O ensino universitário nos últimos dez anos: indicações para um contexto pós-pandêmico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/praxisedu.v17i46.6764

Palavras-chave:

Ensino universitário, Educação pós-pandemia, Formação de professores

Resumo

O estudo buscou analisar as pesquisas desenvolvidas nos últimos dez anos sobre a temática do ensino universitário, para possíveis indicações no contexto educacional pós-pandemia. Para tanto, nos apoiamos na abordagem qualitativa e no levantamento de pesquisas em plataformas nacionais e internacionais nos últimos dez anos. Utilizamos a análise de conteúdos de Bardin (2004). As pesquisas apontam sentidos e significados múltiplos e complexos atribuídos ao ensino universitário advindos da dinamicidade e transformações sociais e históricas. A pandemia revelou novos desafios da formação nas Universidades, pois um novo perfil de profissional passa a ser exigido pela sociedade. Faz-se necessário investimento na formação desses professores, a fim de ressignificar concepções de ensino aprendizagem, currículo, avaliação, políticas, para contribuir com práticas significativas de formação profissional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nathali Gomes Silva, Universidade Federal de Pernambuco – Brasil

Doutorado em Educação (em curso), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)- Brasil; Programa de Pós-Graduação em Educação; Linha de Pesquisa de Formação de Professores e Prática Pedagógica; Bolsista da Fundação de Amparo a Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE).

 

Maria da Conceição Carrilho de Aguiar, Universidade Federal de Pernambuco – Brasil

Pós-Doutorado (concluída), Universidade do Porto (U.Porto) - Portugal; Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)- Brasil; Programa de Pós-Graduação em Educação; Linha de Pesquisa de Formação de Professores e Prática Pedagógica.

Referências

ANASTASIOU, Léa das Graças C. Processos Formativos de Docência Universitária: aspectos teóricos e práticas. In: ALMEIDA, Maria. I. de; PIMENTA, Selma. G. (Orgs.). Pedagogia Universitária: caminhos para a formação de professores. São Paulo: Cortez, 2011. p. 44-74.

ARRIEU-MUTEL, Aline. Les pratiques d'évaluations formatives et verdictives verbales des enseignants: le cas de deux enseignants de sciences-physiques en lycée général en France. 2016. 374f. Tese (Doutorado em Ciências da Educação). Universidade de Toulouse 2. França, 2016. Disponível em http://www.theses.fr/2016TOU20067. Acesso em 15 de nov. de 2019.

BARBOZA, Maria das Graças A. F.; NUNES, Célia Maria. F. A(s) aula(s) universitária(s): Do Altar Sagrado ao Acontecimento. In: 37a ANPED - Associação Nacional de Pós- Graduação e pesquisa em Educação, 2015, Florianópolis. 37a ANPED - Plano Nacional de Educação: Tensões e perspectivas para Educação Pública Brasileira, 2015. p. 72-72. Disponível em http://37reuniao.anped.org.br/wp-content/uploads/2015/02/Trabalho-GT04- 3966.pdf. Acesso em 15 de nov. de 2019.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2004.

BRASIL. Senado Federal. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: no 9394/96. Brasília: 1996. Disponível em http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/leis/L9394.htm. Acesso em 27 de Set. de 2019.

BRASIL. Lei no 6096 de 24 de abril de 2007. Institui o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais – REUNI. Brasília-DF. 2007. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007- 2010/2007/Decreto/D6096.htm. Acesso em 27 de Set. de 2019.

BURKO, Anamaria Durski S. A Representação Social de Professores da Educação Superior e a Repercussão da Formação Pedagógica em sua Prática Docente. In: VIII Jornada Internacional VI Conferência Brasileira Sobre Representações Sociais, 2013, Recife - PE. VIII Jornada Internacional VI Conferência Brasileira Sobre Representações Sociais, 2013.

CAMPELO, Arandi M. Os saberes docentes construídos pelos professores e as práticas de ensino no Curso Superior de Administração da FCAP/UPE. 2011. 293f. Tese (Doutorado). Programa de Pós-graduação em Educação. Universidade Federal de Pernambuco. Recife, 2011. Disponível em https://repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/3837/1/arquivo2569_1.pdf. Acesso em 23 de Nov. de 2019.

CAMPOS, Vanessa T. B. Contribuições de Ações de Formação Contínua para a (Trans)Formação e a Prática Docente na Educação Superior. In: 39a Reunião Nacional daANPEd - Educação Pública e Pesquisa: ataques, lutas e resistências. Rio de Janeiro, 2019. Disponível em http://39.reuniao.anped.org.br/wp-content/uploads/sites/3/trabalhos/5466- TEXTO_PROPOSTA_COMPLETO.pdf. Acesso em 08 de Mar. de 2020.

CRUZ NETO, Otávio. O trabalho de campo como descoberta e criação. In: MINAYO, M. C. de S. (Org.). Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. 26. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007, p. 51-66.

CUNHA, Maria I. da. A Educação Superior e o campo da pedagogia universitária: legitimidades e desafios. In: ISAIA, S. M. de A.; BOLZAN, D. P. de V. (orgs.). Pedagogia universitária e desenvolvimento profissional docente. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2009. p. 349-374.

DESCHAMPS, Jean Claude; MOLINER, Pascal. A Identidade em Psicologia Social: Dos processos identitários às representações sociais. Tradução de Lúcia M. Endlich Orth. 2a ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

ENRICONE, Délcia. Trajetórias institucionais na Educação Superior. In: ISAIA, Silvia M. de A.; BOLZAN, Doris P. de V. (Orgs.). Pedagogia Universitária e desenvolvimento profissional docente. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2009. p, 145-162.

ESPINDOLA, Elisângela; MAIA, Lícia. S. L. Os professores de matemática, os estudantes e os outros professores. In: VII Jornada Internacional e V conferência Brasileira sobre Representações Sociais, 2011, Vitória do Espírito Santo. Teoria das Representações Sociais - 50 anos: memórias, desafios contemporâneos e perspectivas. Vitória ES: GM Gráfica e Editora, 2011. v. 1. p. 105-106.

ESPÍNDOLA, Elisângela B. de M. Profissionalidade docente: um estudo sobre as representações sociais de competência para ensinar matemática de professores brasileiros e franceses. 2014. 313f. Tese (Doutorado). Programa de Pós-graduação em Educação. Universidade Federal de Pernambuco. Recife, 2014. Disponível em https://repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/12992/1/TESE%20Elisangela%20Bastos%20 de%20Melo%20Esp%c3%adndola.pdf. Acesso em 20 de Dez. de 2019.

FRANCO, Maria Amélia R. S.. Didática: uma esperança para as dificuldades pedagógicas do ensino superior?. Práxis Educacional (Online), v. 9, p. 40-60, 2013. Disponível em http://professor.pucgoias.edu.br/SiteDocente/admin/arquivosUpload/5146/material/Didatica% 20M.%20Amelia.pdf. Acesso em 12 de Mar. de 2020.

LAFARGE, David. Analyse didactique de l'enseignement-apprentissage de la chimie organique jusqu'à bac+2 pour envisager sa restructuration. 2011. 206f. Tese (Doutorado em Ciências da Educação). Universidade de Clermont. França, 2011. Disponível em https://www.researchgate.net/publication/50424946. Acesso em 15 de Nov. de 2019.

MINAYO, Maria Cecília de S. Ciência, técnica e arte: o desafio da pesquisa social. In: MINAYO, Maria Cecília de S. (Org.). Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. 26. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007, p. 09-30.

MOSCOVICI, Serge. A Representação Social da Psicanálise. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1978.

MOSCOVICI, Serge. Representações Sociais: Investigações em Psicologia Social. 6. ed. Petrópolis: Vozes, 2009.

NUNES, Terezinha de Souza F. Implicações da política de educação superior de tecnologia na constituição da docência nos cursos de graduação de tecnólogos. 2011. 300 f. Tese (Doutorado). Programa de Pós-graduação em Educação. Universidade Federal de Pernambuco. Recife, 2011. Disponível em https://repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/4166/1/arquivo7579_1.pdf. Acesso em 20 de Dez. de 2019.

OLIVEIRA, Fernanda Lahtermaher. Egressos do Pibid: O Caso de Inserção Profissional de uma Professora de Matemática. In: 39a ANPEd, 2019, Niterói. Anais das Reuniões Nacionais da ANPEd. Rio de Janeiro: ANPEd, 2019. v. 39. p. 1-7. Disponível em http://39.reuniao.anped.org.br/wp-content/uploads/sites/3/trabalhos/4725- TEXTO_PROPOSTA_COMPLETO.pdf. Acesso em 23 de Nov. de 2019.

PAPAHIU, Patrícia C.; FARÍAS, Miguel M. Representaciones de la Interacción Profesores- Alumnos. In: VII Jornada Internacional e V conferência Brasileira sobre Representações Sociais, 2011, Vitória do Espírito Santo. Teoria das Representações Sociais - 50 anos: memórias, desafios contemporâneos e perspectivas. Vitória, 2011.

PAULA, Maria de Fátima de. A Formação Universitária no Brasil: concepções e influências. Avaliação, Campinas, Sorocaba, SP, v. 14, n. 1, p. 71-84, mar./2009. Disponível em https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414- 40772009000100005&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em 12 de Mar. de 2020.

PEREIRA, Camila. S.; REZENDE, Daisy de B. Representações Sociais sobre Química: um estudo na Educação de Jovens e Adultos de São Paulo. In: VII Jornada Internacional e V conferência Brasileira sobre Representações Sociais, 2011, Vitória do Espírito Santo. Teoria das Representações Sociais - 50 anos: memórias, desafios contemporâneos e perspectivas. Vitória, 2011.

POMPEU, Carla. C.; SANTOS, Vinício de M. A Relação de Estudantes Jovens e Adultos com a Matemática: um estudo em turmas de ensino médio no estado de São Paulo. In: 38a Reunião Nacional da ANPEd, 2017, São Luís, MA. 2017. Disponível em http://anais.anped.org.br/sites/default/files/arquivos/trabalho_38anped_2017_GT19_825.pdf. Acesso em 08 de Mar. de 2020.

RAMOS, Kátia. M. C. Reconfigurar a profissionalidade docente universitária: um olhar sobre ações de atualização pedagógico-didática. Porto: U. Porto editorial, 2010.

ROCHA, Áurea M. C. A docência na universidade: influências atribuídas a “professores referência” a partir da formação, construção da identidade profissional e profissionalidade docente. 2014. 257f. Tese (Doutorado). Programa de Pós-graduação em Educação. Universidade Federal de Pernambuco. Recife, 2014. Disponível em https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12986. Acesso em 20 de Mar. de 2020.

RODRIGUES, Paula. E tudo mudou: A pandemia do coronavírus colocou nova lente sobre as relações humanas e nos forçou a dar valor ao cotidiano. ECOA, São Paulo. Abr./2020. Disponível em https://www.uol.com.br/ecoa/reportagens-especiais/coronavirus-afeta-as-relacoes-humanas-e-muda-nosso-conceito-de-normal/#e-tudo-mudou. Acesso em 18 de Mai. de 2020.

SALES, Mônica P. da S.; MACHADO, Laêda B. Docência no Ensino Superior: conteúdo e estrutura das representações sociais de licenciandos. In: XI Congresso Nacional de Educação - EDUCERE, II Seminário Internacional de Representações Sociais, Subjetividade e Educação - SIRSSE e IV Seminário Internacional sobre Profissionalização Docente, 2013, Curitiba. Formação docente e sustentabilidade: um olhar transdisciplinar, 2013. v. 1. Disponível em https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2013/14041_6850.pdf. Acesso em 20 de Dez. de 2019.

SALES, Mônica P. da S. Trabalho docente na educação superior: uma análise a partir da Teoria das Representações Sociais e Ergologia. 2017. 219f. Tese (Doutorado). Programa de Pós-graduação em Educação. Universidade Federal de Pernambuco. Recife, 2017. Disponível em https://repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/26899/1/TESE%20M%c3%b4nica%20Patr% c3%adcia%20da%20Silva%20Sales.pdf. Acesso em 12 de Dez. de 2019.

SILVA, Flávio de L. Representações Sociais sobre Professores de Matemática: a visão do aluno. In: IX Jornada Internacional e VII Conferência Brasileira sobre Representações Sociais, Piauí, 2015.

SILVA, Maria da Conceição V. da. Docência na Educação Superior nas Representações Sociais de Professores de Instituições Pública e Privada: Interfaces com Sentimentos de Identidade Profissional e com Profissionalidade Docente. 2015. 401f. Tese (Doutorado em Educação). Programa de Pós-graduação em Educação. Universidade Federal de Pernambuco. Recife, 2015. Disponível em https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/13895. Acesso em 12 de Mar. de 2020.

SILVA, Nathali. G. da. Representações Sociais de Docência Universitária por Professores das Ciências Exatas e da Natureza da UFPE. 2016. 191f. Dissertação (Mestrado em Educação). Programa de Pós-graduação em Educação. Universidade Federal de Pernambuco. Recife, 2016. Disponível em https://repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/17578/1/Nathali%20Gomes%2005.05.2016% 20para%20BC.UFPE.pdf. Acesso em 12 de Mar. de 2020.

SILVA, Neide M. Sucesso e Insucesso na Educação Superior: As Representações Sociais dos Estudantes do Centro Acadêmico do Agreste. 2010. 201f. Dissertação (Mestrado em Educação). Programa de Pós-graduação em Educação. Universidade Federal de Pernambuco. Recife, 2010. Disponível em https://repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/3822/1/arquivo155_1.pdf. Acesso em 12 de Mar. de 2020.

SILVA, Maria Conceição V.; AGUIAR, Maria Conceição C. de. Sentidos de Profissionalidade Docente Compartilhados por professores da Educação Superior. Educação e Emancipação (UFMA), v. 6, p. 165-186, 2013. Disponível em http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/reducacaoemancipacao/article/view/258 9. Acesso em 20 de Dez. de 2019.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2002.

ZABALZA, Miguel A. O ensino universitário: seu cenário e seus protagonistas. Tradução: Ernani Rosa. Porto Alegre: Artmed, 2004.

Downloads

Publicado

2021-07-01

Como Citar

SILVA, N. G.; AGUIAR, M. da C. C. de. O ensino universitário nos últimos dez anos: indicações para um contexto pós-pandêmico . Práxis Educacional, [S. l.], v. 17, n. 46, p. 1-23, 2021. DOI: 10.22481/praxisedu.v17i46.6764. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/6764. Acesso em: 19 set. 2021.