Aprendizagens colhidas na perspectiva freiriana: entre saberes e diálogos da prática pedagógica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/praxisedu.v17i47.9425

Palavras-chave:

Perspectiva freiriana, Globalização, Práticas docentes

Resumo

Este artigo parte das diferentes possibilidades de uma educação que transforme para além do capital, uma educação aberta, diversificada, participativa e que acontece em múltiplos espaços, entre os quais se inclui a escola, que busca dar um significado para a práxis transformadora, apontando realizações, possibilidades, dificuldades e diálogos estabelecidos, mostrando que os saberes do professor não se materializam em um objeto físico, mas na humanização. Dessa forma, objetivamos revelar os problemas sociais que envolve a contemporaneidade, que afeta diretamente e meio educacional, por ser este espaço de visibilidade, onde são incutidas a política, economia, o capitalismo e as relações de poder. Assim, proporcionar diálogos reflexivos e provocativos para debatermos sobre o tema capitalismo e globalização com autores renomados. O processo metodológico perpassa por leituras críticas e reflexivas sobre a concepção freiriana de práxis libertadora e formação. Além de levar os leitores a pensar na construção de um outro mundo, mediante uma globalização com menor índice de perversidade, mais humana, mais solidária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Maria das Graças Porto Pires, Universidade Federal da Bahia – Brasil

Doutoranda em Educação pela Universidade Federal da Bahia – UFBA, Brasil. Integrante do Grupo de Pesquisa e Estudos Pedagógicos – GPEP (UESB) e do Grupo de Pesquisa Educação Didática e Ludicidade - GEPEL (UFBA).

Mara A. Alves da Silva, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia – Brasil

Doutora em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professora do curso de Licenciatura em Química do Centro de Formação de Professores (CFP) da UFRB; Membro dos seguintes grupos de pesquisa: DOCFORM- Grupo de Pesquisa em Docência, Currículo e Formação/UFRB e PƎQUI - Pesquisa Ensino Extensão em Educação Química do CFP/UFRB.

Lucimar Gracia Ferreira, Universidade Federal da Bahia – Brasil

Doutoranda em Educação – Universidade Federal da Bahia – UFBA, Brasil. Integrante do Grupo de Pesquisa e Estudos Pedagógicos – GPEP (UESB) e do Grupo de Pesquisa Educação Didática e Ludicidade - GEPEL (UFBA).

Referências

ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS. Dicionário Escolar da Língua Portuguesa. 2.

ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2008.

ALVES, Rubem. Estórias de quem gosta de ensinar. São Paulo: Cortez, 1993. BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O que é educação. 33. ed. São Paulo: Brasiliense, 1995.

BRASIL. Lei no 9.394, 20 de dezembro de 1996. Institui a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Disponível em: https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/529732/lei_de_diretrizes_e_bases_1ed.p df. Acesso em: 15 mai. 2019.

BRASIL. Lei no 13.415/2017, de 13 de fevereiro de 2017. Altera as Leis nos 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e 11.494, de 20 de junho 2007, que regulamenta o FUNDEB e outras providencias, 2017a. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/lei/L13415.htm. Acesso em: 10 maio 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). MEC, Brasília, DF, 2017b. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 01 nov. 2019.

CHARLOT, Bernad. Da relação com o Saber: elementos para uma teoria. Tradução: Bruno Magne. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

CHARLOT, Bernad. Relação com o Saber, Formação dos Professores e Globalização: questões para a educação hoje. Porto Alegre: Artmed, 2005.

D'ÁVILA, Cristina; FERREIRA, Lúcia Gracia. Saberes Estruturantes da Prática Pedagógica Docente: um repertório para a sala de aula. In: D'ÁVILA, C. et al. (Org.). Didática: saberes estruturantes e formação de professores. Salvador: EDUFBA, 2019. p. 33-49.

FRANCO, Maria Amélia Santoro. Pedagogia Crítica: transformações nos sentidos e nas práticas emancipatórias. Revista Práxis Educacional, v. 16, n. 42, p. 423-439, out./dez. 2020. Disponível em: https://doi.org/10.22481/praxisedu.v16i42.6299. Acesso em 21 ago. 2021.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido, 1. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2012.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013. FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São

Paulo: Paz e Terra, 2019.

MARTELETO, Regina Maria. Redes sociais: formas de participação e de informação. GÓMEZ, Maria Nélida González de; LIMA, Clóvis Ricardo Montenegro de. (Org.). Informação e democracia: a reflexão contemporânea da ética e da política. Brasília: Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, 2010, p. 156-166. Disponível em: https://ridi.ibict.br/bitstream/123456789/42/1/infodemocracia.pdf. Acesso em: 20 maio 2021.

MÉSZÁROS, István. A educação para além do capital. 2 ed. São Paulo: Boitempo, 2012.

NUNES, Clarice. Formação docente no Brasil: entre avanços legais e recuos

pragmáticos. Revista Teias, v. 1, n. 1, p. 1-23. 2000. Disponível em:

https://www.epublicacoes.uerj.br/index.php/revistateias/article/view/23821/16802. Acesso

em: 20 ago. 2021.

SANTOS, Boaventura de Souza. Renovar a teoria crítica e reinventar a emancipação social. São Paulo: Boitempo, 2007.

SANTOS, Milton. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. 10. ed. Rio de Janeiro: Record, 2000.

SAVIANI, Demerval. Escola e democracia. 39 ed. Campinas, Autores Associados. 2008.

SILVA, Mara Aparecida Alves. Docência universitária na Licenciatura em Química: uma análise dos saberes de experiência e da ação pedagógica. 2021. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, 2021. Disponível em: https://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/33355. Acesso em: 20 ago. 2021.

SILVA, Mara Aparecida Alves; FERREIRA, Lúcia Gracia. A Pedagogia como Ciência da Educação: reflexões epistemológicas e contribuições na formação docente. Educere et Educare, v. 16, n. 38, p. 32-51, 2021. Disponível em: http://e- revista.unioeste.br/index.php/educereeteducare/article/view/25741. Acesso em: 20 ago. 2021.

SOUZA, Ester Maria Figueiredo.; BARRETO, Denise Aparecida Brito.; BARBOSA, Márcia Regina. A pedagogia da palavra em Paulo Freire. In: Alcoforado, Luís; BARBOSA, Márcia Regina; BARRETO, Denise Aparecida Brito (Org.). Diálogos Freireanos: a educação e a formação de Jovens e adultos em Portugal e no Brasil. 1 ed. Recife: Editora UFPE, 2018, v. 1, p. 117-130.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 16. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

Downloads

Publicado

2021-08-31

Como Citar

PIRES, M. das G. P.; SILVA, M. A. A. da; FERREIRA, L. G. Aprendizagens colhidas na perspectiva freiriana: entre saberes e diálogos da prática pedagógica . Práxis Educacional, [S. l.], v. 17, n. 47, p. 1-14, 2021. DOI: 10.22481/praxisedu.v17i47.9425. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/9425. Acesso em: 27 nov. 2021.