Andrade Oliveira. Doutora em Educação pela USP. Professora Titular da Universidade Federal de Minas Gerais. Bolsista do CNPq/PQ1A e FAPEMIG/PPM. Contribuição de autoria: Supervisão e Escrita – Revisão e Edição - http://lattes.cnpq.br/1795516271097895

Referências

BRASIL. Decreto 7.083, de 27 de janeiro de 2010. Dispõe sobre o Programa Mais Educação. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 27 jan. 2010b. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Decreto/D7083.htm. Acesso em: 01 ago. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Manual Operacional de Educação Integral, 2012.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Manual Operacional de Educação Integral, 2013.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Educação integral: texto referência para o debate nacional. Brasília: MEC, 2009a. (Série Mais Educação). Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/cadfinal_educ_integral.pdf. Acesso em: 20 nov 2018. BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Programa Mais Educação: gestão intersetorial no território. Brasília: MEC, 2009b. (Série Mais Educação). Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/cader_maiseducacao.pdf. Acesso em: 20 nov 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Territórios Educativos para a Educação Integral. Brasília: MEC, 2010a. (Série Mais Educação). Disponível em: https://educacaointegral.org.br/wp- content/uploads/2014/04/territorioseducativos.pdf. Acesso em: 20 nov 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Rede de saberes mais educação: pressupostos para projetos pedagógicos de educação integral: caderno para professores e diretores de escolas. Brasília, MEC, 2009c. (Série Mais Educação). Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/cad_mais_educacao_2.pdf. Acesso em: 20 nov 2018. BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Programa Mais Educação: Passo a Passo. Brasília: MEC, S/d. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/passoapasso_maiseducacao.pdf. Acesso em: 10 dez 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Manual de Educação Integral para obtenção de apoio financeiro por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola, PDDE, no exercício de 2008.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Manual de Educação Integral para obtenção de apoio financeiro através do Programa Dinheiro Direto na Escola, PDDE, no exercício de 2009d.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria Normativa Interministerial no. 17, de 24 de abril de 2007. Programa de Implantação de Salas de Recursos Multifuncionais. Institui o Mais Educação. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 27 abr. 2007. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/salas_multifuncionais.pdf. Acesso em: 13 maio 2015. CARREIRA, Denise. Igualdade e diferença nas políticas educacionais: a agenda das diversidades nos governos Lula e Dilma. 508f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Orientadora: Profa. Dra Roseli Fischmann.

CAVALIERE, Ana Maria. Questões sobre uma proposta nacional de gestão escolar local. In: IV Congresso Luso Brasileiro, I Congresso Ibero Brasileiro, 2010, Elvas, Cáceres e Mérida. Cadernos ANPAE, 2010. v. 9 p. 1-11.

CUENCA, Ricardo. Sobre justicia social y su relación con la educación en tiempos de desigualdad. Revista Internacional de Educación para la Justicia Social, Madrid, v. 1, n. 1, 79-93p, 2012.

CUNILL-GRAU, Nuria. La intersectorialidad en el gobierno y gestión de la política social. In: X Congreso Internacional del CLAD sobre la Reforma del Estado y de la Administración Pública. Anais... Santiago, out. 2005.

FRASER, Nancy. Da redistribuição ao reconhecimento? Dilemas da justiça numa era “pós-socialista”. Cadernos de Campo, São Paulo, n. 14/15, p. 231-239, 2006.

FRASER, Nancy. Escalas de justicia. Barcelona: Herder, 2008, 294 p.

FRASER, Nancy. Justiça anormal. Revista da Faculdade de Direito, São Paulo, v. 108, p. 739-768, jun./dez., 2013.

FRASER, Nancy. Reenquadrando a justiça em um mundo globalizado. Revista Lua Nova, São Paulo, n. 77, p. 11-39, 2009.

HYPOLITO, Álvaro. Padronização curricular, padronização da formação docente: desafios da formação pós-BNCC. Revista Práxis Educacional, Vitória da Conquista,v. 17, n. 46, p. 35-52, JUL./SET., 2021.

LECLERC, Gesuína de Fátima Elias; MOLL, Jaqueline. Educação integral em jornada diária ampliada: universalidade e obrigatoriedade? Em Aberto, Brasília, v. 25, n. 88, p. 17-49, jul./dez. 2012a.

LECLERC, Gesuína de Fátima Elias; MOLL, Jaqueline. Programa Mais Educação: avanços e desafios para uma estratégia indutora da Educação Integral e em tempo integral. Educar em Revista, Curitiba, n. 45, p. 91-110, jul./set. 2012b.

MATTOS, Patrícia. O reconhecimento, entre a justiça e a identidade. Lua Nova, n. 63, p. 144-161, 2004.

MENDONÇA, Ricardo Fabrino. Reconhecimento em debate: os modelos de Honneth e sua relação com o legado habermasiano. Revista de Sociologia e Política, Curitiba, n. 29, p. 169-185, nov. 2007.

MENDONÇA, Patrícia Moulin. O direito à educação em questão: as tensões e disputas no interior do Programa Mais Educação. 179f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2017. Orientadora: Profª. Drª Lucia Helena Alvarez Leite.

MOLL, Jaqueline. A agenda da educação integral: compromissos para sua consolidação como política pública. In: MOLL, Jaqueline et al. Caminhos da Educação Integral no Brasil: Direito a Outros Tempos e Espaços Educativos. Porto Alegre: Penso, 2012. 129-146p

MOLL, Jaqueline (Org.). Caderno Acompanhamento Pedagógico. Brasília: Secretaria de Educação Básica, MEC. 2013, v.1, 92p. (Série Cadernos Pedagógicos). CD-ROM.

MOLL, Jaqueline; LECLERC, Gesuína de Fátima Elias. Diversidade e tempo integral A garantia dos direitos sociais. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 7, n. 13, p. 291-304, jul./dez. 2013.

OLIVEIRA, Dalila Andrade; SANTOS, Kildo Adevair dos. Políticas de formação docente e a educação em tempo integral. Revista Práxis Educacional, Vitória da Conquista, v. 14, n. 28, p. 16-40, abr./jun. 2018.

TAYLOR, Charles. El multiculturalismo y “la política de reconocimiento”. México D.F.: Fondo de Cultura Económica, 1993, 246 p.

XIMENES, Daniel de Aquino; MOLL, Jaqueline; MACEDO, Juliana Matoso. Políticas para a inclusão na educação básica em contextos de desigualdade: considerações a partir da experiência da parceria entre Programa Bolsa Família e Programa Mais Educação. In: XIMENES, Daniel de Aquino (Org.). Resultados, avanços e desafios das condicionalidades de educação do Programa Bolsa. Cadernos de Estudos - Desenvolvimento Social em Debate. Brasília: MDS, p. 80-97, 2014.

Downloads

Publicado

2022-05-10

Como Citar

CLEMENTINO, A. M. .; OLIVEIRA, D. A. . As concepções de justiça do Programa Mais Educação a partir da teoria tridimensional de Nancy Fraser. Práxis Educacional, [S. l.], v. 18, n. 49, p. e10532, 2022. DOI: 10.22481/praxisedu.v18i49.10532. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/10532. Acesso em: 22 maio. 2022.