Narrativa das relações entre currículo e cultura digital em tempos de pandemia: uma experiência na pós-graduação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/praxisedu.v17i45.8324

Palavras-chave:

integração currículo e tecnologias, web currículo, diálogo

Resumo

Este artigo tem o objetivo de refletir acerca da integração entre o currículo e as tecnologias e a composição da categoria “web currículo”, considerado um constructo teórico e uma categoria de ação trabalhada pela autora desde 2010. Tem como base a experiência na docência de uma disciplina desenvolvida remotamente em um programa de pós-graduação no decorrer do primeiro semestre de 2020, com estudantes do curso de doutoramento. O desenho metodológico do estudo descreve o panorama bibliográfico e documental sobre a educação durante a pandemia e os conceitos que fundamentam as reflexões. Em seguida, constrói uma narrativa da experiência da autora com base em diários pessoais e documentos disponíveis no ambiente virtual que foram produzidos ao longo do desenvolvimento das atividades da disciplina. A narrativa aponta que a educação remota oportunizou outros modos de desenvolver uma educação baseada em fundamentos dialógicos, reflexivos e de coconstrução de conhecimento. Além disso, mostra a relevância da adoção de uma postura de acolhimento, solidariedade, encorajamento, criatividade e criticidade comprometida com o enfrentamento da realidade cruel da pandemia, que escancara e amplifica as disparidades sociais, culturais, digitais e educacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Maria Elizabeth Bianconcini de Almeida, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – Brasil

Livre docente em Tecnologias na Educação pela Faculdade de Educação da PUC-SP. Professora associada do Departamento de Educação, Formação, Gestão e Tecnologias, da Faculdade de Educação, da PUC-SP. Líder do Grupo de Pesquisa Formação de Educadores com suporte em meio digital. Pesquisadora produtividade do CNPq (PQ1 C).

Referências

AGUIAR, Márcia Angela da S. Impactos da pandemia da Covid-19 na educação brasileira e seus reflexos nas políticas e orientações curriculares. Revista de Estudos Curriculares, v. 11, n. 1, 2020.

ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de. A crise educacional gerada pela Covid-19 e as tecnologias: ontem, hoje e caminhos para o futuro. In: ALMEIDA, Fernando José;

ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de; SILVA, Maria da Graça Moreira da. (Orgs.). De Wuhan a Perdizes. Trajetos educativos [livro eletrônico]. São Paulo: EDUC, PUC-SP, 2020, p. 164-179.

ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de. Integração currículo e Tecnologias de Informação e Comunicação: Web currículo e formação de professores. (Tese de livre-docência). Faculdade de Educação, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2019.

ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de. Currículo e narrativas digitais em tempos de ubiquidade: criação e integração entre contextos de aprendizagem. Revista de Educação Pública, Cuiabá, v. 25, n. 59/2, p. 526–546, mai./ago. 2016.

ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de. Integração currículo e tecnologias: concepção e possibilidades de criação de web currículo. In: ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de; ALVES, Robson. M.; LEMOS, Silvana. D. V. (org.). Web Currículo: Aprendizagem, pesquisa e conhecimento com o uso de tecnologias digitais. Rio de Janeiro: Letra Capital, 2014, p. 20-38.

ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de . Integração de currículo e tecnologias: a emergência de web currículo. In: ENDIPE – Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino, 15., 2010. Anais eletrônicos. Belo Horizonte: UFMG, 2010. p. 166-179.

ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de; VALENTE, José Armando. Integração currículo e tecnologias e a produção de narrativas digitais. Currículo sem Fronteiras [online], v. 12, n. 3, p. 57-82, set./dez. 2012.

ANDRADE, Rodrigo de O. Resistência à ciência. Crise de confiança suscita debate mundial sobre como enfrentar ataques ao conhecimento científico. Revista Pesquisa FAPESP, ed. 284, out., 2019.

BHABHA, Homi K. El Lugar de la Cultura. Buenos Aires: Manantial, 2002.

BERNSTEIN, Basil. A estruturação do discurso pedagógico: classe, código, controle. Petrópolis: Vozes, 1996.

BRASIL. Congresso Nacional. Decreto Legislativo no. 06/2020. Brasília, 2020a.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Pleno/Conselho Nacional de Educação. Parecer 5/2020. Brasília: MEC, CNE/CP, 2020b.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Pleno/Conselho Nacional de Educação. Parecer 11/2020. Brasília, MEC, CNE/CP, 2020c.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria nº 343, de 17 de março de 2020. Brasília: MEC, 2020d.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Resolução CNE/CP nº 2, de 22 de dezembro de 2017. Brasília: MEC, 2017.

BRUNER, Jerome. Construção Narrativa da Realidade. Tradução Waldemar Ferreira Netto. Critical Inquiry, v. 18, n. 1, p. 1-21, 1991.

BRUNER, Jerome. Actos de significado. Lisboa: Edições 70, LDA, 2008.

BURBULES, Nicolas C. Los significados de “aprendizaje ubicuo”. Archivos Analíticos de Políticas Educativas [online], v. 22, n. 104, 2014.

BUZATO, Marcelo E. K. Cultura digital, Educação e Letramento: conflitos, desafios, perspectivas In: HÖFLING, C. (org.). Jornada de Letras. São Carlos: UFSCar, 2010, p. 69-88.

CAMAS, Nuria Pons Vilardell; SOUZA, Fernando Roberto Amorim; COSTA, Carmen Sílvia da. Narrativa de uma experiência na pós-graduação: Entre os vícios do presencial e a presença do digital. EM TEIA – Revista de Educação Matemática e Tecnológica Iberoamericana, Recife, v. 11, n. 2, p. 1-18, maio/ago., 2020.

CARVALHO, Marie Jane Soares; NEVADO, Rosane Aragon de; MENEZES, Crediné Silva de. Arquiteturas pedagógicas para educação a distância: Concepções e Suporte Telemático. In: Anais... XVI Simpósio Brasileiro de Informática na Educação - SBIE - UFJF – 2005.

CASALI, Alípio M. D. Por um currículo errante. In: ALMEIDA, Fernando José; ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de; SILVA, Maria da Graça Moreira da. (Orgs.). De Wuhan a Perdizes. Trajetos educativos [livro eletrônico]. São Paulo: EDUC, PUC-SP, 2020.

CERQUEIRA, Valdenice Minatel M. Resiliência e tecnologias digitais móveis no contexto da educação básica: “senta que lá vem a história”. 2014. Tese (Doutorado em Educação: Currículo) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.

CHIZZOTTI, Antonio. Tempos incertos. In: ALMEIDA, Fernando José; ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de; SILVA, Maria da Graça Moreira da. (Orgs.). De Wuhan a Perdizes. Trajetos educativos [livro eletrônico]. São Paulo: EDUC, PUC-SP, 2020. p. 216-221.

CUNHA, Maria Isabel. Conta-me agora! As narrativas como alternativas pedagógicas na pesquisa e no ensino. Revista da Faculdade de Educação, São Paulo, v. 23, n. 1-2, jan./dez., 1997.

CUNHA, Katia S.; SILVA, Janini P. Sobre base e bases curriculares, nacionais, comuns: de que currículo estamos falando? Revista e-Curriculum, São Paulo, v. 14, n. 4, p. 1236-1257, out./dez. 2016.

DANZA, Giuliana. Poética de Barro. Direção e produção Giuliana Danza. Rio de Janeiro: Portacurtas, 2019.

DERRIDA, Jacques. Da hospitalidade. Trad. Antonio Romane. São Paulo: Escuta, 2003.

DUSSEL, Inés. VII Fórum lationoamericano de educación: aprender y enseñar em la cultura digital. Buenos Aires: Fundación Santillana, 2010.

FLORIDI, Luciano; COWLS, Josh; KING, Thomas. C; TADDEO, Mariarosaria. Como projetar IA para o bem social: sete fatores essenciais. Science and Engineering Ethics, v. 26, p. 1771-1796, 2020.

FREIRE, Paulo. À sombra desta mangueira. 6 ed. São Paulo: Olho d’água, 2003.

GATTI, Bernadete A.; NUNES, Marina Muniz R. (orgs.). Formação de professores para o ensino fundamental: estudo de currículos das licenciaturas em pedagogia, língua portuguesa, matemática e ciências biológicas. São Paulo: FCC/DPE, 2009.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 1989.

GIMENO SACRlSTÁN, José. EI curriculum: los contenidos de la enseñanza o un análisis de la práctica? In: GIMENO SACRISTÁN, José; PÉREZ GÓMEZ, Angel I. Comprender y transformar la enseñanza. Madrid: Edicones Morata, 1994, p. 137-170.

GOODSON, Ivor F. Towards a theory of narrative learning. In: GOODSON, Ivor et al. (org.). Narrative Learning. United Kingdom: Routledge, 2010 [e-book], p. 1-10.

LARROSA, Jorge Bondía. Notas sobre a experiência e o saber da experiência. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 19, p. 20-28, jan./abr. 2002.

LARROSA, Jorge Bondía. Experiência e alteridade em Educação. Revista Reflexão e Ação, Santa Cruz do Sul, v. 19, n. 2, p. 4-27, jul./dez. 2011.

LOPES, Alice C. Apostando na produção contextual do currículo. In: AGUIAR, Márcia A.; DOURADO, Luiz F. (orgs.). A BNCC na contramão do PNE 2014-2024: avaliação e perspectivas. Recife: ANPAE, 2018, p. 23-27.

MACEDO, Elizabeth. Currículo: Política, Cultura e Poder. Currículo sem Fronteiras [online], v. 6, n. 2, 2006. p. 98-113, jul./dez. 2006.

NÓVOA, António. Firmar a posição como professor, afirmar a profissão docente. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 47, n. 166, p. 1106-1133, out./dez. 2017.

NÚÑEZ, Isauro Beltrán; RAMALHO, Betania Leite. A teoria da Formação Planejada das Ações Mentais e dos Conceitos de P. Ya. Galperin: contribuições para a Didática Desenvolvimental. Obutchénie: Revista de Didática e Psicologia Pedagógica, Uberlândia, MG, v.1, n.1, p.70-97, jan./abr. 2017.

PARASKEVA, João M. Against the Epistemicide. Itinerant Curriculum Theory and the Reiteration of an Epistemology of Liberation. In: ULJENS, Michael; YLIMAKI, Rose M. (Eds). Bridging Educational Leadership, Curriculum Theory and Didaktik: Non-affirmative Theory of Education (Educational Governance Research). Switzerland: Springer, 2018.

PARDO KUKLINSKI, Hugo; COBO, Cristóbal. Expandir la universidad más allá de la enseñanza remota de emergência: Ideas hacia un modelo híbrido post-pandemia. Barcelona: Outliers School, 2020.

PÉREZ GÓMEZ, Ángel I. Educação na era digital: a escola educativa. Tradução Marisa Guedes. Revisão técnica Bartira Costa Neves. Porto Alegre: Penso, 2015.

PLITT, Laura. Covid-19 não é pandemia, mas sindemia. O que essa perspectiva muda no tratamento. BBC News Mundo, 10 out., 2020.

RODRIGUES, Alessandra. Narrativas digitais, autoria e currículo na formação de professores mediada pelas tecnologias: uma narrativa-tese. 2017. Tese (Doutorado em Educação: Currículo) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2017.

ROLDÃO, Maria do Céu; ALMEIDA, Sílvia. Conhecimento e currículo: como se seleciona o conhecimento "relevante"? In: PACHECO, José Augusto; ROLDÃO, Maria do Céu;

ESTRELA, Maria Teresa. (Orgs.). Estudos de Currículo. Porto: Porto Editora, 2018, p. 89-127. (Coleção Educação e Formação; v. 11).

SANTOS, Boaventura Sousa. O coronavírus, nosso contemporâneo. JL Jornal de Letras, Arte e Ideias. Coluna Ideias. Ano XL, n. 1294, 6 a 19 mai., 2020. p. 28-29.

SANTOS, Boaventura Sousa. Para além do pensamento abissal: Das linhas globais a uma ecologia de saberes. Novos estudos CEBRAP, São Paulo, n.79, p. 71-94, nov., 2007.

SANTOS, Edmea; CARVALHO, Felipe. Atos de currículo emergentes na educação online. ReDoC - Revista Docência e Cibercultura. v. 4, n. 2, p. 6-12, mai./ago., 2020.

SANTOS, Priscila Costa; ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de. Educação e fake news: construindo convergências. Revista Exitus, Santarém/PA, v.10, n. 1, p. 1-31, e020057, 2020.

SELWYN, Neil. Digital division or digital decision? A study of non-users and low users of computers. Poetics, v. 34, n. 4-5, p. 273-292, 2006.

SILVA, Selma C. de O. Formação inicial de professores e as Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação: busca de padrões orientadores. 2014. Dissertação (Mestrado em Psicologia da Educação) – PUC-SP, São Paulo, 2014.

VALENTE, José Armando; ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de. Políticas de tecnologia na educação no Brasil: visão histórica e lições aprendidas. [Brasilian technology policies in education: History and lessons learned]. Arquivos Analíticos de Políticas Educativas [Education Policy Analysis Archives], v. 28, n. 94, 22 jun., 2020.

VALENTE, José Armando. O ensino híbrido veio para ficar. In: TREVISANI, Fernando de M., TANZANI NETO, Adolfo; BACICH, Lilian. Ensino Híbrido Personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015, p. 13-17.

VALENTE, José Armando. A espiral da aprendizagem e as tecnologias da informação e comunicação: repensando conceitos. In: JOLY, Maria Cristina Rodrigues Azevedo. Tecnologias no ensino: implicações para a aprendizagem. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2002, p. 15-37.

VIEIRA PINTO, Álvaro. O conceito de tecnologia. Rio de Janeiro: Contraponto, 2005. v. 2.

YOUNG, Michael. Teoria do currículo: o que é e por que é importante. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 44, n. 151, p. 190-202, jan./mar. 2014.

WARSCHAUER, Mark. Tecnologia e inclusão social. São Paulo: SENAC São Paulo, 2006.

Downloads

Publicado

2021-04-01

Como Citar

ALMEIDA, M. E. B. de. Narrativa das relações entre currículo e cultura digital em tempos de pandemia: uma experiência na pós-graduação . Práxis Educacional, Vitória da Conquista, v. 17, n. 45, p. 52-80, 2021. DOI: 10.22481/praxisedu.v17i45.8324. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/8324. Acesso em: 28 maio. 2024.