A CONSTITUIÇÃO DO SUJEITO:

VIGOTSKI E A PERSPECTIVA HISTÓRICO-CULTURAL

Autores

  • Eudes Alencar Centro Universitário do Rio Grande do Norte - Brasil
  • Rosangela Francischini Universidade Federal do Rio Grande do Norte - Brasil

DOI:

https://doi.org/10.22481/praxis.v14i27.2929

Palavras-chave:

Palavras-chave: Constituição do sujeito. Intersubjetividade. Linguagem.

Resumo

Este artigo apresenta os princípios da Psicologia Histórico-Cultural sobre a concepção de sujeito, fundamentada nas ideias de Vigotski. O texto aborda os pressupostos históricos, epistemológicos e ontológicos desta abordagem em Psicologia, destacando, em um segundo momento, os postulados fundamentais da mesma sobre os Processos Psicológicos Superiores (PPS) e a mediação semiótica. Para tanto, o estudo da linguagem ganha destaque aqui, por atravessar todos os conceitos da Psicologia Histórico-cultural, tornando-se fundamental para discutirmos o propósito deste artigo. Em suma, o trabalho destaca a concepção de um sujeito constituído e construído socialmente, sendo, portanto, historicamentedeterminado e culturalmente inserido em contextos específicos.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eudes Alencar, Centro Universitário do Rio Grande do Norte - Brasil

 

 

Rosangela Francischini, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - Brasil

 

 

 

 

Downloads

Publicado

2018-03-06

Como Citar

ALENCAR, E.; FRANCISCHINI, R. A CONSTITUIÇÃO DO SUJEITO:: VIGOTSKI E A PERSPECTIVA HISTÓRICO-CULTURAL. Práxis Educacional, [S. l.], v. 14, n. 27, 2018. DOI: 10.22481/praxis.v14i27.2929. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/2929. Acesso em: 26 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos