Valorização profissional docente nos sistemas de ensino de Minas Gerais e Pernambuco

Autores

  • Alexandre William Barbosa Duarte
  • Dalila Andrade Oliveira

Resumo

Acompanha-se, desde as décadas finais do século XX, uma preocupação com a valorização do magistério face à crescente demanda destes profissionais, oriundada expansão da oferta da educação básica no Brasil, e da ameaça de futura escassez de professores em determinadas etapas de ensino em determinadasdisciplinas ou áreas de conhecimento. Organismos internacionais e instituições representativas do professorado ressaltam que são necessárias ações que visem à valorização social da profissão com vistas a uma mudança do atual quadro da força de trabalho do magistério público, haja vista que a dificuldade em atrair e manter bons profissionais no ensino reside, sobretudo, no baixo retorno salarial da carreira, nas condições de trabalho inadequadas nas escolas e no baixo prestígio social da profissão, contrastando com a alta expectativa depositada sobre a atuação dos professores. Tais ações envolvem, dentre outros aspectos, uma política de desenvolvimento profissional docente como possibilidade de progresso na vida profissional, que não se reduza apenas no aspecto formativo, mas que contemple também outros elementos de grande significância, comoo salário, as condições de trabalho e a progressão na carreira. Minas Gerais e Pernambuco têm se destacado no cenário nacional com profundas reformas emseus sistemas de ensino promovidas nas últimas gestões estaduais, apresentando políticas e ações que trazem em seu escopo a necessidade de valorizar os profissionais do ensino. Todavia, o que podemos perceber é que muitas dessas políticas e ações vão na contramão dos objetivos propostos, contribuindo, em grande medida, com um intenso processo de desprofissionalização da carreira.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-06-13

Como Citar

BARBOSA DUARTE, A. W.; OLIVEIRA, D. A. Valorização profissional docente nos sistemas de ensino de Minas Gerais e Pernambuco. Práxis Educacional, [S. l.], v. 10, n. 17, p. 67-97, 2014. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/780. Acesso em: 24 maio. 2022.