O não-lugar da pessoa idosa na educação

Autores

  • Rouseane da Silva Paula

Palavras-chave:

Exclusão social, Educação, Idosos

Resumo

O envelhecimento crescente da população brasileira é tema do artigoque ora apresentamos. Neste discutimos a questão da velhice e o sofrimentosimbólico fruto do discurso hegemônico que valoriza a juventude. Abordamos a segregação sofrida pelos idosos que têm seus direitos promulgados pelaspolíticas públicas, mas não efetivados, em especial, no que se refere ao direitoà educação. Discorremos sobre o processo de exclusão dos indivíduos que setornam inativos para o mundo do trabalho: os aposentados. A intenção principaldeste trabalho de pesquisa, além de sistematizar subsídios sobre uma temáticapouco explorada, é contribuir para a denúncia das injustiças e o anúncio dealternativas. O foco dos nossos estudos são as iniciativas no campo educacional,de natureza governamental, voltadas para a pessoa idosa. Este é um estudo denatureza descritiva e exploratória sobre as instituições públicas que atendemidosos, na cidade do Natal/RN. Após as primeiras visitas às instituições,estamos analisando os dados coletados através de um questionário aplicadonos dois centros de convivência, mantidos pelo Movimento de Integração e Orientação Social (MEIOS). Os dados da pesquisa mostraram a importância de conhecer o perfil das idosas como maneira de formular propostas educativaseficazes. Ousamos ainda apontar a educação das novas gerações como viapossível para a mudança efetiva de práticas e crenças que incitam a busca dajuventude eterna.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

PAULA, R. da S. O não-lugar da pessoa idosa na educação. Práxis Educacional, [S. l.], v. 5, n. 7, p. 29-43, 2010. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/604. Acesso em: 7 dez. 2021.