Formação de professores para docência universitária nas instituições de ensino superior em Moçambique: entre as orientações legais e as práticas cotidianas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/praxisedu.v18i49.10598

Palavras-chave:

docência universitária, formação de professores, ensino superior

Resumo

O presente estudo tem por objeto a formação de professores para a docência nas instituições de ensino superior em Moçambique. Com ele pretende-se analisar como é feita a formação de professores para essas instituições uma vez que, embora a Lei do Sistema Nacional de Educação ( Lei 18/2018 de 28 de Dezembro) prever no subsistema de formação de Professores a educação e formação para a docência no ensino superior (Art.16), não existem programas específicos de formação para aquele nível, existindo apenas programas de pós graduação (mestrado e doutoramento) onde são submetidos os professores para o seu desenvolvimento académico. No entanto, a lei do ensino superior estabelece a composição do corpo docente para as IES (Artigo 9 do Decreto 46/2018 de 1 de agosto). A construção metodológica foi feita de forma concomitante: um estudo teórico conceitual ofereceu suporte para a investigação das questões propostas e foi consubstanciado do estudo documental e aplicação de questionário a 44 professores das instituições de ensino superior em Moçambique de modo a compreender como a formação para a docência é realizada e como ingressaram ao magistério superior. Os resultados da pesquisa revelam que a maior parte dos sujeitos de pesquisa embora tenham nível académico de Mestrado e doutoramento não tiveram formação específica para ser professor bastando para isso terem concluído um curso de educação superior (graduação, mestrado ou doutoramento).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Adelino Inácio Assane, Universidade Rovuma - Moçambique

Doutor em Educação pela Universidade Federal Fluminense – Brasil. Linha de Pesquisa: Estudos do Cotidiano da Educação Popular. Docente do quadro da Universidade Rovuma – Moçambique (www.unirovuma.ac.mz). Coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Popular e Cotidiano Escolar (GEPECE) e Membro fundador da Associação Moçambicana de Estudos Aplicados (AMEA). Membro do Grupo de Pesquisa HISTEDBR /Brasil. Contribuição de autoria: autor.

Maria Isabel Moura Nascimento, Universidade Estadual de Ponta Grossa - Brasil

Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas, Pós-Doutorado em História e Filosofia da Educação pela Universidade Estadual de Campinas-UNICAMP. Bolsista de Bolsa Produtividade em Pesquisa CNPq - N2. Professora Associada da Universidade Estadual de Ponta Grossa.

Referências

AMORIM, Roseane Maria de; LIRA, Tatiane Hilário de; OLIVEIRA, Michelle Pereira de; PALMEIRA, Ana Paula. O papel da monitoria para aformação de professores: cenários, itinerários e possibilidades no contexto atual. Revista Exitus, v. 2, n. 02, p.33-47, jul./dez. 2012. Disponível em: http://ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistaexitus/article/view/100 Acesso em: 2.4.2022.

ASSANE, Adelino Inácio Práticas curriculares no ensino básico: tecendo e narrando redes de experiências na formação continuada dos professores da disciplina de Ofícios em Moçambique. 2017. 306 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2017.

AUAREK, Wagner Ahmad. Cenários da condição docente na contemporaneidade. In: SOUZA, João Valdir Alves de; DINIZ, Margareth; GOMES, Miria Gomes de. Formação de professores (as) e condição docente. Belo Horizonte: UFMG, 2014. p.205-218.

BHABHA, Homi K. O local da cultura. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008.

BOGDAN, Robert; BIKLEN, Sari Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora, 1994.

BORGES, Cecilia Maria Ferreira. O professor da educação básica e seus saberes profissionais. Araraquara: JM Ed., 2004.

BOURGUIGNON, Juliana Rocha. Interdisciplinaridade e globalização: desafios e conquistas. Revista Veritas, Belo Horizonte, v. 2, n. 2, p.32-42, 2010.

DENZIN, Norman; LINCOLN, Yonna. O planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. Porto Alegre: Artmed, 2006.

FERRAÇO, Carlos Eduardo, Currículos em realização com os cotidianos escolares: fragmentos de narrativasimagens tecidas em redes pelos sujeitos praticantes. In: FERRAÇO, Carlos Eduardo (org.). Currículo e Educação Básica: por entre redes de conhecimentos, imagens, narrativas, experiências e devires. Rio de Janeiro: Editora Rovelle, 2011.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 18. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GARCIA, Carlos Marcelo. Formação de professores: para uma mudança educativa. Porto: Porto Editora, 1999.

GAUTHIER, Clermont; MARTINEAU, Stéphane; DESBIENS, Jean-François; MALO, Annie; SIMARD, Denis. Por uma teoria da pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Ijuí: Ed.Unijuí, 2006.

GONÇALVES, José Alberto Mendonça, Ser professora do 1º. Ciclo: uma carreira em análise. 2001. 250f. Tese (Doutorado em Ciências da Educação) - Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, Universidade de Lisboa, 2001.

JULIASSE, Arlindo Cornélio Ntunduatha. Memórias, cultura escrita e sentidos da educação de adultos em Moçambique. 2017. 271f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro/RJ, 2017.

LIBÂNEO, José Carlos. O campo teórico-investigativo e profissional da didática e a formação de professores. In: Marilza Vanessa Rosa Suanno (org.). Didática e formação de professores: perspectivas e inovações. Goiânia: CEPED Publicações e PUC Goiás, 2012. 200f.

LINS, Leandro Fragoso; FERREIRA, Lucia Maia Cavalcanti; FERRAZ, Lucíola Vilarim; CARVALHO, Sabrina Suellen Guerra de. A importância da monitoria na formação acadêmica do monitor. In: JORNADA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO – JEPEX, 9., 2009, Recife. Anais [...]. Recife: UFRPE, 2009. p. 1-2.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pósestruturalista. 7. ed. Petrópolis: Vozes, 1997.

MARFON, Maria Rosa Cavalheiro. Pedagogia crítica: uma metodologia de construção do conhecimento. Petrópolis: Vozes, 2001.

MARFON, Maria Rosa Cavalheiro. Ariticulação Pós-Graduação e Graduação: desafio para a educação superior, 2001. 208f. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Unicamp, São Paulo/SP, 2001.

MASSETTO, Marcos Tarcisio. A formação do professor iniciante para a docência no Ensino Superior. In. BUOGO, Ana Lúcia et al. (org.). Formação de professores no ensino superior e os desafios da contemporaneidade. Caxias do Sul: Educs, 2018.

MOÇAMBIQUE. Ministério da Educação e Cultura. Fazer da escola um polo de desenvolvimento consolidando a Moçambicanidade: Plano estratégico de educação e Cultura (2006 – 2010/11), 2006.

MOÇAMBIQUE. Decreto nº 30/2010 de 13 de agosto – Regulamento do Quadro Nacional de Qualificaçoes deo Ensino Superior. Boletim da República, 13 ago. 2010, I Série, n. 32. p. 177.

MOÇAMBIQUE. Decreto 46/2018 de 01 agosto - Aprova o Regulamento de Licenciamento e Funcionamento das Instituições de Ensino Superior e revoga o Decreto no. 48/2010 de 11 de novembro. Boletim da República, 01 ago. 2018, I Série, n. 150. p. 1781.

MOÇAMBIQUE. Lei 6/2018 - Estabelece o Regime Jurídico do Sistema Nacional de Educação na Republica de Moçambique. Boletim da Republica (BR), I Serie, n. 254, de 28 dez. 2018.

MOÇAMBIQUE. Lei 4/2022, Estatuto Geral dos Funcionários e Agentes do Estado. Boletim da Republica (BR), I Serie, n° 29, de 11 fev. 2022.

NASCIMENTO, Maria. Isabel. Moura.; ZANLORENZI, Cláudia Maria Petchak . A Revista A Escola e o Primeiro Congresso Professores Públicos do Paraná (1910): O Princípio Liberal de Universalidade. Revista HISTEDBR On-line, v. 18, p. 1096-1106, 2017.

NÓVOA, Antonio (org.). Os professores e a sua formação. 2. ed. Lisboa: Dom Quixote, 1995.

NUNES, Célia Maria Fernandes. Saberes docentes e formação de professores: um breve panorama da pesquisa brasileira. Educação & Sociedade – Dossiê: Os saberes dos docentes e sua formação. Campinas: Cedes, Ano XXII, n.º 74, abr. 2001.

PERRENOUD, Philippe. Dez novas competências para ensinar. Porto Alegre: Artmed, 2000.

PERRENOUD, Philippe; ALTET, Marguerite; CHARLIER, Évelyne; PAQUAY, Léopold. Fecundas incertezas ou como formar professores antes de ter todas as respostas. In. PAQUAY, Léopold; PERRENOUD, Philippe; ALTET, Marguerite; CHARLIER, Évelyne (org.). Formando professores profissionais: quais estratégias? quais competências? Tradução de Fátima Murad e Eunice Gruman. Porto Alegre: Artmed, 2001.

PIMENTA, Selma. Garrido (org.). Saberes pedagógicos e atividade docente. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2009.

ROLDÃO, Maria do Céu. Currículo, didáticas e formação de professores: a triangulação esquecida? In: OLIVEIRA, Maria Rita N. S. (ed.). Professor: formação, saberes e problemas. Porto: Porto Editora, 2014. p.91-103.

SANTOS, Edlamar Oliveira dos. Políticas e práticas de formação continuada de Professores da educação básica. Jundiaí: Paco Editorial: 2014.

SHULMAN, Lee. Conocimiento y enseñanza: fundamentos de la nueva reforma. Revista de currículum y formación del profesorado, v.9, n.2, 2005. Disponível em: http://www.ugr.es/~recfpro/rev92ART1.pdf Acesso em: 19 mar. 2020.

SÜSSEKIND, Maria Luiza. Currículo. Contribuições de Boaventura de Sousa Santos e Michel Certeau. In: FERRAÇO, Carlos Eduardo; RANGEL, Iguatemi Santos; CARVALHO, Janete Magalhães; RODRIGUES, Kezia (ed.). Diferentes Perspectivas de currículo na atualidade. Petropolis-RJ: DP et Alli, 2015. p. 172-194.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2002.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 12. ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

Downloads

Publicado

2022-11-16

Como Citar

ASSANE, A. I.; NASCIMENTO, M. I. M. Formação de professores para docência universitária nas instituições de ensino superior em Moçambique: entre as orientações legais e as práticas cotidianas. Práxis Educacional, [S. l.], v. 18, n. 49, p. e10598, 2022. DOI: 10.22481/praxisedu.v18i49.10598. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/10598. Acesso em: 30 nov. 2022.

Edição

Seção

Seção Temática