Diversidade e inclusão nas turmas multisseriadas das Escolas das Águas do Pantanal (Brasil)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/praxisedu.v18i49.10808

Palavras-chave:

educação inclusiva, condições de acesso e permanência na escola, classe multisseriada

Resumo

A organização escolar multisseriada está presente nas Escolas das Águas, na região rural do Pantanal sul-mato-grossense. Este artigo tem como objetivo analisar as condições de diversidade e de inclusão nesse contexto. Para o desenvolvimento do trabalho foi realizada uma pesquisa de abordagem qualitativa, de natureza exploratória, para conhecer opiniões e sentidos de professores dessas unidades escolares. As técnicas de coleta de dados empíricos envolveram observação das atividades na sede administrativa e em Escolas das Águas e entrevistas semiestruturadas com 20 professores dessas escolas, que foram gravadas e transcritas. Os dados foram sistematizados em dois eixos: contextualização das Escolas das Águas do Pantanal; e descrição e análise do trabalho docente em turmas multisseriadas dessas escolas, enfatizando a diversidade e a inclusão. O material empírico foi analisado em interlocução com a literatura especializada, sob o entendimento de que o discurso e o pensamento individual são construções sociais. Verificou-se que a situação de inclusão é vista como um desafio a mais nas classes multisseriadas. No entanto, há formas interessantes de organização do trabalho pedagógico nesse contexto. Conclui-se que a coeducação dos alunos de diferentes idades e “níveis” de conhecimento pode deixar de ser vista em referência à escola seriada (ou anual) e pode ser uma forma de criação e formação humana, uma resistência frente à escola fragmentada e multifacetada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Washington Cesar Shoiti Nozu, Universidade Federal da Grande Dourados - Brasil

Doutor em Educação pela UFGD. Docente na UFGD; Programa de Pós-Graduação em Educação. Contribuição de autoria: Investigação, Escrita, Revisão e Edição. Lattes: http://lattes.cnpq.br/4755838697434676

Mônica de Carvalho Magalhães Kassar, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - Brasil

Doutora em Educação pela UNICAMP. Docente na UFMS; Programa de Pós-Graduação em Educação. Bolsista do CNPq, PQ2. Contribuição de autoria: Supervisão, Escrita, Revisão e Edição. Lattes: http://lattes.cnpq.br/1429290076961055

Referências

ANTUNES-ROCHA, Maria Isabel; HAGE, Salomão Mufarrej. Apresentação. In: ANTUNES-ROCHA, Maria Isabel; HAGE, Salomão Mufarrej (org.). Escola de direito: reinventando a escola multisseriada. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. p. 15-19.

ARROYO, Miguel Gonzalez. A escola do campo e a pesquisa do campo: metas. In: MOLINA, Mônica Castagna (org.) Brasil. Ministério do Desenvolvimento Agrário. Educação do Campo e Pesquisa: questões para reflexão. Brasília: Ministério do Desenvolvimento Agrário, 2006.

ARROYO, Miguel Gonzalez. Escola: terra de direito. In: ANTUNES-ROCHA, Maria Isabel; HAGE, Salomão Mufarrej (org.). Escola de direito: reinventando a escola multisseriada. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2010. p. 9-14.

BAKHTIN, Mikhail Mikhailovich. Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: HUCITEC, 1988.

BAKHTIN, Mikhail Mikhailovich. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

BRASIL. Censo Escolar da Educação Básica 2018: caderno de instruções. Brasília: INEP/MEC, 2018.

CAMINHA, Ana Flora. Patrimônio natural da humanidade, Pantanal guarda biodiversidade única. Ministério do Meio Ambiente. Outubro, 2010. Disponível em: https://www.mma.gov.br/informma/item/6622-patrimonio-natural-da-humanidade-pantanal-guarda-biodiversidade-unica. Acesso em: 20 ago. 2020.

CARDOSO, Maria Angélica; JACOMELI, Mara Regina Martins. Considerações sobre as escolas multisseriadas: estado da arte. Educere et Educare, v. 5, n. 9, p. 267-290, jan./jun. 2010. DOI: 10.17648/educare.v5i9.3878. Disponível em: http://e-revista.unioeste.br/index.php/educereeteducare/article/viewFile/3878/3803. Acesso em: 19 maio 2020.

CORDEIRO, Celso Alberto da Cunha. A educação inclusiva na perspectiva dos professores: a ponta do iceberg. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2003.

CORUMBÁ. Lei n. 2.263, de 24 de agosto de 2012. Cria o Programa Povo das Águas, de atendimento às comunidades situadas nas regiões das águas do município de Corumbá. Diário Oficial de Corumbá: Corumbá, MS, ano 1, n. 44, p. 1-2, 27 ago. 2012.

CORUMBÁ. Plano Municipal de Educação 2015-2025. Corumbá, MS: Secretaria Municipal de Educação, 2015.

CORUMBÁ. Secretaria Municipal de Educação. Escola Municipal Rural de Educação Integral Polo Porto Esperança e Extensões. Regimento Escolar. Corumbá: SEMED, 2017a.

CORUMBÁ. Secretaria Municipal de Educação. Escola Municipal Rural de Educação Integral Polo Porto Esperança e Extensões. Projeto Político Pedagógico. Corumbá: SEMED, 2017b.

CORUMBÁ. Pasta de informações do ano corrente. Secretaria das Escolas das Águas. Corumbá: Secretaria das Escolas das Águas, 2019. (Mimeo).

DESLAURIERS, Jean-Pierre; KÉRISIT, Michèle. O delineamento de pesquisa qualitativa. In: POUPART, Jean; DESLAURIERS, Jean-Pierre; GROULX, Lionel-H.; LAPERRIÈRE, Anne; MAYER, Robert; PIRES, Álvaro P. (org.). A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2014. p. 127-153.

EVANGELISTA, Olinda; TRICHES, Jocemara. Curso de Pedagogia, organizações multilaterais e o superprofessor. Educar em Revista, Curitiba, n. 45, p. 185-198, set. 2012. DOI: 10.1590/S0104-40602012000300013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602012000300013&lng=en&nrm=isso. Acesso em: 20 ago. 2020.

GARCIA, Rosalba Maria Cardoso. Políticas para a educação especial e as formas organizativas do trabalho pedagógico. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v. 12, n. 3, p. 299-316, set./dez. 2006. DOI: 10.1590/S1413-65382006000300002. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rbee/v12n3/01.pdf. Acesso em: 7 maio 2020.

HAGE, Salomão Antônio Mufarrej; BARROS, Oscar Ferreira. Currículo e educação do campo na Amazônia: referências para o debate sobre a multisseriação na escola do campo. Espaço do Currículo, v. 3, n. 1, p.348-362, mar./set. 2010. DOI: 10.15687/rec.v3i1.9097. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/rec/article/view/9097. Acesso em: 5 maio 2020.

KASSAR, Mônica de Carvalho Magalhães; REBELO, Andressa Santos; RONDON, Marcelo Messias; ROCHA FILHO, José Fonseca da. Educação especial na perspectiva da educação inclusiva em um município de Mato Grosso do Sul. Cadernos CEDES, Campinas, v. 38, n. 106, p. 299-313, Dez. 2018. DOI: 10.1590/CC0101-32622018199077. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622018000300299&lng=en&nrm=isso. Acesso em: 15 ago. 2020.

MATO GROSSO DO SUL. Plano Estadual de Educação de Mato Grosso do Sul (2014-2024). Campo Grande: SED/MS, 2014.

MATO GROSSO DO SUL. Orientações Pedagógicas para Salas Multianuais das Escolas do Campo. Campo Grande: SED/MS, 2020.

MATOS, Selma Norberto; MENDES, Enicéia Gonçalves. A proposta de inclusão escolar no contexto nacional de implementação das políticas educacionais. Práxis Educacional, Vitória da Conquista, v. 10, n. 16, p. 35-59, jan./jun. 2014. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/762. Acesso em: 20 maio 2021.

MELO, Rogério Zaim de; DUARTE, Rosalia Maria; SAMBUGARI, Marcia Regina do Nascimento. Jogar e brincar das crianças pantaneiras: um estudo em uma “escola das águas”. Pro-Posições, Campinas, v. 31, p. 1-26, 2020. DOI: 10.1590/1980-6248-2018-0052. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73072020000100504. Acesso em: 20 ago. 2020.

MENEZES, Ebenezer Takuno de; SANTOS, Thais Helena dos. Verbete classes multisseriadas. Dicionário Interativo da Educação Brasileira - Educabrasil. São Paulo: Midiamix, 2001. Disponível em: https://www.educabrasil.com.br/classes-multisseriadas/. Acesso em: 22 ago. 2020.

MERCÊS, Ronielson Santos das; OLIVEIRA, Ivanilde Apoluceno de. A educação inclusiva em escolas multisseriadas do campo na Amazônia paraense. Interfaces da Educação, Paranaíba, v. 9, n. 27, p. 418-442, 2018. DOI: 10.26514/inter.v9i27.2956. Disponível em: https://periodicosonline.uems.br/index.php/interfaces/article/view/2956. Acesso em: 10 maio 2020.

MORAES, Edel; BARROS, Oscar Ferreira; HAGE, Salomão Mufarrej; CORRÊA, Sérgio Roberto Moraes. Transgredindo o paradigma (multi)seriado nas escolas do campo. In: ANTUNES-ROCHA, Maria Isabel; HAGE, Salomão Mufarrej (org.). Escola de direito: reinventando a escola multisseriada. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2010. p. 399-416.

NOZU, Washington Cesar Shoiti; KASSAR, Mônica de Carvalho Magalhães. Inclusão em Escolas das Águas do Pantanal: entre influências globais e particularidades locais. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 33, 2020. DOI: 10.5902/1984686X49204. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/49204. Acesso em: 23 maio 2021.

NOZU, Washington Cesar Shoiti; REBELO, Andressa Santos; KASSAR, Mônica de Carvalho Magalhães. Desafios da gestão nas Escolas das Águas. RPGE – Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 24, n. esp. 2, p. 1054-1067, set. 2020. DOI: 10.22633/rpge.v24iesp2.14331. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/14331. Acesso em: 22 maio 2021.

OLIVEIRA, Ivanilde Apoluceno de; FRANÇA, Maria do Perpétuo Socorro Avelino de; SANTOS, Tania Regina Lobato dos (org). Educação em classes multisseriadas: singularidade, diversidade e heterogeneidade. Belém: EDUEPA, 2011. v. 1.

PACHECO, José; PACHECO, Maria de Fátima. Escola da Ponte: uma escola pública em debate. [Livro eletrônico]. São Paulo: Cortez, 2015.

PARENTE, Cláudia da Mota Darós. Escolas multisseriadas: a experiência internacional e reflexões para o caso brasileiro. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, v. 22, n. 82, p. 57-88, jan./mar. 2014. DOI: 10.1590/S0104-40362014000100004. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-40362014000100004&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 20 ago. 2020.

PERONI, Vera Maria Vidal; OLIVEIRA, Regina Tereza Cestari de; FERNANDES, Maria Dilnéia Espíndola. Estado e terceiro setor: as novas regulações entre o público e o privado na gestão da educação básica brasileira. Educação & Sociedade, Campinas, v. 30, n. 108, p. 761-778, out. 2009. DOI: 10.1590/S0101-73302009000300007. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302009000300007&lng=en&nrm=isso. Acesso em: 20 ago. 2020.

PROFESSORA ANGÉLICA – ESCOLA PORTO ESPERANÇA. Entrevista concedida a Washington Cesar Shoiti Nozu. [dez. 2019]. Corumbá, MS, 2019. 1 arquivo .mp3 (28 min.).

PROFESSOR ANTÔNIO – ESCOLA PORTO ESPERANÇA. Entrevista concedida a Washington Cesar Shoiti Nozu. [dez. 2019]. Corumbá, MS, 2019. 1 arquivo .mp3 (61 min.).

PROFESSORA CLARICE – ESCOLA SANTA MÔNICA. Entrevista concedida a Washington Cesar Shoiti Nozu. [dez. 2019]. Corumbá, MS, 2019. 1 arquivo .mp3 (56 min.).

PROFESSOR CLÉBER – ESCOLA NAZARÉ. Entrevista concedida a Washington Cesar Shoiti Nozu. [dez. 2019]. Corumbá, MS, 2019. 1 arquivo .mp3 (27 min.).

PROFESSORA FÁTIMA – ESCOLA PORTO ESPERANÇA. Entrevista concedida a Washington Cesar Shoiti Nozu. [dez. 2019]. Corumbá, MS, 2019. 1 arquivo .mp3 (41 min.).

PROFESSORA JUSSARA – ESCOLA SANTA AURÉLIA. Entrevista concedida a Washington Cesar Shoiti Nozu. [dez. 2019]. Corumbá, MS, 2019. 1 arquivo .mp3 (29 min.).

PROFESSORA MARÍLIA – ESCOLA NAZARÉ. Entrevista concedida a Washington Cesar Shoiti Nozu. [dez. 2019]. Corumbá, MS, 2019. 1 arquivo .mp3 (20 min.).

PROFESSORA NATÁLIA – ESCOLA SÃO LOURENÇO. Entrevista concedida a Washington Cesar Shoiti Nozu. [dez. 2019]. Corumbá, MS, 2019. 1 arquivo .mp3 (30 min.).

PROFESSOR PEDRO – ESCOLA NAZARÉ. Entrevista concedida a Washington Cesar Shoiti Nozu. [dez. 2019]. Corumbá, MS, 2019. 1 arquivo .mp3 (26 min.).

RIBEIRO, Mara Aline; MORETTI, Edvaldo César. Pantanal/MS/Brasil: a construção de novas geografias. In: XII COLOQUIO INTERNACIONAL DE GEOCRÍTICA. LAS INDEPENDENCIAS Y CONSTRUCCIONES DE ESTADOS NACIONALES: PODER, TERRITORIALIZACIÓN, SIGLOS XIX-XX. Bogotá, maio, 2012. p. 1-11. Disponível em: http://www.ub.edu/geocrit/coloquio2012/actas/01-M-Ribeiro.pdf. Acesso em: 20 jun. 2020.

SILVA, João dos Santos Vila da; ABDON, Myrian de Moura. Delimitação do Pantanal brasileiro e suas sub-regiões. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 33, Número Especial, p. 1703-1711, out. 1998.

SOUZA, Aline Serafim Almeida de; SILVESTRE, Diogo Souza; BASTOS, Jonice Henrique; VIEIRA, Juliana Alessandra Maluf C. L.; CONCEIÇÃO, Larissa Alvarenga S.; BOVO, Laura Mandatto; TOSTA, Maria Helena Alves; CASTRO, Mariana Lobo de; SANTOS, Sebastiana Belmira da Silva; AVELAR, Tânia de Paula. Potencialidades e dificuldades da educação em turmas multianuais nos territórios de Paraty. In: BICALHO, Ramofly; ARAÚJO, Fabiana de Carvalho Dias; CAMPOS, Marília Lopes de; FALEIRO, Wender (org.). Classes multisseriadas, práticas pedagógicas e estudo da realidade nas escolas do campo do Estado do Rio de Janeiro. Goiânia: Kelps, 2020. p. 52-81.

VASCONCELOS, Maria Eliane de Oliveira; ALBARADO, Edilson da Costa. Identidade cultural ribeirinha e práticas pedagógicas. Jundiaí: Paco Editorial, 2015.

ZERLOTTI, Patrícia Honorato. Os saberes locais dos alunos sobre o ambiente natural e suas implicações no currículo escolar: um estudo na escola das águas – extensão São Lourenço, no Pantanal de Mato Grosso do Sul. 2014. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Católica Dom Bosco, Campo Grande, 2014.

Downloads

Publicado

2022-08-23

Como Citar

NOZU, W. C. S.; KASSAR, M. de C. M. Diversidade e inclusão nas turmas multisseriadas das Escolas das Águas do Pantanal (Brasil). Práxis Educacional, [S. l.], v. 18, n. 49, p. e10808, 2022. DOI: 10.22481/praxisedu.v18i49.10808. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/10808. Acesso em: 30 nov. 2022.