ARMAZÉM DE MOMENTOS: UM MEMORIAL COLETIVO ELABORADO POR PROFESSORAS EM FORMAÇÃO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/praxisedu.v17i44.8027

Palavras-chave:

Memorial de formação, Narrativas de formação, Pesquisa (auto)biográfica

Resumo

Este texto foca-se na análise de um memorial coletivo de formação denominado Armazém de Momentos, elaborado por sete professoras das séries iniciais do Ensino Fundamental. O objetivo do estudo foi investigar o modo como o trabalho com narrativas, em contexto formativo, poderia potencializar e revelar movimentos individuais e coletivos de formação. Foram estabelecidos diálogos teóricos com autores que investigam a pesquisa-ação-formação centrada nas narrativas, sobretudo, em histórias de vida, com o apoio do uso de memoriais, bem como com autores que abordam o conceito de símbolo e processo de individuação e processo de grupação, na perspectiva da Psicologia Analítica. A análise das narrativas que compõem o Armazém de Momentos evidenciou que a elaboração de um memorial escrito coletivamente, por professores, desencadeou percursos singulares e coletivos de formação, com pontos de aproximação e também de tensões, mediados pelo uso da linguagem e pela seleção de símbolos que foram construídos ao longo do percurso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ecleide Cunico Furlanetto, Universidade Cidade de São Paulo – Brasil

Doutora em Educação: Psicologia da Educação, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP); UNICID - Brasil; Programa de Pós-Graduação em Educação; Grupo de Pesquisa: Matrizes e formação; narrativas de professores enquanto alunos e professores

Helena Aparecida Verderamis Sellani, Universidade Cidade de São Paulo – Brasil

Mestre em Educação, Universidade Cidade de São Paulo (UNICID); Instituição em que trabalha/estuda- Paí Escola Móbile - Brasil; Grupo de Pesquisa: Matrizes e formação; narrativas de professores enquanto alunos e professores.

Karina Alves Biasoli, Universidade Cidade de São Paulo – Brasil

Doutora em Educação: Psicologia da Educação, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP); UNICID - Brasil; Programa de Pós-Graduação em Educação; Grupo de Pesquisa de pesquisa: Matrizes e formação; narrativas de professores enquanto alunos e professores; Bolsista de Pós-doutorado - CAPES.

Referências

ALARCÃO, Isabel. Prefácio. In: SÁ-CHAVES, Idália (Org.). Percursos de formação e desenvolvimento profissional. Porto: Porto Editora, 1997, p. 07-08.

ALVARADO-PRADA, Luis Eduardo; CAMPOS FREITAS, Thaís; FREITAS, Cinara Aline. Formação continuada de professores: alguns conceitos, interesses, necessidades e propostas. Revista Diálogo Educação. Curitiba, v.10, n.30, p.367-387, maio/ago. 2010.

BARRETO, Sonia Menna. Gravura A Estante. Serigrafia. 1/300. 54,5, 5cmx63,5cm. 1996. Disponível em: < www.papelassinado.com.br>. Acesso em: 7 abr. 2017.

BERKENBROCK-ROSITO, Margaréte May. Colcha de Retalhos: história de vida e imaginário na formação. Revista Educação. Santa Maria, v. 34, n. 3, p. 487-500, set./dez. 2009.

BOJUNGA, Lygia. A bolsa amarela. 34 ed. Rio de Janeiro: Casa Lygia Bojunga Editora, 2007.

BRUNER, Jerome. A cultura da educação. Porto Alegre: Artmed, 2001.

BRUNER, Jerome. Fabricando histórias: direito, literatura e vida. São Paulo: Letra e Voz, 2014.

BYINGTON, Carlos Amadeu Botelho. O cientista criador. Junguiana, Revista da Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica. São Paulo, n. 22, p. 1-11, maio 2004.

CHARLOT, Bernard. O professor na sociedade contemporânea: um trabalhador da contradição. Revista da FAEEBA: Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 17, n. 30, p. 17-31, jul./dez. 2008.

FREITAS, Laura Villares de. Grupos vivenciais sob uma perspectiva junguiana. Psicologia USP, São Paulo, v. 16, n. 3, p. 45-69, set. 2005.

FERREIRA, Amauri Carlos; GROSSI, Yonne de Souza. Da memória: com a venda nos olhos. In: OLIVEIRA E SILVA, Isabel; VIEIRA, Lourenço Martha (Orgs.). Memória, Subjetividade e Educação. Belo Horizonte: Argumentum, 2007, p. 53-63.

FURLANETTO, Ecleide Cunico. Formação contínua de professores: aspectos simbólicos. Psicologia da Educação, São Paulo, v. 19, p. 39 – 53, 2º semestre 2004.

FURLANETTO, Ecleide Cunico. A sala de aula e seus símbolos. São Paulo: Ícone, 2006.

FURLANETTO, Ecleide Cunico. Individuação, histórias de vida e formação. In: (Orgs.) BARBOSA, Raquel Lazzari Leite; PINAZZA, Mônica Appezzato. Modos de narrar a vida: cinema, fotografia, literatura e educação. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010, p. 161-172.

FURLANETTO, Ecleide Cunico. Os processos de construção identitária docente: a dimensão criativa e formadora das crises. Form. Doc., Belo Horizonte, v. 04, n. 07, p. 115-125, jul./dez. 2012.

GATTI, Bernardete A. Análise das políticas públicas para a formação continuada no Brasil, na última década. Revista Brasileira de Educação, v.13, n.37, p. 57-70, jan./abr. 2008.

JACOBI, Jolande. Complexo, arquétipo e símbolo na psicologia de C.G. Jung. São Paulo: Vozes, 2016.

JOSSO, Marie-Christine. Prefácio. In: SOUZA, Elizeu Clementino de; ABRAHÃO, Maria. 1.ed. Helena Menna Barreto (Org.). Tempos, narrativas e ficções: a invenção de si. Porto Alegre: EDIPUCRS: EDUNEB, 2006.

JOSSO, Marie-Christine. O caminhar para si: uma perspectiva de formação de adultos e de professores. Entrevistador: Margaréte May Berkenbrock-Rosito. Revista@mbienteeducação, São Paulo, v. 2, n. 2, ago./dez. 2009, p.136-139.

JOSSO, Marie-Christine. Caminhar para si. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2010.

JUNG, Carl Gustav. O homem e os seus símbolos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1964.

JUNG, Carl Gustav. O desenvolvimento da personalidade. 10.ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

JUNG, Carl Gustav. Presente passado e futuro.6.ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

LARROSA, Jorge. Pedagogia profana: danças, piruetas e mascaradas. Tradução de Alfredo Veiga-Neto. 5.ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

MACHADO, Nílson José. Educação: projetos e valores. 6.ed. São Paulo: Escrituras Editora, 2006.

NÓVOA, António (Org.). Vidas de professores. Lisboa: Porto Editora, 1992.

NÓVOA. António. Professores: imagens do futuro presente. Lisboa: Educa: 2009.

PASSEGGI, Maria da Conceição. A formação do formador na abordagem autobiográfica: a experiência dos memoriais de formação. In: SOUZA, Elizeu Clementino de; ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto (Orgs.). Tempos, narrativas e ficções: a invenção de si. Porto Alegre: EDIPUCRS; Salvador: EDUNEB, 2006a, p. 203-218.

PASSEGGI, Maria da Conceição et al. Formação e pesquisa autobiográfica. In: SOUZA, Elizeu Clementino de; ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto (Orgs.). Autobiografias, histórias de vida e formação. Porto Alegre: EDIPUCRS; Salvador: EDUNEB, 2006b, p. 257-268.

PASSEGGI, Maria da Conceição. Injunção institucional e sedução autobiográfica: as faces autopoiética e avaliativa dos memoriais. In: BARBOSA, Tatyana Mabel Nobre; PASSEGGI, Maria da Conceição (Orgs.). Memorial acadêmico: gênero, injunção institucional, sedução autobiográfica. Natal: EDUFRN, 2011, p.19-39.

PENNA, Eloísa. O paradigma junguiano no contexto da metodologia qualitativa de pesquisa. Psicologia USP, vol. 16, n. 3, p. 71-94, set. 2004.

PINEAU. Gaston. Emergência de um Paradigma Antropoformador de Pesquisa-Ação-Formação Transdisciplinar. Saúde e Sociedade, v.14, n.3, p.102-110, set-dez. 2005.

PINEAU, Gaston. As histórias de vida em formação: gênese de uma corrente de pesquisa-ação-formação existencial. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.32, n.2, p. 329-343, maio/ago. 2006.

PLACCO, Vera Maria Nigro de Souza; SOUZA, Vera Lúcia Trevisan de Souza (Orgs). Aprendizagem do adulto professor. São Paulo: Edições Loyola, 2006.

SCHÖN, Donald A. Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Trad. Roberto Cataldo Costa. Porto Alegre: Artmed, 2000.

SCHÖN, Donald A. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NÓVOA, Antônio. Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992, p. 77-91.

SOUZA, Elizeu C. Acompanhar e formar – mediar e iniciar: pesquisa (auto) biográfica e formação de formadores. In: PASSEGGI, Maria da Conceição; SILVA, Vivian Batista (Org.). Invenções de vidas, compreensão de itinerários e alternativas de formação. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010, p. 157-179.

SUÁREZ, Daniel. A documentação narrativa de experiências pedagógicas como estratégia de pesquisa-ação-formação de docentes. In: PASSEGGI, Maria da Conceição (Org.). Narrativas de formação e saberes biográficos. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2008, p.103-121.

SUÁREZ, Daniel. Documentación narrativa de experiências pedagógicas: indagación-formación-acción entre docentes. In: PASSEGGI, Maria da Conceição; SILVA, Vivian Batista(Org.). Invenções de vidas, compreensão de itinerários e alternativas de formação. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010.

VIGOTSKI, Lev Semenovitch. Psicologia da Arte. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

ZEICHNER, Keneth M. A formação reflexiva de professores: ideias e práticas. Educa, Lisboa, 1993.

ZEICHNER, Keneth M. Uma análise crítica sobre a “reflexão” como conceito estruturante na formação docente. Revista Educação & Sociedade, v. 29, n.103, p. 535-554, maio/ago. 2008.

Downloads

Publicado

2021-02-01

Como Citar

Furlanetto, E. C., Sellani, H. A. V., & Biasoli, K. A. (2021). ARMAZÉM DE MOMENTOS: UM MEMORIAL COLETIVO ELABORADO POR PROFESSORAS EM FORMAÇÃO. Práxis Educacional, 17(44), 1-25. https://doi.org/10.22481/praxisedu.v17i44.8027