Trabalho e educação frente às novas determinações da crise estrutural do capitalismo

Autores

  • Lúcia Aranha Doutora em Educação
  • Neuza Severo Ribeiro Dias Mestranda em Educação pela Universidade Federal de Sergipe

Palavras-chave:

Educação, Capitalismo

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo desenvolver algumas reflexões sobre o trabalho e a educação na Contemporaneidade, à luz das determinações subjacentes aos fenômenos característicos da crise estrutural do capitalismo, desencadeada no pós-70 do século XX, procurando apreender a rede de mediações e causalidades que lhe dão sentido e materialidade. Para tanto, procuramos recuperar a perspectiva ontológicosocial de Marx para captar o empiricamente posto, a aparência, ultrapassá-la, até atingir a essência, o concreto em suas múltiplas determinações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2005-08-01

Como Citar

ARANHA, L.; DIAS, N. S. R. . Trabalho e educação frente às novas determinações da crise estrutural do capitalismo. Práxis Educacional, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 39-55, 2005. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/479. Acesso em: 4 jul. 2022.

Edição

Seção

Dossiê temático