Dispersão das publicações da enfermagem gerontogeriátrica

Autores

  • Andressa Kaline Ferreira Araújo Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)

Palavras-chave:

Enfermagem, Saúde do Idoso, Bibliometria, Geriatria

Resumo

Objetivou-se descrever a dispersão das publicações científicas (inter)nacionais da enfermagem gerontogeriátrica, aplicando-se a Lei de Bradford. Estudo bibliométrico, realizado entre maio/julho de 2011, nas bases: BDENF, CidSaúde, IBECS, LILACS, MedCarib, MEDLINE, PubMed e SciELO, utilizando-se os descritores: Enfermagem; Assistência de Enfermagem; Idoso; Saúde do idoso; e Geriatria. Os dados foram coletados por dois revisores independentes através do preenchimento de um formulário. Obteve-se uma amostra de 324 manuscritos (A), distribuídos em 98 periódicos (P) elencados em quatro zonas de produtividade: Alta (A=91; P=2); Média (A=84; P=8); Baixa (A=34; P=90); e Baixíssima (A=54; P=54). Verificou-se que os Estados Unidos e o Brasil editaram o maior número de periódicos e artigos, respectivamente. Observou-se rentabilidade decrescente entre zonas e os valores do multiplicador de Bradford: 4, 4,25 e 1,59. Os resultados indicam que há dispersão na literatura de enfermagem, no que tange a produção de artigos sobre gerontogeriatria. Ademais, é relevante a produção científica brasileira, frente a países desenvolvidos. Recomenda-se incentivar a ampliação de periódicos especializados na área objeto deste estudo, como forma de minimizar a dispersão, através do agrupamento de artigos, para a formação de um corpus sólido de conhecimento em enfermagem gerontogeriátrica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-12-13

Como Citar

Ferreira Araújo, A. K. (2013). Dispersão das publicações da enfermagem gerontogeriátrica. Revista Saúde.Com, 10(1), 109-120. Recuperado de https://periodicos2.uesb.br/index.php/rsc/article/view/290

Edição

Seção

Artigos de revisão