JUVENTUDE E FORMAÇÃO PROFISSIONAL DO CAMPO: RUPTURAS, CONTRADIÇÕES E CULTURA POLÍTICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/rpe.v16i43.6326

Palavras-chave:

Trabalho, Formação, Juventude rural

Resumo

O texto discute dimensões da pesquisa realizada entre 2016-2018 com financiamento do CNPq sobre juventude e formação para o trabalho no campo a partir da análise do perfil de jovens estudantes do Ensino Médio Subsequente frente aos desafios conjunturais que se instalaram nos anos de acirramento da política educacional no Brasil entre 2016 e 2018, levando em conta a consequente instabilidade dessas políticas para assistência e permanência da juventude nas instituições públicas da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica que resultou em grande parte em um cenário de evasão escolar evidenciada ao longo do processo da pesquisa. Na metodologia da pesquisa, foram utilizados questionários individuais para levantamento do perfil socioeducacional dos sujeitos, etapa seguida pela realização de grupo focal para discussão das categorias: juventude, trabalho e campo. No que concerne ao fenômeno da evasão discente, os resultados apontaram que os sujeitos da pesquisa o compreendem a partir de uma visão meritocrática do cenário, atribuindo-o exclusivamente às condições individuais do estudante, o que pode sinalizar como os sujeitos percebem seus processos de formação distanciados da concepção de políticas educacionais como direito e do cenário de instabilidade socioeconômica que avançava nas condições familiares.

 

Biografia do Autor

Luciane Ferreira de Abreu, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano - Brasil

Mestre em Educação pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS); Pedagoga no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano – campus Alagoinhas (BA). Membro do grupo de Pesquisa Educação do Campo/UEFS e do Grupo de Pesquisa em Educação, Anticolonialismo, Linguagens e Subjetividades do IF Baiano.

Ludmila Oliveira Holanda Cavalcante, Universidade Estadual de Feira de Santana - Brasil

Doutora em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA); Professora Titular do Departamento de Educação e professora do Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Membro do grupo de Pesquisa Educação do Campo/UEFS.

Fabio Dantas de Souza Silva, Universidade Estadual de Feira de Santana - Brasil

Doutor em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA); Professor Titular do Departamento de Educação e professor do Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Membro do grupo de Pesquisa Educação do Campo/UEFS.

Referências

ABRAMO, Helena Wendel. Condição juvenil no Brasil contemporâneo. In: ABRAMO, H.; BRANCO, P.P.M. Retratos da juventude brasileira: análises de uma pesquisa nacional. São Paulo: Instituto Cidadania; Fundação Perseu Abramo, 2005. p. 37-73.

ARROYO, Miguel Gonzalez; CALDART, Roseli Salete; MOLINA, Mônica Castagna (Org.). Por uma educação do campo. Petrópolis, RJ: Vozes, 2004.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Parecer CEB No 36/2001. Diretrizes Operacionais para Educação Básica nas Escolas do Campo, 2002. Disponível em http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/EducCampo01.pdf. Acesso em: 30 ago. 2019

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica.

Documento Orientador para a Superação da Evasão e Retenção na Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. Brasília, DF, 2014. Disponível em http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=110401 -documento-orientador-evasao-retencao-vfinal&category_slug=abril-2019- pdf&Itemid=30192. Acesso em: 24 jan. 2020

BRASIL. Ministério da Educação. Plataforma Nilo Peçanha. Brasília: MEC/SETEC, 2018-2019. Disponível em: https://www.plataformanilopecanha.org/. Acesso em: 21 jan. 2020.

“CAMINHOS DO TRABALHO”. Direção: CAVALCANTE, Ludmila Oliveira Holanda; ABREU; Luciane Ferreira; SILVA, Fábio Dantas Silva. Financiamento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Apoio Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Instituto Federal Baiano (IF Baiano) Campus Catu. Produção: Volney Meneses. Feira de Santana. Bahia. Dezembro de 2018. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=t8ul9TBUmjg&feature=youtu.be

CASTRO, Elisa Guaraná. Juventude Rural no Brasil: processos de exclusão e a construção de um ator político. Revista LatinoAmericana de Ciencias Sociales, Niñez e Juventud. Vol. 7, No 1, Enero –Junio 2009, Colômbia, 2009a. Disponível em http://revistaumanizales.cinde.org.co/index.php/Revista-Latinoamericana/issue/view/10. Acesso em: 12 jul. 2018

CASTRO, Elisa Guaraná et al. Os jovens estão indo embora?: juventude rural e a construção de um ator político. Rio de Janeiro: Mauad X; Seropédica, RJ : EDUR, 2009

COMISSÃO ORGANIZADORA JOIF - Jogos Internos do IF Baiano Catu. Nota JOIF 2016. Catu, 21/10/16

DAYRELL, Juarez Tarcísio; JESUS, Rodrigo Ednilson de. Juventude, Ensino Médio e os processos de exclusão escolar. Educação e Sociedade, Campinas, v. 37, no. 135, abr.-jun., 2016. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/es/v37n135/1678-4626-es-37-135-00407.pdf.

DAYRELL, Juarez Tarcísio. A escola faz juventudes?: reflexões em torno da socialização juvenil. Educação & Sociedade, Campinas, v. 28, n. 100, p.1105-1128, out. 2007.

FERNANDES, Bernardo Mançano. Os campos da pesquisa em educação do campo: espaço e território como categorias essenciais. I Encontro Nacional de Pesquisa em Educação do Campo, Brasília. 2005. Disponível em http://portal.mec.gov.br/secad/arquivos/pdf/educacaodocampo/artigo_bernardo.pdf. Aceso em: 05 abr. 2019

GEELS – Grêmio Estudantil Edson Luís Souto. Ofício No 42/2016. Ocupação estudantil em prol de um país digno. Catu, 19/10/16

GONDIM, Sônia Maria Guedes. Grupos focais como técnica de investigação qualitativa: desafios metodológicos. Paidéia, 2003, 12(24), 149-16. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/paideia/v12n24/04.pdf. Acesso em: 03 out. 2018

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais. Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018. 2018a. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ba/Catu/panorama. Acesso em: 06 abr. 2019.

_______. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua. Educação 2017. Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento. 2018b. Disponível em https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101576_informativo.pdf. Acesso em: 06 dez. 2019

IF BAIANO – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Federal Baiano. Plano Estratégico Institucional para a Permanência e Êxito dos Estudantes. Salvador, 2016. Disponível em: https://ifbaiano.edu.br/portal/ensino/wp- content/uploads/sites/2/2016/06/PLANO_OFICIAL_13_DE_JUNHO.pdf. Acesso em: 05 jan. 2020

IF BAIANO - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Federal Baiano. Relatório de Gestão 2016. Salvador, 2016. Disponível em: file:///C:/Users/usuario/Downloads/Relat%C3%B3rio-de-Gest%C3%A3o-2016.pdf

IF BAIANO - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Federal Baiano. Relatório de Gestão 2019. Salvador, 2019. Disponível em: file:///C:/Users/usuario/Downloads/RG- 2019-27.08.2020-TCU.pdf

INEP - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Resumo Técnico: Censo da Educação Básica 2018 [recurso eletrônico]. – Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2019. Disponível em: file:///C:/Users/usuario/Downloads/Resumo%20T%C3%A9cnico%20- %20Censo%20da%20Educa%C3%A7%C3%A3o%20B%C3%A1sica%202018%20(1).pdf. Acesso em: 02 abr. 2019.

KUENZER, Acacia Zeneida. Sistema educacional e a formação de trabalhadores: a desqualificação do Ensino Médio Flexível. Ciência & Saúde Coletiva, 25(1):57-66, 2020.

LEÃO, Geraldo; ANTUNES-ROCHA, Maria Isabel. (Org.). Juventudes do campo. Belo Horizonte: Autêntica, 2015.

MOTTA, Vânia Cardoso da; FRIGOTTO, Gaudêncio. Por que a urgência da reforma do ensino médio? Medida provisória no 746/2016 (lei no 13.415/2017) Educ. Soc., Campinas, v. 38, no. 139, p.355-372, abr.-jun., 2017.

MORAES, Gustavo Henrique et. al. Plataforma Nilo Peçanha: guia de referência metodológica. Brasília: ed. Evobiz, 2018. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/1WLWTxdjNej448_VMVGsbC-wLMiT7r-9d/view. Acesso em 12 fev. 2020.

SANTOS, Milton. Da totalidade ao lugar. São Paulo: Editora da USP, 2012.

SOUZA, Maria Antônia de. Educação do campo, desigualdades sociais e educacionais. Educação & Sociedade, vol.33, No 120 Campinas Jul/Set. 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302012000300006. Acesso em 30. Nov 2019.

Downloads

Publicado

2020-12-01

Como Citar

Abreu, L. F. de, Cavalcante, L. O. H. ., & Silva, F. D. de S. (2020). JUVENTUDE E FORMAÇÃO PROFISSIONAL DO CAMPO: RUPTURAS, CONTRADIÇÕES E CULTURA POLÍTICA. Práxis Educacional, 16(43), 277-296. https://doi.org/10.22481/rpe.v16i43.6326