REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DO CONCEITO DE TEMPO POR PROFESSORES DO PRIMEIRO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL I

Autores

  • Nilma Margarida de Castro Crusoé Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - Brasil
  • Laís dos Santos Sampaio Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - Brasil
  • Lícia de Souza Leão Maia Universidade Federal de Pernambuco - Brasil

DOI:

https://doi.org/10.22481/praxis.v14i27.2923

Palavras-chave:

Palavras-chave: Conceito de tempo. Ensino Fundamental I. Representação Social.

Resumo

Esse artigo tem como objetivo apresentarresultados de pesquisa sobre as representações sociais do conceito de tempo, por professores do primeiro ano do Ensino Fundamental I, de uma cidade do interior da Bahia. Foi utilizada, como aporte teórico metodológico, a Teoria das Representações Sociais, por entendermos que a forma como as professoras representam o conceito de tempo guiam a ação delas, junto às crianças, na sala de aula. Participaram do estudo quarenta e cinco professoras do primeiro ano do ensino fundamental I. Os dados foram coletados pelo Questionário de Associação Livre (Q.A.L.). Os resultados apontaram representações próximas das dimensões religiosa e econômica, evidenciando-se a presença de um conhecimento de senso comum, próximo da realidade das professoras e a ausência de conhecimento cientifico piagetiano, acerca da construção da noção de tempo, pela criança.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lícia de Souza Leão Maia, Universidade Federal de Pernambuco - Brasil

 

 

 

 

 

 

 

 

Downloads

Publicado

2018-03-06

Como Citar

CRUSOÉ, N. M. de C.; SAMPAIO, L. dos S.; LEÃO MAIA, L. de S. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DO CONCEITO DE TEMPO POR PROFESSORES DO PRIMEIRO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL I. Práxis Educacional, [S. l.], v. 14, n. 27, 2018. DOI: 10.22481/praxis.v14i27.2923. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/2923. Acesso em: 26 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos