https://periodicos2.uesb.br/index.php/rid/issue/feed Revista de Iniciação à Docência 2020-08-03T15:20:48+00:00 Bruno Ferreira dos Santos rid.editoria@gmail.com Open Journal Systems <section style="text-align: justify; padding: 3px;">A <strong>Revista de Iniciação à Docência</strong>&nbsp;(RID-UESB, e-ISSN 2525-4332) é um periódico exclusivamente&nbsp;<em>on line</em>, dedicado a difundir textos, reflexões, estudos teóricos, ensaios, relatos de experiência e pesquisas envolvendo problemas ligados à temática da formação de professores. A revista mantém regime de periodicidade projetando duas edições anuais, uma ao final de cada semestre, publicando trabalhos oriundos de contextos diversos, envolvendo práticas e investigações ligadas às licenciaturas, escolas da educação básica, programas de formação de professores (inicial e continuada), programas de pós-graduação, PIBID etc. O perfil da revista denota forte preocupação em democratizar informações e conhecimentos, englobando os trabalhos desenvolvidos em nossa Instituição – a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), como também, estudos oriundos de outras instituições disseminadas pelo País. A ideia é divulgar textos, relatos de experiências/ações e pesquisas individuais e/ou coletivas ligadas à formação docente, com especial atenção às questões relacionadas para a iniciação à docência, refletindo os avanços, entraves e limitações deste campo de conhecimentos e práticas, contribuindo para a valorização de iniciativas voltadas para a melhoria da formação de professores, como também, para a geração de transformações nas práticas pedagógicas, tanto nas escolas, quanto nos cursos de formação docente no contexto da educação superior. <section></section> </section> https://periodicos2.uesb.br/index.php/rid/article/view/7155 Apresentação 2020-08-02T13:48:35+00:00 Rid- Uesb rid.editoria@gmail.com <p>Apresentação</p> 2020-08-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 0 https://periodicos2.uesb.br/index.php/rid/article/view/7156 Sumário 2020-08-02T13:52:17+00:00 Rid- Uesb rid.editoria@gmail.com <p>Sumário</p> 2020-08-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 0 https://periodicos2.uesb.br/index.php/rid/article/view/7157 Análise da conversa e critérios de textualidade: contribuições de estudos do discurso para pesquisas em sala de aula 2020-08-03T15:15:17+00:00 Marcelo Concário marcelo.concario@unesp.br <p>Este artigo foi motivado por discussões do autor com cinco alunos de doutorado, nas aulas ministradas em uma disciplina intitulada <em>Language Matters in Science Education,</em> em um programa de pós-graduação de Educação para Ciências no interior do estado de São Paulo. Nos debates sobre análise da conversa e critérios de textualidade, verificou-se que os doutorandos não tinham familiaridade com a temática. Posteriormente, após pesquisa em banco de dados da CAPES, comprovou-se a escassez de produção relacionando tais temas a ensino (de Ciências). Apresenta-se, aqui, uma síntese teórico-metodológica de fundamentos de estudos de discurso centrados em conversação e textualidade, destacando como auxiliam no planejamento e na execução de pesquisas em sala de aula para promover reflexão crítica na formação de professores. Com a inclusão de excertos de dados coletados pelo autor em pesquisas anteriores, são exemplificadas aplicações desses fundamentos. Assim, espera-se que a disseminação de conceitos e procedimentos relacionados a análise da conversa e critérios de textualidade possa contribuir para a formação inicial e continuada de professores, na medida em que respaldam pesquisa interpretativa sobre eventos em sala de aula.</p> 2020-08-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 0 https://periodicos2.uesb.br/index.php/rid/article/view/7158 Jogos e atividades lúdicas na prática de iniciação à docência em Química: um estudo no subprojeto química sede do PIBID/UFRPE 2020-08-03T15:16:00+00:00 André G. Carneiro andreguimaraes177@gmail.com Maria do Rocio F. Teixeira rid.editoria@gmail.com <p>Este artigo teve como objetivo realizar um levantamento dos jogos utilizados pelos bolsistas do subprojeto de Química (sede do PIBID/UFRPE), como ferramenta de auxílio nos processos de ensino-aprendizagem. Para tanto, foram analisados os relatórios de atividades do projeto no período de março de 2014 a fevereiro de 2018, através dos aportes da análise de conteúdo. Observou-se que os jogos puderam ser utilizados a partir de estratégias variadas, porém, com ênfase na revisão dos conceitos abordados. Os materiais utilizados variaram, desde os materiais de baixo custo até o uso de jogos online.</p> 2020-08-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 0 https://periodicos2.uesb.br/index.php/rid/article/view/7159 O estágio e seu papel na formação docente para o ensino superior de Química 2020-08-03T15:16:43+00:00 Isabela Christo Gatti isagatti.quimica@gmail.com Andréia Francisco Afonso andreia.afonso@ufjf.edu.br <p>O artigo relata trabalhos desenvolvidos ao longo do estágio de docência fixado como parte das atividades obrigatórias da pós-graduação, caso o aluno seja bolsista. O objetivo é analisar a aceitação de metodologias diferenciadas pelos estudantes da graduação e o papel do estágio na formação docente para o ensino superior. Ao longo do referido estágio foram realizadas atividades em sala de aula envolvendo leitura, utilização de modelos e fotografias. Foi mantido paralelamente um <em>diário de bordo</em>, no qual eram registradas nossas percepções sobre as atividades e sobre a formação para a docência no ensino superior. Também foi aplicado um questionário ao final do semestre para que os alunos opinassem sobre as atividades desenvolvidas. Ao final do estágio verificamos boa aceitação dos modelos e do uso de fotografias, não sendo tão fácil desenvolver processos de leitura naquele contexto. Assim, o percurso adotado nesse estágio de docência favoreceu o desenvolvimento de reflexões necessárias a uma formação para a atuação no ensino universitário, ao mesmo tempo em que estimulou o desenvolvimento de atividades diferenciadas na universidade.</p> 2020-08-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 0 https://periodicos2.uesb.br/index.php/rid/article/view/7160 Matemática no ensino médio: dificuldades encontradas nos conteúdos das quatro operações básicas 2020-08-03T15:17:10+00:00 Marcos Douglas M. de Holanda douglasmedeiross330@gmail.com Izabela Barbosa Freitas izabelafreitas98@hotmail.com Ana Cláudia da S. Rodrigues claudiacavn@yahoo.com <p>Este trabalho teve como objetivo conhecer as principais dificuldades que os alunos do 2º ano do ensino médio têm quanto às operações básicas do componente curricular Matemática, as quais são ensinadas no início da formação escolar dos discentes. Os sujeitos que participaram da pesquisa foram 98 alunos, situados tanto nas escolas privadas, quanto públicas dos estados de Pernambuco e da Paraíba. O instrumento utilizado para coleta de dados foi um questionário com três questões que apresentavam a utilização de uma ou mais operações matemáticas. Por questões éticas, os sujeitos participantes do trabalho não foram identificados. Após tabulação dos dados do questionário aplicado, constatou-se que mais de 50% dos participantes não acertaram as questões propostas e 57% não responderam questões que envolviam operações matemáticas básicas. Destacamos que pesquisas futuras serão necessárias para verificação dos motivos das dificuldades apresentadas.</p> 2020-08-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 0 https://periodicos2.uesb.br/index.php/rid/article/view/7161 Engenho de Composição: a formação do professor de dança no contexto da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia- UESB 2020-08-03T15:18:01+00:00 Silvana Ribas dos Santos vana_ribas@hotmail.com <p>O assunto discutido neste artigo é parte dos estudos desenvolvidos em minha pesquisa de mestrado, defendida em 2019, junto ao Programa de Pós-Graduação em Dança da Universidade Federal da Bahia, que propõe, analisar as contribuições do Programa de Extensão Engenho de Composição na formação dos discentes do Curso de Licenciatura em Dança da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, avaliando as ações do mesmo como agente de formação dos futuros professores de Dança. No recorte ora apresentado, destaca-se o <em>Engenho de Composição</em> pelas possibilidades de formação, de construção de vínculos e compartilhamento artístico com a comunidade. Foram utilizadas neste trabalho: análise de documentos, a exemplo do Projeto Político Pedagógico do curso de Licenciatura em Dança, depoimentos de egressos do curso de Licenciatura em Dança e entrevistas semiestruturadas do tipo conversacional, tendo como informantes os professores que passaram pela coordenação do Programa de Extensão Engenho de Composição. A pesquisa possui abordagem metodológica qualitativa baseada em observação participante. Nas considerações finais, destaca-se a perspectiva emancipatória inerente ao fazer artístico e suas contribuições para o campo da dança.</p> 2020-08-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 0 https://periodicos2.uesb.br/index.php/rid/article/view/7162 A utilização de jogos educativos no contexto de uma melhor aprendizagem: relato de experiência 2020-08-03T15:18:59+00:00 Amanda Caroline Biazon amandcsouza@gmail.com Alessio Gava alessiogava@yahoo.it <p>Recorrer a atividades lúdicas na área do ensino, como por exemplo utilizar jogos em sala de aula, é hoje em dia uma prática cada vez mais comum. Neste artigo é relatada uma experiência realizada no âmbito do PIBID em um colégio estadual do interior do Paraná, derivando algumas conclusões sobre a utilização e a contribuição dos jogos matemáticos nas práticas de ensino e aprendizagem de crianças e jovens, assim como sobre a importância desses recursos e estratégias didáticas como objeto de aprendizagem e fixação do conhecimento.</p> <p>&nbsp;</p> 2020-08-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 0 https://periodicos2.uesb.br/index.php/rid/article/view/7163 Abordagem do tema terrorismo em sala de aula por meio de uma sequência didática 2020-08-03T15:19:37+00:00 Mauricio de Oliveira Silva m.osilva@hotmail.com Luciana Cristina de Souza rid.editoria@gmail.com Valméria Brito A. V. Ferreira rid.editoria@gmail.com <p>Este trabalho tem como proposta a apresentação e análise do projeto "<em>As nuances do Terrorismo e suas Interdisciplinaridades</em>", desenvolvido por meio de uma sequência didática e suas atividades vinculadas ao Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), Subprojeto Interdisciplinar – Linha de Ação: Letramento do Ensino Médio, associado à Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB, <em>campus</em> de Vitória da Conquista/BA. O relato aqui apresentado é pertinente às atividades realizadas no 2º semestre, dentro no ano letivo de 2017, envolvendo 28 alunos do <em>Centro Estadual de Educação Profissional em Saúde Adélia Teixeira</em>. A sequência didática foi construída com auxílio de notícias, vídeos e interpretações de texto, com a metodologia qualitativa, mostrando a ampliação do conhecimento dos discentes acerca do tema terrorismo e propondo medidas de reconhecimento e combate aos estereótipos inerentes ao assunto.</p> 2020-08-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 0 https://periodicos2.uesb.br/index.php/rid/article/view/7164 Reflexões entre a prática e a teoria a partir de olhares de bolsistas do Pibid aplicados em escolas da rede pública municipal de Porto Alegre/RS 2020-08-03T15:20:12+00:00 João Batista da Silva Goulart joao-goulart@uergs.edu.br Anie Cristine Pires Gabriel aniecristinep@gmail.com Mariele Schutz dos Santos marieleschutzdossantos@gmail.com Magali de Morais Menti magali-menti@uergs.edu.br <p>O texto apresenta elementos constituintes de três relatos de experiência do subprojeto <em>Letras: Língua Portuguesa - Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência</em>, da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS), no período de 2018 a 2019, realizados na <em>Escola Municipal de Ensino Fundamental Timbaúva</em> e no <em>Centro Municipal de Educação de Trabalhadores - Paulo Freire</em> (Ensino de Jovens e Adultos), ambas em Porto Alegre/RS. Objetiva relatar e refletir sobre as percepções vivenciadas pelos bolsistas de iniciação à docência, desde o planejamento e elaboração dos projetos até a aplicação destes em sala de aula, por meio de oficinas e vivências que visaram a educação transformadora. Deste modo, a partir da reflexão do referencial teórico utilizado e da aplicação dele no referido subprojeto, desenvolveram-se habilidades de produção textual, leitura e oralidade que capacitaram os alunos à reflexão linguística dos gêneros, a partir da percepção inclusiva e da transformação crítica e social, portanto, ressignificando suas trilhas nas escolas. Assim, o Pibid estimula professores e alunos, por intermédio da articulação e reflexão entre teoria e prática, fazendo com que as aprendizagens e experiências sejam trocas (res)significativas.</p> 2020-08-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 0 https://periodicos2.uesb.br/index.php/rid/article/view/7165 A Literatura Afro-Brasileira e a experiência em oficinas do Pibid 2020-08-03T15:20:48+00:00 Reginaldo Silva Araujo r.araujosba@gmail.com Roseli Xavier do Nascimento rosarosexavier@gmail.com Filismina Fernandes Saraiva filismina.saraiva@gmail.com Gildeci de Oliveira Leite gildeci.leite@gmail.com <p>A Literatura Afro-Brasileira é riquíssima e dispõe de diversas obras. O objetivo deste trabalho é relatar e analisar a experiência desenvolvida em oficinas do Núcleo de Iniciação à Docência (ID) “Literatura Afro-Brasileira e Baiana” do PIBID, ministradas para estudantes da 1ª série do ensino médio em Seabra-BA. Para tanto, foi constituído um corpus com poemas, imagens e slides utilizados para a apresentação da Literatura Afro-Brasileira. A análise é baseada em Duarte (2011) Guattari; Deleuze (2003), Brandão (2006) e Araujo (2018) e em textos literários de Conceição Evaristo (2008), Henrique Cunha Jr (1978) e Cristiane Sobral (2011). Os resultados obtidos evidenciam que os discentes, que pouco possuíam contato com o tema e autores, conseguiram assimilar o conceito e as características da Literatura Afro-Brasileira.</p> 2020-08-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 0 https://periodicos2.uesb.br/index.php/rid/article/view/7167 Anexos 2020-08-02T15:51:34+00:00 Rid- Uesb rid.editoria@gmail.com <p>Anexos</p> 2020-08-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 0