Os saberes profissionais dos pedagogos e as tecnologias digitais na Universidade Federal de Sergipe

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/praxisedu.v18i49.10649

Palavras-chave:

docência, formação profissional, pedagogia, tecnologia digital de informação e comunicação

Resumo

Este artigo tem por objetivo problematizar a construção dos saberes profissionais sobre as Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC) no curso de Pedagogia da Universidade Federal de Sergipe. A partir de Tardif (2019) e compreendendo que o digital está inserido em todos os espaços da sociedade e, consequentemente na educação, investigar o itinerário formativo sobre TDIC dos docentes, discentes e dos egressos do curso torna-se essencial. Com isso, por meio de uma pesquisa qualitativa com viés exploratório, chega-se à consideração de que a apropriação das TDIC, intrínsecas à formação profissional do Pedagogo (universitária), não podem desprezar os saberes vivenciais ou experienciais, tendo em vista que a construção e mobilização dos saberes ocorrem no diálogo entre o Conhecimento Universitário, os Saberes Profissionais e os Saberes Docentes. Também foi possível perceber a emergente necessidade de políticas públicas para a integração das TDIC nos espaços formativos, para que os docentes e discentes possam diversificar as estratégias de ensino e aprendizagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Alana Vasconcelos, Faculdade São Luís de França - Brasil

Alana Danielly Vasconcelos. Doutora em Educação pela UFS. Docente na Faculdade São Luis de França. Integrante do NUCA/UFS/CNPq. Contribuição de autoria: Estruturação do texto e análise dos dados. Lattes: http://lattes.cnpq.br/9144930400445544.

Anne Alilma Silva Souza Ferrete, Universidade Federal de Sergipe - Brasil

Anne Alilma Silva Souza Ferrete. Doutora em Educação pela UFRN. Docente na UFS. Líder do NUCA/UFS/CNPq. Contribuição de autoria: orientação educacional, leitura e análise dos dados. Lattes: http://lattes.cnpq.br/8406868281308231

Willian Lima Santos, Universidade Federal de Sergipe - Brasil

Willian Lima Santos. Doutorando e Mestre em Educação pela UFS. Bolsista CAPES. Integrante do NUCA/UFS/CNPq. Contribuição de autoria: Leitura, análise dos dados e estruturação do texto. Lattes: http://lattes.cnpq.br/1934061899728968.

Referências

AGRA, Glenda; FORMIGA, Nilton Soares; OLIVEIRA, Patrícia Simplício de; COSTA, Marta Miriam Lopes; FERNANDES, Maria das Graças Melo; NÓBREGA, Maria Miriam Lima. Análise do conceito de Aprendizagem Significativa à luz da Teoria de Ausubel. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, DF, v. 72, n. 1, p. 248-255, 2019.

AUSUBEL, David Paul. The psychology of meaningful verbal learning. New York: Grune and Stratton, 1963.

BARREIRO, Iraíde Marques de Freitas; GEBRAN, Raimunda Abou. Prática de Ensino e Estágio Supervisionado na Formação de Professores. São Paulo: Avercamp, 2006.

BRASIL, Ministério da Saúde. Conselho Nacional da Saúde. Resolução nº 510 de 7 de abril de 2016. Dispõe sobre as normas aplicáveis a pesquisas em Ciências Humanas e Sociais. Disponível em: <https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2016/res0510_07_04_2016.html>. Acesso em: 21 de jan. de 2020.

BRASIL, Ministério da Educação. Resolução Cne/Cp Nº 1, de 15 de maio de 2006. Diretrizes Nacionais para o curso de Graduação em Pedagogia. 2006. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_06.pdf. Acesso em: 21 de jan. de 2019.

DEWEY, John. Vida e educação. 10. ed. São Paulo: Melhoramentos, 1978.

DOS REIS, Luciano Gomes; PATON, Claudecir; NOGUEIRA, Daniel Ramos. Estilos de aprendizagem: uma análise dos alunos do curso de ciências contábeis pelo método Kolb. Enfoque: Reflexão Contábil, Maringá, PR, v. 31, n. 1, p. 53-66, 2012.

FERRETE, Anne Alilma Silva Souza; FERRETE, Rodrigo Bozi. As tecnologias móveis digitais nos cursos de licenciatura. In: VI Congresso Brasileiro de Informática na Educação (CBIE). Anais eletrônicos [...] Porto Alegre, 2017.

KENSKI, Vani Moreira. Educação e tecnologias o novo ritmo da informação. - 8º Ed.- Campinas, São Paulo: Papirus, 2012.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. (Trad. Carlos Irineu da Costa). São Paulo: Editora 34, 2009.

LITWIN, Edith (org.). Tecnologia educacional: política, histórias e propostas. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

MILARÉ, Edis. Direito do ambiente – A gestão ambiental em foco. 5.ed. São Paulo: Tribunais, 2007.

MORAES, Maria Cândida. Reencantando a educação a partir de novos paradigmas da ciência. PUC/SP/Brasil. Out, 2004.

MORAES, Maria Cândida. A formação do educador a partir da complexidade e da transdisciplinaridade. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, PR, v. 7, n. 22, p. 13-38, 2007.

MORAES, Maria Cândida. Pensamento eco-sistêmico: educação, aprendizagem e cidadania no século XXI. Vozes, 2008.

MORAN, José. Educação Híbrida Um conceito-chave para a educação, hoje. In: BACICH, Lilian; NETO, Adolfo Tanzi; TREVISANI, Fernando de Mello. Ensino Híbrido Personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015. 2ª reimpressão, 2017.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. Tradução de Catarina Eleonora F. da Silva e Jeanne Sawaya. Revisão técnica de Edgard de Assis Carvalho. Brasília: UNESCO, 2000.

NÓVOA, António. (Org). Vida de professores. Porto: Porto Ed. 1992. Pg. 111-140.

NÓVOA, António. (Org). Profissão professor. 2 ed. Porto: Porto Ed., 1995, p. 13-34.

NÓVOA, António. Desafios do trabalho do professor no mundo contemporâneo. Sinpro, SP, 2007.

PRENSKY, Marc. Nativos digitais, imigrantes digitais. On the horizon, v. 9, n. 5, p. 1-6, 2001.

PRENSKY, Marc. Homo sapiens digital: dos imigrantes e nativos digitais à sabedoria digital. Conectados no ciberespaço. São Paulo: Paulinas, p. 101-116, 2012.

RICHARDSON, Roberto Jarry. Pesquisa social: métodos e técnicas. Colaboração Dietmar Klaus Pfeiffer. – 4. ed. rev., atual. e ampl. – São Paulo: Atlas, 2017.

SALDANHA, Cláudia Camargo; ZAMPRONI Eliete C. Berti; BATISTA, Maria Lourdes Arapongas. Semana Pedagógica-Estilos de aprendizagem. Paraná, 2016. Disponível em: <http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/sem_pedagogica/julho_2016/dee_anexo1.pdf>. Acesso em: 12 de dez. de 2020.

SAMPIERI, Roberto Hernandez; COLLADO, Carlos Fernández; LUCIO, Maria Del Pilar Baptista. Metodologia de pesquisa. 5. ed. Porto Alegre: Penso, 2013.

SANTAELLA, Lucia. Culturas e artes do pós-humano: da cultura das mídias à cibercultura. São Paulo: Paulus, 2003.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 17. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014. 5ª reimpressão, 2019.

VALENTE, José Armando. O ensino híbrido veio para ficar. In: BACICH, Lilian; NETO, Adolfo Tanzi; TREVISANI, Fernando de Mello. Ensino Híbrido Personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015. 2ª reimpressão 2017.

VARK-LEARN. A Brief Biography of Neil D. Fleming. Disponível em: http://www.vark-learn.com/. Acesso em: 20 de dez. de 2020.

VASCONCELOS, Alana D. Trilhando caminhos da formação profissional sobre as tecnologias digitais de informação e comunicação no curso de Pedagogia da Universidade Federal De Sergipe. (Tese de Doutorado) Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Sergipe. 2020.

Downloads

Publicado

2022-06-09

Como Citar

VASCONCELOS, A.; FERRETE, A. A. S. S. .; SANTOS, W. L. . Os saberes profissionais dos pedagogos e as tecnologias digitais na Universidade Federal de Sergipe. Práxis Educacional, [S. l.], v. 18, n. 49, p. e10649, 2022. DOI: 10.22481/praxisedu.v18i49.10649. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/10649. Acesso em: 2 jul. 2022.