Trabalho docente e relações de gênero: implicações sobre a política de formação de professores

Autores

  • Ennia Débora Passos Braga Pires
  • Soraya Mendes Rodrigues Adorno
  • Reginaldo Santos Pereira
  • Soraia Chafic El Kfouri Salerno

Palavras-chave:

Docência, Gênero, Políticas de formação, Profissionalização do educador

Resumo

Este ensaio tem como objetivo apresentar uma breve discussão acerca do trabalho docente tendo como eixo norteador a categoria gênero. Oferece, também, alguns elementos para reflexão sobre as tendências das políticas de formação de professores, no âmbito da reforma educacional implementada nos anos noventa. Concordante de que essas políticas tendem a seguir as orientações do Banco Mundial correlacionadas a outros fatores de ordem macroeconômica, acrescenta a hipótese de que as relações de gênero podem influenciar na condução e implementação dessas políticas, por ser, no Brasil, o magistério uma atividade predominantemente feminina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2005-07-16

Como Citar

PIRES, E. D. P. B.; ADORNO, S. M. R.; PEREIRA, R. S.; SALERNO, S. C. E. K. Trabalho docente e relações de gênero: implicações sobre a política de formação de professores. Práxis Educacional, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 217-230, 2005. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/490. Acesso em: 24 set. 2021.